A religion customized to taste?!

When Ephraim spoke, people trembled;
    he was exalted in Israel.
    But he became guilty of Baal worship and died.
Now they sin more and more;
    they make idols for themselves from their silver,
cleverly fashioned images,
    all of them the work of craftsmen.
It is said of these people,
    “They offer human sacrifices!
    They kiss[a] calf-idols!”
Therefore they will be like the morning mist,
    like the early dew that disappears,
    like chaff swirling from a threshing floor,
    like smoke escaping through a window.

Has been a while that God has spoken through His Word about the same thing, over and over again: His people went astray and wants to walk on their own way!

We are living in confusing times. Times when people are seducted by an anti-Christian culture that despises God and His Word. Even inside the church, people are worshiping their own “god”, built on their own measure, to fulfill their own needs and desires.

God is love and He is patient, I already said it here a lot of times. However, He is also Holy and He created us and all this world with a purpose. Once we choose to walk with Him, our old ways has to go!

We are called to live by His standards, not ours. A life that honors God involves repentance, renounce, a new mind and heart, that thinks, desires and lives in obedience to His Word.

We can make up our own designed religion, where we put only the things we are willing to folow and do, excluding everything that is incovenient and hard to live or, we can actually live a new way of life with Him, going deeper into His Words and instructions.

God is LOVE, but He is also a consuming FIRE! To be at His Presence, we need to choose a life of holiness, a pure and honest heart, willing to repent of our sins.

The Gospel means that we choose to turn around and let behind our old life, our old selves and follow a new way of living, renewing our minds with the Word of God. That will gives us all the light we need to step into the right direction and don’t be mistaken by the lies of this fallen culture.

In the kingdom of God, who gives more, is rich, who is “weak” in the eyes of the world is actually strong, and the last will be the first!

Jesus warned us: Not everyone who says to me, ‘Lord, Lord,’ will enter the kingdom of heaven, but only the one who does the will of my Father who is in heaven. 22 Many will say to me on that day, ‘Lord, Lord, did we not prophesy in your name and in your name drive out demons and in your name perform many miracles?’ 23 Then I will tell them plainly, ‘I never knew you. Away from me, you evildoers!’ (Mathew 7:21-22)

It is not about what it looks like in the eyes of men or, how much you accomplished in this life. It is about a close relationship with Him, that reflects in OBEDIENCE, no matter how hard (to renounce our own will) it can be!

Don’t be mistaken by a “diluted Gospel” that preaches only the part you want to hear ( like the blessings God can give you and that “He is love”). Jesus was very clear: “only those who do my Father’s will will enter the kingdom of Heaven“.

You can fake to men but you can’t fake to God, He knows your heart and intentions. Choose today to repent of a life of appearance and decide to enter into a life that involves a real and close relationship with your Father. He knows you better than anyone and He will help you to get there!

Ephraim is finished with gods that are no-gods.
    From now on I’m the one who answers and satisfies him.
I am like a luxuriant fruit tree.
    Everything you need is to be found in me.”

 If you want to live well,
    make sure you understand all of this.
If you know what’s good for you,
    you’ll learn this inside and out.
God’s paths get you where you want to go.
    Right-living people walk them easily;
    wrong-living people are always tripping and stumbling.
” (Hosea 14:8-9)

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Uma religião customizada?!

Foto por Liza Summer em Pexels.com

Já faz um tempo que Deus tem falado por meio da Sua Palavra sobre a mesma coisa, repetidamente: Seu povo está perdido e quer seguir o seu próprio caminho!

Estamos vivendo tempos confusos. Tempos em que as pessoas são seduzidas por uma cultura anticristã que despreza a Deus e à Sua Palavra. Mesmo dentro da igreja, as pessoas estão adorando seu próprio “deus”, construído na sua própria medida para atender às suas necessidades e desejos.

Deus é amor e Ele é paciente, eu já disse isso aqui muitas vezes. No entanto, Ele também é santo, e criou a nós e ao mundo com um propósito. Uma vez que escolhemos andar com Ele, nossos velhos caminhos e maneiras de viver têm que acabar!

Somos chamados a viver de acordo com os padrões Dele, não os nossos. Uma vida que honra a Deus envolve arrependimento, renúncia, uma nova mente e coração, que pensa, deseja e vive em obediência à Sua Palavra.

Por outro lado, nós podemos simplesmente criar nossa própria religião, onde colocamos apenas as coisas que estamos dispostos a seguir e fazer, excluindo tudo o que é inconveniente ou difícil de viver.

Deus é AMOR, mas Ele também é FOGO consumidor. Para estar na Sua Presença, precisamos escolher uma vida de santidade, um coração puro e honesto, disposto a se arrepender dos nossos pecados .

O Evangelho significa que escolhemos dar meia-volta e deixar para trás a nossa velha vida, nosso velho eu, e seguir uma nova maneira de viver. Nós renovamos nossas mentes com a Palavra de Deus, que nos dá toda a luz e instrução que precisamos para seguir na direção certa e não sermos enganados pelas mentiras desta cultura, desse mundo caído.

