Let the wind blow…

And you will say in that day,
    “I thank you, God.
You were angry
    but your anger wasn’t forever.
You withdrew your anger
    and moved in and comforted me.

Yes, indeed—God is my salvation.
    I trust, I won’t be afraid.
God—yes God!—is my strength and song,
    best of all, my salvation!”

3-4 Joyfully you’ll pull up buckets of water
    from the wells of salvation.
And as you do it, you’ll say,
    “Give thanks to God.
Call out his name.
    Ask him anything!
Shout to the nations, tell them what he’s done,
    spread the news of his great reputation!

5-6 “Sing praise-songs to God. He’s done it all!
    Let the whole earth know what he’s done!
Raise the roof! Sing your hearts out, O Zion!
    The Greatest lives among you: The Holy of Israel.”

And everythig you’ve lost, Love’s returning!

Naquele dia…

"God is the God of redemption! He changes seasons, He restores the present to bring to us a brand new future! He forgives and renews our hope. In that day we will say..."
Foto por Ricardo Ortiz em Pexels.com

Naquele dia, vocês cantarão:
“Eu te louvarei, ó Senhor!
Estavas irado comigo, mas tua ira passou;
agora tu me consolas.
Vejam, Deus veio me salvar;
confiarei nele e não terei medo.
O Senhor Deus é minha força e meu cântico;
ele me deu vitória!”.

3 Com alegria vocês beberão
das fontes da salvação.
Naquele dia, cantarão:
“Deem graças ao Senhor! Louvem seu nome!
Contem aos povos o que ele fez,
anunciem que seu nome é magnífico.
Cantem ao Senhor, pois ele tem feito maravilhas;
tornem seu louvor conhecido em todo o mundo.
Todos os habitantes de Sião celebrem em alta voz,
pois grande é o Santo de Isr
ael que vive em seu meio”.

A fight for freedom!

Hello dear reader! How are you doing?!

Since today is september, 7: Independence day here in Brazil, I want to talk about a very pertinent subject: Freedom!

As I write this, I can hear people screaming on megaphones, on the street. I live near by a square where people usually concentrate for marchs and stuff like that. So today, people are gathering for politics matters, to march from both sides: Left and right.

I confess that, I used to be a “march-lover, politic-matters addicted” in the old days. I remember a lot of times in my life when I gathered with others to “march for my rights” as they say. This is the way people fight for their freedom, right? At least, this was the way I used to think.

However, curiously today, I was directed to this text in the bible( really, I was not planning to read this chapter or book). In Galatians 5:

 “It is for freedom that Christ has set us free. Stand firm, then, and do not let yourselves be burdened again by a yoke of slaver”…You who are trying to be justified by the law have been alienated from Christ; you have fallen away from grace.

It is easy to forget, sometimes, that we were set free from our former way of living and thinking, through Christ! There are days and situations when we will try to get “freedom” in our own terms!

I had to fought against it and, sometimes I’ve lost, for this impulse to exercise my freedom in the wrong way! I already told here that, I had my “moments of shame” trying to convince people of my point of view, regarding politics.

Today, thank God, I am more aware of Christ methods to reach people and offer them a way of freedom, without pushing them my ways or my truth. Christ is the ultimate truth, no matter if people will accept that or not. The liberating truth that I found, however, is this: It is not my job to convince anyone!

For through the Spirit we eagerly await by faith the righteousness for which we hope. For in Christ Jesus neither circumcision nor uncircumcision has any value. The only thing that counts is faith expressing itself through love.

It is through the Spirit, expressed by acts of love and kindness, that people will be touched and transformed, no matter what are their values or politic views!

As I walked back home this morning, returning from the market, I just prayed that Jesus will reach this people in the middle of their chaos: Right or left, it does not matter, because neither of it is the answer for freedom: Christ is!

“You, my brothers and sisters, were called to be free. But do not use your freedom to indulge the flesh[a]rather, serve one another humbly in love. 14 For the entire law is fulfilled in keeping this one command: “Love your neighbor as yourself.” 15 If you bite and devour each other, watch out or you will be destroyed by each other.

“So I say, walk by the Spirit, and you will not gratify the desires of the flesh. 17 For the flesh desires what is contrary to the Spirit, and the Spirit what is contrary to the flesh. They are in conflict with each other, so that you are not to do whatever you want. 18 But if you are led by the Spirit, you are not under the law.

