Dealing with our anger!

But he was pierced for our transgressions, he was crushed for our iniquities; the punishment that brought us peace was on him, and by his wounds we are healed.”

Hey friend! How are you doing?!

These past few days I have been involved in conversations about the same issue and today, I just listened a great podcast about the same subject, that clarified a lot of things for me. So, I decided to bring this topic up, because I know that its a issue for a lot of people out there! Anger.

Have you ever felt taken by this feeling with no reasonable explanation?!

I know that I have days when, with no reason or warning, I just wake up feeling something bubbling inside, a restlessness. And at some point, triggered by a tough or even a small but trick situation, I am confronted with this feeling: Anger. It is like a deep and bursting wave that just starts to rise. Itapparently happens with no good reason, but it is deep whitin!

At the weekend, I was talking about these episodes with my sister in law. We were seat at the table, just talking, and she was the one who brought it up:

– “You know those days when you just feel this anger deep inside and you don’t know the reason?!”

-“Yes, I answered, I can totally relate to it”. I certainly know the feeling. And it is not just the feeling, when you really analyze it, you are feeding thoughts that makes you feel this way. It is always the past, not the present.

And thinking about it, I found out that a lot of us, women, who were disappointed, abandoned or hurted in the past, can carry this feeling inside! We all have memories that hurts us or makes us feel angered and frustrated.

It is like a defense mechanism, that we’ve learned to use in the past to protect ourselves! We learned that, if we get angry(or agressive) enough, maybe we can scatter the threat away! If you dig deep enough, you will find out that anger usually comes from a place of fear!

Today, listening to this great podcast with Rosie Rivera, who wrote a book about it: “God is my defender” I could understand better from where this feeling comes from and why! There are a lot of wounded women out there, and this anger is just a reaction to all the trauma and pain!

Thank God there is healing available for us! God knows where we were wounded, He knows our traumas and He is not intimidated by it! We don’t need to feel shame or think we are hopeless, there is a renewing love in our path!

Jesus is the healer of our souls! Just surrender all your pain and anger to Him, He knows exactly what to do! He is the One who brings beauty from our ashes.

The first step is to recognize it and be honest with God! He already knows our hearts, but there is freedom when we start to face and confess our sins and struggles to Him! When we accept that we have a problem that only Him can fix, He is ready to help! And He is loving in all His ways!

Seeking for counseling or a support group, it is also a good option! If you have someone, spiritually mature that can help you, I would tell you to do it. People in your family or in your church, that may had the same battle in the past, could give you some good advices and support. That’s why we are the body of Christ!

I know I grew a lot and got healing from a great support group in the past! When we are brave enough to show our wounds and flaws, there is always space and opportunity to forgive ourselves and be transformed, by the power of the Holy Spirit! Don’t be afraid to talk about it!

We are all under a constant process of healing, renewing our identity in Christ!

There is no perfection on this earthly life, but we can choose to walk in freedom, surrendering all our fears and burdens to Jesus, just resting on His amazing love for us! His love never fails!

Just remember: Your healing journey happens when you are patient and honest with yourself! Just take one step at the time, don’t compare yourself to others. Compare yourself to who you were and celebrate who you are becoming!

 He said to her, “Daughter, your faith has healed you. Go in peace and be freed from your suffering.” (Mark 5:34)

There is no fear in love. But perfect love drives out fear, because fear has to do with punishment. The one who fears is not made perfect in love.” (1 John 4:18)

Lidando com a raiva!

Ei amigo! Como você está?!

Nos últimos dias, um tópico veio à tona através de conversas, reflexões e um podcast muito esclarecedor, que eu ouvi hoje sobre o mesmo assunto. Então eu decidi trazer esse assunto à tona, porque sei que é um problema para muita gente por aí: A raiva.

Você já se sentiu tomado(a) por esse sentimento sem uma explicação razoável?!

Eu sei que tenho dias em que, sem nenhum motivo ou aviso, eu acordo com esse sentimento borbulhando por dentro, uma inquietação. E em algum momento, desencadeado por uma situação difícil ou mesmo pequena, mas complicada, eu sou confrontada com este sentimento de raiva. Parece uma onda profunda e explosiva que começa a surgir. Isso, aparentemente, acontece sem um bom motivo, mas é bem real!

No fim de semana, eu estava conversando sobre esses episódios com minha cunhada. Nós estávamos na mesa e ela tocou no assunto:

– “Sabe aqueles dias em que você sente essa raiva por dentro e não sabe o motivo?!”

– “Sim, eu respondi, eu sei exatamento do que você tá falando”. Eu certamente conheço o sentimento. E não é apenas o sentimento, quando você realmente analisa a situação, você está alimentando pensamentos que a fazem se sentir assim. É sempre o passado, não o presente.