No reino de Deus, quem dá mais, é rico, quem é “fraco” aos olhos do mundo, é na verdade forte, e os últimos serão os primeiros!

Jesus nos avisou: “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?’ 23 Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal!

Não é sobre o que parece aos olhos dos homens ou o quanto você realizou nesta vida, é sobre um relacionamento íntimo com Ele, que se reflete em OBEDIÊNCIA, não importa o quão difícil (renunciar à nossa própria vontade) possa ser!

Não se engane com um “evangelho diluído” que prega apenas a parte que você deseja ouvir (como as bênçãos que Deus pode te dar e que “Ele é amor”) . Jesus foi muito claro: “só aqueles que fizerem a vontade de meu Pai entrarão no reino dos céus“.

Você pode fingir para os homens, mas não pode fingir para Deus. Ele conhece seu coração e suas intenções. Escolha hoje se arrepender de uma vida de aparência e decidir entrar em uma vida que envolve um relacionamento real e íntimo com seu pai. Ele conhece você melhor do que ninguém e te ajudará a chegar lá!

Efraim acabou com os deuses que não são deuses.
De agora em diante, sou eu quem responde e o satisfaz.
Sou como uma árvore frutífera luxuriante.
Tudo que você precisa, pode ser encontrado em mim. ”

Se quiser viver bem,
certifique-se de entender tudo isso.
Se você sabe o que é bom para você,
você aprenderá isso por dentro e por fora.
Os caminhos de Deus levam você aonde você quer ir.
Pessoas que vivem corretamente os seguem facilmente;
pessoas que vivem no erro estão sempre tropeçando.
“(Oséias 14: 8-9)

Cristianismo: fé, religião, propósito e o custo.

Eu estava aqui passeando por textos do wordpress e me deparei com um texto,  na verdade é uma entrevista, sobre uma mulher que  costumava ser “cristã”, abandonou sua fé e resolveu escrever um livro de ficção que foi inspirado no que ela chama de “experiências religiosas”.

Lendo a entrevista dessa mulher, fiquei bem tocada com a forma como ela relata sua visão do cristianismo, dizendo que era apaixonada por Deus, mas que com o tempo perdeu sua fé, e mesmo sentindo falta desse tempo, afirmou que nunca poderia voltar a acreditar no que um dia ela acreditou.

Em uma das perguntas da entrevista ela deixa claro que a religião pode se tornar uma coisa perigosa, porque as pessoas fazem o mal achando que estão fazendo o bem (no livro, ela cria um romance entre uma estudante e um fanático religioso, que acaba se revelando um terrorista).

E por fim, ela diz que largou o cristianismo porque, lendo vários livros, ela chegou à conclusão de que havia muitas outras formas de fé, e que era IMPOSSÍVEL que só a dela estivesse certa.

Confesso que ler esse texto me deixou um tanto chateada! Quando se é cristão, você consegue pensar em várias razões para essa mulher ter desistido, afinal, ser cristão não é uma escolha fácil. Mas se você é um cético, ao ler esse relato, provavelmente o pensamento vai ser “mais uma que descobriu que o cristianismo (ou a religião) é uma farsa!”.

Quantas pessoas já se “encantaram” pelo cristianismo e ao longo do caminho, desistiram porque, afinal, não era uma opção que satisfazia todas as suas expectativas?

E, esses dias, eu estava mesmo pensando sobre isso: por que as pessoas se tornam cristãs? E por que algumas abandonam sua fé no meio do caminho, depois de algumas dificuldades?

Eu creio que, muitas pessoas optam por essa “religião” porque buscam uma saída para os seus problemas e frustrações. Mas o que elas não percebem é que, o COMPROMETIMENTO e a CLAREZA do que significa andar com Jesus, são essenciais para que elas permaneçam nesse caminho.

O cristianismo não era pra ser uma religião, porque se fosse, realmente não faria sentido ser o único caminho, existem inúmeras religiões. Mas o cristianismo foi o caminho aberto por Jesus, para reconciliar-nos com Deus, através de um sacrifício de amor, que envolveu seu próprio sangue.

O cristianismo é a revelação do propósito de Deus pra humanidade,  a chave que abre a porta estreita. Mas essa porta, poucos conseguem atravessar. A maioria desiste nos primeiros obstáculos dessa trilha desafiadora.

Como eu li no livro O evangelho maltrapilho: “o cristianismo não é flutuar numa nuvem cor-de-rosa de milagres!”

E fazendo um paralelo, eu acho que, o motivo pelo qual as pessoas desistem do cristianismo é o mesmo motivo pelo qual elas desistem do casamento ou de qualquer relacionamento que envolve comprometimento: 1.elas não tem definido um propósito e, 2. elas não calcularam o custo para se atingir esse propósito.

No início de um casamento, assim como no início da caminhada com Jesus, tudo pode parecer lindo e fácil. Você é movido pelas SENSAÇÕES que esse relacionamento te proporciona. Você coloca todas as SUAS expectativas nesse relacionamento, sem fazer algumas perguntas razoáveis.