That means : If you are in Christ, you are no longer ruled by the mindset of this world, you are not driven by politics issues, conflicts of interest, fighting and screaming to be heard. We are driven by eternity! We are no longer citizens of this world, we are citizens from above. So we should think with the mind of Christ!

In times of division and so much hate spread throungh angered speechs, choose to exercise your freedom loving those around you, serving them! It is not easy to do it, I know. Sometimes our flesh will scream “NO!”.

However, it is through serving and loving those who are not kind to us, who do not agree with us, that we live a real expression of what Jesus done for us and taught us to do! Because none of us derserved to be loved either.

“It is absolutely clear that God has called you to a free life. Just make sure that you don’t use this freedom as an excuse to do whatever you want to do and destroy your freedom. Rather, use your freedom to serve one another in love; that’s how freedom grows.”

But what happens when we live God’s way? He brings gifts into our lives, much the same way that fruit appears in an orchard—things like affection for others, exuberance about life, serenity. We develop a willingness to stick with things, a sense of compassion in the heart, and a conviction that a basic holiness permeates things and people. We find ourselves involved in loyal commitments, not needing to force our way in life, able to marshal and direct our energies wisely.

A LUTA PELA LIBERDADE!

Olá, querido leitor!

Já que hoje é 7 de setembro: Dia da Independência aqui no Brasil, eu quero falar sobre um assunto muito pertinente: Liberdade!

Enquanto escrevo isto, posso ouvir pessoas gritando no microfone na rua. Eu moro perto de uma praça onde as pessoas geralmente se concentram para marchas e coisas do tipo. Então, hoje, as pessoas estão se reunindo por questões políticas, para marchar de ambos os lados: esquerda e direita.

Confesso que eu costumava ser uma “amante de marchas, viciada em debates políticos” e coisas assim. Lembro-me de muitas vezes na minha vida em que eu me reuni com outras pessoas para “marchar pelos meus direitos”, como dizem. É assim que as pessoas lutam pela liberdade, certo? Pelo menos, era assim que eu pensava.

No entanto, curiosamente hoje, eu fui direcionada a este texto na Bíblia (realmente, não planejava ler este capítulo ou livro). Gálatas 5:

“Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, fiquem firmes e não se deixem sobrecarregar novamente por um jugo de escravidão “…

É fácil nos esquecermos, às vezes, que fomos libertos do nosso antigo modo de viver e pensar, por meio de Cristo! Há dias e situações em que tentaremos obter essa tão amada “liberdade” por nossos próprios meios e termos!

Eu tive que lutar contra e, às vezes, eu perdi, nesse impulso de exercer minha liberdade da maneira errada! Já falei aqui antes, eu já tive os meus “momentos de vergonha”, tentando convencer as pessoas das minhas ideias sobre política ou visão de mundo.

Hoje, graças a Deus, eu estou mais consciente dos métodos de Cristo para alcançar as pessoas e oferecer-lhes um caminho de liberdade, sem tentar forçá-las em direção aos meus métodos ou a “minha verdade”.

Cristo é a verdade suprema, não importa se as pessoas aceitem isso ou não. Mas a verdade libertadora que eu encontrei, no entanto, foi esta: Não é meu trabalho convencer ninguém!

“Pois por meio do Espírito esperamos ansiosamente pela fé a justiça que esperamos. 6 Pois em Cristo Jesus nem a circuncisão nem a incircuncisão têm valor. A única coisa que conta é a fé se expressando por meio do amor.

É por meio do Espírito Santo, expresso por atos de amor e bondade, que as pessoas serão tocadas e transformadas, não importa quais sejam seus valores ou opiniões políticas!

Ao voltar para casa esta manhã, vindo do mercado, eu orei para que Jesus alcance essas pessoas no meio do caos: Direita ou esquerda, não importa, porque nenhuma dessas ideologias é a resposta para a liberdade: Cristo é!

“Vocês, meus irmãos e irmãs, foram chamados para serem livres. Mas não usem sua liberdade para se entregar à carne [a ] ; em vez disso, sirvam uns aos outros humildemente no amor. 14 Pois toda a lei é cumprida ao guardar este mandamento: “Ame o seu próximo como a si mesmo.” 15 Se vocês morderem e se devorarem, cuidado ou serão destruídos um pelo outro.

“Então eu digo, ande pelo Espírito, e você não irá satisfazer os desejos da carne. 17 Pois os desejos da carne o que é contrário ao Espírito, e o Espírito o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que você não deve fazer o que quiser. 18 Mas se você for guiado por o Espírito, você não está sob a lei.