E pensando nisso, descobri que muitas de nós, mulheres, que fomos decepcionadas, abandonadas ou magoadas no passado, podemos carregar esse sentimento dentro de nós! Todas nós temos memórias que podem nos deixar magoadas ou nos sentindo com raiva e frustradas.

É como um mecanismo de defesa que aprendemos a usar no passado para nos proteger! Aprendemos que, se ficarmos com raiva (ou agressivas) o suficiente, talvez possamos espantar a ameaça! Se você cavar fundo o suficiente, descobrirá que a raiva geralmente vem de um lugar de medo!

Hoje, ouvindo este podcast com a Rosie Rivera , que escreveu um livro sobre isso: “Deus é meu defensor”, eu pude entender melhor de onde vem esse sentimento e por quê! Há muitas mulheres feridas por aí, e essa raiva é apenas uma reação a todo o trauma e a dor que sofremos!

Graças a Deus, há cura disponível para nós! Deus sabe onde fomos feridas, conhece os nossos traumas e não se intimida com isso! Não precisamos sentir vergonha ou pensar que não temos esperança, há um Amor renovador no nosso caminho!

Jesus é o médico das nossas almas! Apenas entregue toda a sua dor e raiva pra Ele, Ele sabe exatamente o que fazer! Jesus é aquele que transforma nossas cinzas em obra de arte!

O primeiro passo é reconhecer e ser honesto com Deus! Ele já conhece nossos corações, mas há liberdade quando começamos a enfrentar e confessar nossos pecados e lutas a Ele! Quando aceitamos que temos um problema que só Ele pode resolver, Ele está pronto para ajudar! E Ele é amoroso e gentil em todos os Seus caminhos!

Buscar aconselhamento ou um grupo de apoio também é uma boa opção! Se você tem alguém espiritualmente maduro que pode ajudá-lo, eu te encorajo a fazer isso. Pessoas na sua família ou na sua igreja, que podem ter tido a mesma batalha no passado, podem lhe dar alguns bons conselhos e apoio. É pra isso que somos o corpo de Cristo!

Eu sei que eu cresci muito e recebi cura através de um desses grupos de apoio, no passado! Quando somos corajosos o suficiente para mostrar nossas feridas e falhas, sempre há espaço e oportunidade para nos perdoarmos e sermos transformados pelo poder do Espírito Santo! Não tenha medo de falar sobre isso!

Estamos todos em constante processo de cura, renovando nossa identidade em Cristo!

Não há perfeição nesta vida terrena, mas podemos escolher caminhar em liberdade, entregando todos os nossos medos e fardos a Jesus, apenas descansando em Seu maravilhoso amor por nós! Seu amor nunca falha!

Lembre-se: A sua jornada de cura acontece quando você é paciente e honesta consigo mesma! Dê um passo de cada vez, não se compare com os outros. Compare-se com quem você era e celebre quem você está se tornando!

” Ele disse a ela: “Filha, sua fé a curou. Vá em paz e seja livre do seu sofrimento”. (Marcos 5:34)

Não há medo no amor. Mas o perfeito amor lança fora todo o medo, porque o medo tem a ver com punição. Aquele que teme não se aperfeiçoou no amor. ” ( 1 João 4:18 )


Calm and powerful!

A gentle response defuses anger,
but a sharp tongue kindles a temper-fire.” Proverbs 15:1

Hey friends! How are you doing?

Isn’t really amazing when God makes us experience exactly what we just read and want to talk about?!( read this with a tone of irony!)

Yes, in the short period between what I read today in Proverbs, during my devotional time and now, I already experience a episode of anger and frustration, about a situation that I can’t control, but at the same time, I have some responsability!

I don’t know about you but ,I have my share of episodes where I feel frustrated and sometimes angered, because I can’t control the outcome of these ordinary situations of my life!

If you are a parent, you know what I mean! When we are raising kids, we have a special way to make ourselves feel frustrate, guilt and feeling like we are a bad parent, because we can’t control or fix their behavior(At least, not immediately)!

I admit, I have control issues. I want to control things all the time, I want to have control of the present and I want to plan how things will happen in the future, but I just can’t! Can you relate with it?

Anyways, today I just want to share about (haha) PATIENCE!

In this amazing devotional book, Lisa Bevere shares what could makes us angry, losing the control of our own behavior. There are some of the reasons:

  1. We are afraid that people will not listen to us!
  2. In the past,yelling produced results. We got the things in our own way.
  3. We want to intimidate or control others!
  4. This is what we experienced during childhood.
  5. We are still mad about some unsolved situation.
  6. It’s just a bad habit.