Só que a sensação inicial passa, os sentimentos mudam e quando as dificuldades começam a aparecer você percebe: você entrou nessa pelos MOTIVOS ERRADOS. E por isso, o que antes parecia tão incrível e interessante, agora já não tem o mesmo efeito sobre você.

Muitas pessoas buscam no cristianismo  uma resolução mágica para os seus problemas, serem anestesiadas pelas sensações que certas experiências podem proporcionar ou talvez  uma recompensa pela postura “correta” que elas resolvem adotar (por si mesmas). Resumindo: por puro egocentrismo.

Jesus mesmo disse  que deveríamos calcular o custo antes de começar, assim como um homem que  calcula se terá dinheiro suficiente para terminar a torre que quer construir,antes de começar! Do contrário, desistirá na metade e virará motivo de piada.

E, é exatamente isso que o cristianismo se tornou: motivo de piada e descredibilidade, justamente porque muitos entraram nessa empreitada sem calcular o custo.

O real motivo de entrarmos nesse barco deveria ser Jesus e tudo que ele fez por nós. E se, a vida dele em nenhum momento foi fácil, por que achamos que a nossa  será?

A felicidade de nascer de novo e de se tornar quem Deus nos fez pra ser é inimaginável! Assim como saber que um dia estaremos com ele. Mas ninguém disse que seria fácil, muito pelo contrário, Jesus nos avisou: “ quem quiser vir após mim que pegue a sua cruz e siga-me”.

*****************************************************************************

Christianity: faith, religion, purpose and the real cost:

I was looking through some wordpress texts and I came across a text, which is actually an interview, about a woman, a writer, who used to be “Christian”. She abandoned her faith and decided to write a book of fiction that was inspired by what she calls “religious experiences”.

Reading the interview of this woman, I was very touched by the way she reports her vision of Christianity, saying that she was in love with God, but that in some point she lost her faith, and even though she missed it, she said she could never believe again in what one day she believed.

In one of the questions she makes it clear:  religion can become a dangerous thing because people do evil things by thinking they are doing good (In the book, she writes a romance between a student and a religious fanatic, who ends up revealing himself as a terrorist).

And finally, she says, she quit Christianity because, after she read several books (she does not specifies which kind of books), she got the conclusion that there were many other forms of faith and that it was IMPOSSIBLE that only hers was right.

I confess that reading this text made me a little upset! When you are a Christian, you can think about some reasons for this woman gave it up, after all, being a Christian is not an easy choice. But if you are a skeptic, reading this kind of thought, you probably will think “one more that has discovered that Christianity (or religion) is a mistake!”.

How many people were already attracted by Christianity and along the way gave up because it was not an option that fulfills  their expectations?

And these days I was thinking about it: why do people become Christians? And why do some abandon their faith in the middle of the road, after some difficulties?

I believe that many people choose this “religion” seeking a way out of their problems and frustrations, but what they do not realize is that the COMMITMENT and clarity of what it means to walk with Jesus is essential for them to remain.

Christianity was not supposed to be a religion, because if it were, it really would not make sense to be the only way, there are countless religions. But Christianity is the way opened by Jesus, to reconcile us to God, through a sacrifice of love, by His blood.

Christianuty is the revealing of God´s purpose to humanity, is the key that opens the narrow door.  And that’s why few can stay, they misunderstood the real deal! And so they give up in the firsts hurdles of this challenging path.

As I read in the book The Ragamuffin Gospel: “Christianity is not floating in a pink cloud of miracles!”

And in parallel, I think, the reason why people give up on Christianity is the same reason they give up on marriage or any relationship that started with the goal of lasting: 1. they have not defined a purpose and, 2. They did not calculate the cost to achieve this purpose.

At the beginning of a marriage, just as at the beginning of the walk with Jesus, everything can seem beautiful and easy. You are moved by the FEELINGS  this relationship gives to you. You put all YOUR expectations into this relationship, without asking enough reasonable questions.

When  the good sensations goes away and the feelings changes, when the difficulties begin to appear you realize: you entered into it for the WRONG REASONS and what seemed so incredible and interesting in the beginning, no longer has the same effect on you.

Many people seek Christianity as an escape, a magical resolution to their problems, to feel numbed by the feeling the idea of something new can provide. Resuming: is all about egocentric reasons (like most of relationships that doesn´t last).

Jesus himself said  we must calculate the cost of being his follower before we start. Like a man who must calculate if he will have enough money to finish the tower he wants to build, before start it! Otherwise he will quit, leaving the project unfinished and becoming a joke to everyone around.

This is what Christianity has become so many times: a mockery topic of discussion, a joke. Precisely because of those who entered in this endeavor without calculating the cost.

The real reason we should get on this boat is: Jesus and all he did for us. And if his life never was easy, why do we think ours will  be?

The happiness of being born again and becoming who God made us to be is unimaginable! As well as knowing that one day we will be with him, but no one said it would be easy, on the opposite, Jesus made it very clear: “Whoever wants to be my disciple must deny themselves and take up their cross and follow me.”