Isso significa: se você está em Cristo, não é mais governado pela mentalidade deste mundo. Você não é movido por questões políticas, conflitos de interesse, não precisa brigar e gritar para ser ouvido. Somos movidos pela eternidade! Não somos mais cidadãos deste mundo, somos cidadãos do céu. Portanto, devemos pensar com a mente de Cristo!

Em tempos de divisão e tanto ódio espalhado por meio de discursos irados, escolha exercer sua liberdade amando aqueles ao seu redor, servindo-os! Não é fácil fazer isso, eu sei. Às vezes, nossa carne vai gritar “NÃO!”.

No entanto, é servindo e amando aqueles que não são gentis e não concordam conosco, que vivemos uma expressão real do que Jesus fez e nos ensinou a fazer! Porque nenhum de nós merecia ser amado também.

É absolutamente claro que Deus chamou você para uma vida livre. Apenas certifique-se de não usar sua liberdade como uma desculpa para fazer o que você quiser e destruir essa liberdade. Em vez disso, use sua liberdade para servir uns aos outros em amor; é assim que a liberdade cresce.”

Mas o que acontece quando vivemos à maneira de Deus? Ele traz presentes para nossas vidas, da mesma forma que frutas aparecem em um pomar – coisas como afeição pelos outros , exuberância sobre a vida, serenidade. Desenvolvemos uma vontade de permanecer, um sentimento de compaixão no coração e uma convicção de que uma santidade básica permeia as coisas e as pessoas. Encontramo-nos envolvidos em compromissos leais, sem necessidade de forçar o nosso caminho na vida, capaz de organizar e direcionar nossas energias com sabedoria.” (Gálatas 5:22-23- A mensagem)

It is done!

Hey, my dear reader! How are you doing today? I hope you all are doing very well!

Today I want to share a basic and yet, very deep truth, that blessed me today, during my devotional time, reading Hebrews 6:

As a priest, Christ made a single sacrifice for sins, and that was it! Then he sat down right beside God and waited for his enemies to cave in. It was a perfect sacrifice by a perfect person to perfect some very imperfect people. By that single offering, he did everything that needed to be done for everyone who takes part in the purifying process. Hebrews 10:11-18

Sometimes, as Christians, even knowing that powerful truth, we forget that Jesus already paid the ultimate price for us! His blood covered all our sins, all our past, present and future mistakes. We have free access to His forgiven Love. We have free acces to the Presence of the Father.

Yet, there are some days when we feel crushed by our failures. We feel guilty and unworthy of God’s love and forgiveness. I know I have days like this and, for a moment, I forget that I am a redeemed daughter!

So today, I just want to remind you that, no matter what you’ve done or what you are going through, if you have faith in Jesus, if you acepted His amazing gift of redemption, you have His love and forgiveness! Always and forever!

We don1t have to bown with the heaviness of our mistakes and sins, we are covered by the blood of Jesus! We can choose to open our hearts to Him and be forgiven! That’s good news, friends!

Every time you feel like a complete failure, like you did not reach the target, just surrender all your heart, thoughts and plans to Him! He does not punish us like our sins’d deserve. His love covers a mutitude of sins and cast all the fear!

Like I received, I want to share this amazing thuth with you, from “Ever Present Love” :

Jesus doesn’t threaten us with punishment. He doesn’t require obedience without the empowering of his love to fuel it. Following his commandments happens when we know the tenderness of the One who has given them to us. His love is the power and source of all we do—even in obedience.”

 “The Holy Spirit also testifies to us about this. First he says:

 “This is the covenant I will make with them
    after that time, says the Lord.
I will put my laws in their hearts,
    and I will write them on their minds.”

17 Then he adds:

Their sins and lawless acts
    I will remember no more.”
Hebrews 10:15-17

Prayer:

Jesus, give me grace to remain mindful of your love for me so I’ll never become indifferent. Keep my heart pliable in your hands. Thank you for showing me what perfect love looks like. I want to live my life honoring you in everything I do and say, simply because I love you.” (From “Ever Present Love” written by Brian Simmons and Gretchen Rodriguez)

Foto por Luis Quintero em Pexels.com

Está consumado!

Ei, caro leitor! Como você está hoje? Espero que todos estejam bem!