I can say that, probably, all those reasons are or were true in my life! I had to lose the bad habit of yelling at my daughter when I was angry( but I still do it sometimes…)

In this journey, there are days when we lose and in others, we are able to listen to the Holy Spirit and we are able to control ourselves, words and temper.

I know that I, and probably you too, already said something in a episode of anger, that we regret, right? Thank God, it’s never too late to change, to repent and ask for forgiveness!

If you are feeling frustrated and angry, I want to say to you: It’s not too late! There is hope and you can learn how to control your emotions and words!

We have a manual book, that teach us how to be more like Jesus: Kind, humble, patient, joyful, self-controled! Start today to read it and listen what God has to say about your situation, so you can learn from your mistakes and grow! You are not hopeless!

Hot tempers start fights;
    a calm, cool spirit keeps the peace.”
( Proberbs 15:18)

Father, when I struggle to keep my self-control, help-me to remember that at least, I can control my tongue and my voice tone. By Your grace, make me sensitive to Your gentle Voice and allow me to follow it!”( Prayer from “Strong”- by Lisa Bevere)

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Calma e poderosa!

Foto por Knelstrom ltd em Pexels.com

Uma resposta gentil desarma a raiva,
mas uma língua afiada acende o fogo do temperamento.
” (Provérbios 15: 1-MSG)

Olá pessoal!

Não é realmente incrível quando Deus nos faz experimentar exatamente o que acabamos de ler e sobre o qual queremos falar?! (Leia isso com um tom de ironia! rs)

Sim, no curto período entre o que li hoje em Provérbios durante meu tempo devocional e agora, já experimentei um episódio de raiva e frustração por uma situação que eu não posso controlar mas, ao mesmo tempo, tenho alguma responsabilidade!

Não sei sobre você, mas eu tenho minha cota de episódios em que me sinto frustrada e irritada, porque não consigo controlar o resultado dessas situações diárias da minha vida!

Se você é pai/mãe, você sabe do que eu to falando! Quando estamos criando filhos, temos uma maneira especial de nos frustrarmos, culpar a nós mesmos e nos sentirmos péssimos pais. Justamente porque não podemos controlar o comportamento dos nossos filhos, ou mudá-los! (Nós só podemos ensiná-los)

Eu tenho que admitir, eu tenho problemas com controle. Quero controlar as coisas o tempo todo, quero ter o controle do presente e quero planejar como as coisas vão acontecer no futuro, mas eu simplesmente não posso! Você já passou por isso ou se sentiu assim?

De qualquer forma, hoje eu só quero compartilhar sobre (haha) PACIÊNCIA!

Neste incrível livro devocional, Lisa Bevere compartilha o que pode nos deixar com raiva, perdendo o controle de nosso próprio comportamento. Eis alguns dos motivos:

  1. Temos medo de que as pessoas não nos escutem!
  2. No passado, gritar produziu resultados. Conseguimos as coisas do nosso jeito.
  3. Queremos intimidar ou controlar os outros!
  4. Isso é o que vivemos durante a infância.
  5. Ainda estamos bravos sobre alguma situação não resolvida.
  6. É um mau hábito adquirido.

Posso dizer que provavelmente todas essas razões são ou foram verdadeiras em minha vida! Tive que perder o hábito de gritar com minha filha quando estou com raiva (mas eu ainda grito em algumas ocasiões…)

Nessa jornada, há dias em que perdemos e em outros, podemos ouvir o Espírito Santo e nos controlar, palavras e temperamento!

Eu sei que eu, e provavelmente você também, já dissemos algo em um episódio de raiva do qual nos arrependemos, certo? Graças a Deus, nunca é tarde para mudar, para se arrepender e pedir perdão!

Se você está se sentindo frustrada e com raiva, quero te dizer: Não é tarde demais para você! Há esperança e você pode aprender a controlar suas emoções e suas palavras!

Temos um manual que nos ensina a ser mais como Jesus: Bondoso, humilde, paciente, alegre, autocontrolado! Comece hoje a lê-lo e ouvir o que Deus tem a dizer sobre a sua situação, para que você possa aprender com os seus erros e crescer! Você não é um caso perdido!

Temperamentos descontrolados iniciam brigas;
um espírito calmo e tranquilo mantém a paz.”
(Provérbios 15:18-MSG)

Pai, quando eu lutar para manter meu autocontrole, ajude-me a lembrar que, pelo menos, eu posso controlar minha língua e meu tom de voz. Pela sua graça, torne-me sensível à Sua voz gentil e permita-me segui-la ! “(Oração do devocional “Strong “- Lisa Bevere)