Hoje quero compartilhar uma verdade básica e ainda assim muito verdadeira e poderosa, pela qual eu fui abençoada hoje, no meu tempo devocional, lendo Hebreus 6:

Como sacerdote, Cristo fez um único sacrifício pelos pecados, e estava feito! Em seguida, sentou-se ao lado de Deus e esperou que seus inimigos cedessem. Foi um sacrifício perfeito de uma pessoa perfeita para aperfeiçoar algumas pessoas muito imperfeitas . Com aquela única oferta, ele fez tudo o que precisava ser feito por todos que participam do processo de purificação. “ Hebreus 10: 11-18– A Mensagem

Às vezes, como cristãos, mesmo sabendo dessa verdade libertadora, nós nos esquecemos que Jesus já pagou o preço final por nós! Seu sangue cobriu todos os nossos pecados, todos os nossos erros passados, presentes e futuros. Temos livre acesso ao Seu Amor perdoador. Temos livre acesso à Presença do Pai.

Mesmo assim, há dias em que nos sentimos esmagados pelos nossos fracassos. Sentimo-nos culpados e indignos do amor e do perdão de Deus. Eu sei que tenho dias assim e, por um momento, eu me esqueço de que sou uma filha redimida!

Então hoje, eu só quero lembrá-lo que, não importa o que você fez ou o que você está passando, se você tem fé em Jesus, se você aceitou esse incrível presente da redenção, você tem o Seu amor e Seu perdão! Hoje e sempre!

Não precisamos nos curvar com todo o peso de nossos erros e pecados, estamos cobertos pelo sangue de Jesus! Podemos escolher abrir nossos corações para Ele, nos arrepender e sermos perdoados! Boas notícias, amigos!

Cada vez que você se sentir um fracasso total, como se não tivesse atingido o alvo, apenas entregue todo o seu coração, pensamentos e planos pra Ele! Ele não nos pune como nossos pecados merecem. Seu amor cobre uma multidão de pecados e lança fora todo o medo! O arrependimento nos transforma.

Como eu recebi, quero compartilhar esta incrível verdade com você, de “Ever Present Love” :

Jesus não nos ameaça com punição. Ele não exige obediência sem a capacitação de seu amor para alimentá-la. Seguir seus mandamentos acontece quando sabemos a ternura dAquele que os deu a nós. Seu amor é o poder e a fonte de tudo o que fazemos, mesmo em obediência. “

“O Espírito Santo também testifica para nós sobre isso. Primeiro, ele diz:

Esta é a aliança que farei com eles,
depois daqueles dias,
    diz o Senhor.
Porei as minhas leis
    em seu coração
e as escreverei
    em sua mente”;

17 e acrescenta:

“Dos seus pecados
    e iniquidades
não me lembrarei mais” Hebreus 10:15-17

Oração:

Jesus, dê-me a graça de permanecer atento ao seu amor por mim para que eu nunca me torne indiferente. Mantenha meu coração flexível em suas mãos. Obrigado por me mostrar como é o amor perfeito. Quero viver minha vida honrando você em tudo que faço e digo, simplesmente porque te amo. (De” Ever Present Love “escrito por Brian Simmons e Gretchen Rodriguez)

“Who is this man that will know our hearts and pick them up when they fall apart. All for love… Who is this God that has come to serve With selfless love that we do not deserve…”

(O evangelho da graça e a obediência)

Eu estou lendo um livro muito interessante(e esclarecedor) atualmente. O livro se chama “O evangelho maltrapilho” (Brennam Manning) e, segundo o próprio autor, é voltado para os cristãos “vacilantes e de joelhos fracos”, para os “discípulos inconsistentes e instáveis”. Ou seja, é para todos nós, os que recebemos a graça e o amor de Deus mas, sabemos que ainda assim somos falhos e erramos com freqüência.

É para os que já se deram conta que, Jesus morreu por nós simplesmente porque o amor é sua essência e foi dado de graça à nós, pecadores. Não porque merecemos de fato. Nós não somos dignos de nada. (aqui os legalistas tremem…rs)

O livro enfoca no evangelho da graça, na postura de Jesus em relação aos pecadores: como ele os chamava e os aceitava sem reservas, inclusive em sua mesa. Entender o que significa essa graça é um desafio, para nós cristãos, mas também libertador. Entendemos que não se trata de esforços ou mérito, mas que Deus simplesmente nos criou para sermos amados e termos um relacionamento com Ele, independente de nossas fraquezas! Confesso que essa verdade, ao ser absorvida lentamente, degustando cada gole de sua essência,é realmente reconfortante!

Eu tenho muita dificuldade em descartar a meritocracia. Eu fui criada, não só por um pai severo que queria que eu fizesse tudo minuciosamente bem, mas também por uma sociedade inserida numa cultura que nós diz que: nós temos que fazer por merecer, nada vem de graça. Ou seja, minha geração foi educada (e acredito que todas as anteriores também) para acreditar que precisamos nos esforçar, ter um plano e lutar constantemente para alcançá-lo.

Aí, subitamente, vem esse Jesus que diz “ Ei, vem comigo, eu sou o caminho, a verdade e a vida e aqui você não precisa merecer nada! Eu te amo de graça!( e é muito amor….=)

Complicado para a nossa mente assimilar isso aí, né? O evangelho da graça nos cura e nos liberta dessa mentalidade de meritocracia mas…ele não termina aí!

O mesmo Jesus que disse “venha a mim os cansados e oprimidos e eu vos aliviarei” (Matheus 11:28) também disse  ”Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará.”( Lucas 9:23,24). Essa é a parte que pode parecer,para muitos, uma armadilha.

Jesus nos diz sim, para virmos como estamos, imperfeito como somos e Dele receberemos alívio.Mas essa é só a parte inicial do evangelho, onde nós escolhemos nascer de novo pelo Espírito e então é como se fossemos um bebê espiritual, recebendo leite como alimento, a graça do perdão e o infinito amor de Deus.

Mas conforme vamos nos desenvolvendo como cristãos, novos desafios nos são apresentados e temos que, constantemente, fazer escolhas por amor ao evangelho. O amor vem de graça, mas a porta é estreita,lembra? Nem todos conseguem passar por ela, principalmente, porque exige renúncias e, conforme caminhamos nessa trilha estreita, uma obediência cega à voz de Deus.

Na verdade, o que pode parecer uma “pegadinha”, nada mais é do que diferentes estágios de um relacionamento com Deus. Quanto mais nos desenvolvemos em intimidade e entendimento, mais Ele exige de nós, porque já não somos apenas filhos, somos herdeiros e representantes do Seu Reino. 

***************************************************************************

The gospel of grace and the obedience

I’m reading a very interesting (and enlightening) book these days. The book is called “The Ragamuffin Gospel”(Brennam Manning) and, according to the author himself, is aimed at “weak and kneeling” Christians, for “inconsistent and unstable disciples.” That is, it is for all of us who receive the grace and love of God, but we know that we are still flawed and err frequently.

It is for those who have already realized that Jesus died for us simply because love is His essence, and it was given freely to us, sinners. Not because we deserve it. We are not worthy of anything.

The book focuses heavily on the gospel of grace, Jesus’ attitude toward sinners: how he called them and accepted them unreservedly, even at his table. In fact, understanding what this grace means is indeed liberating. We understand that it is not about effort or merit, but that God simply created us to be loved and to have a relationship with Him, regardless of our weaknesses! I confess that this truth, being absorbed slowly, savoring every gulp of its essence, is really comforting!

I have a hard time ruling out meritocracy. I was raised not only by a stern father who wanted me to do everything thoroughly, but also by a society embedded in a culture that says that: we have to do for deserving, nothing comes for free. That is, my generation was educated (and I believe all previous ones) to believe that we need to strive, have a plan and constantly strive to achieve it.

Then, suddenly, comes this Jesus who says, “Hey, come with me! I am the way, the truth and the life and here you do not have to deserve anything! I love you for free!”(and  it is a immeasurable love)

It´s complicated for our mind to assimilate this, right? The gospel of grace heals us and frees us from this meritocracy mentality but … it does not end there!

The same Jesus who said, “Let the weary and oppressed come to me, and I will give you rest.”(Mathew 11:28)  also said, “If any man will come after me, let him deny himself, and take up his cross daily and follow me. Whoever wants to save his life will lose it; But whosoever shall lose his life for my sake, shall save it “(Luke 9:23, 24).

That’s the part that seems, for many people, a trap.

Jesus tells us, to come as we are, imperfect as we are to Him and we will receive relief. But this is only the initial part of the gospel, where we choose to be born again by the Spirit and then it is as if we were a spiritual baby, receiving milk as food: the grace of forgiveness and the infinite love of God.

But as we grow as Christians, new challenges are presented to us and we must constantly make choices for the sake of the gospel. Love comes for free, but the door is narrow, remember? not everyone can pass through it, mainly because it demands a lot of personal sacrifices and, as we walk in that narrow path, a blind obedience to the voice of God.

In fact, what may seem like a “catch” is nothing more than different stages of a relationship with God. The more we develop in intimacy and understanding, the more He demands from us. We are no longer only His children, we are heirs and representatives of His Kingdom.