What are you afraid of?!

Since I made the most important decision of my life, which was to give my life to Jesus, I was, and still am, attacked by many fears.

The first one was about this very decision, could this be a misleading decision? so I thought, “Is this really going to work, God? Are you, Lord, able (yes, I really thought this!) of make me happy and to set me free from all those things that are necessary to satisfy me? (those things were sex, drugs, alcohol …)

Then, in the next moment, I was afraid of taking another risky decision: give up of everything and invest all the money that I had in a mission school. It seemed crazy, I had a lot of doubts in my head, but on the other hand, I thought: I have nothing to lose, my life is completely aimless at this point so, this is the time to do something totally crazy!

In every step I took I was taken by a different fear! After I began to learn how to hear the voice of God, I was always afraid to say what He had put in my heart: “Is that really you, God? What if it’s just my crazy and troubled mind? “

All this path was tempered with doubts and fear, but despite of it, God enabled me to continue! Only the mercy of this loving and patient Father is able to keep us firm and going, after all!

The thing is: many people will discourage you and many people will encourage you as well, but the only voice that we can truly trust is His! He wrote our story and created us with unique characteristics and abilities to fulfill His purpose on earth.

Nevertheless, I still face fears and doubts in my life,every day, but when I look back I see a growth and a maturity that only the Holy Spirit can provide.

Yesterday, I experienced an incredible overcoming, that I want to share here: I always had a certain fear of approaching people to pray for them! Several times the Holy Spirit enabled me to overcome this fear and it was incredible, but in others the fear overcame me and I was paralyzed! But yesterday I managed to cross that barrier again and I felt rewarded!

II had come to downtown, propelled by the Holy Spirit to find a relative and pray for her. I was directed to the bus station and there, I knew, THEREare several debilitated people who live on the streets. I had seen, in another day, a blind man and another one in a wheelchair, they stay on the way to this bus station and I always wanted to pray for them, but I never had the courage until yesterday!

Finally, I had this opportunity and I felt encouraged by Holy Spirit once again and, I have to tell you: It is so good to see the joy on the faces of these people and discover that, they look forward to those moments! I prayed for 4 different people, and except for one who kept quiet and a litle bit distant, all the others showed gratitude and contagious joy! They are people who are there every day, but who seem invisible to the crowd!

These people want to be heard, they want us to notice them! The mere fact that I stopped for a few minutes to listen to their history and to pray for them changed my day and theirs! I felt very grateful to have overcome this barrier, this fear of being rejected or of create higher expectations, like a healing, for example, cause I used to thought ‘ If that does not happen?” you know?

The blind man I prayed for, Gabriel, asked me to pray for his eyes because he wanted to see again. So, I prayed and, well, he did not got healed, but on the other hand, he said that my prayer changed his day and his mood ,that he was feeling very happy just because I had stopped there!

I believe that, more important than a physical healing, what God wants from us, His children, is that we bring some comfort and joy to these people, He wants us to be the extension of His love for them, cause they are often invisible to the eyes of others.

However, to tell you the truth, I still have not given up! I believe that Jesus can grant healing for the eyes of that man, and I intend to pray for him in another opportunity. I think this is the true spirit of the gospel: build a loving relationship with others, based on dedication, taking  care day after day, even if sensational miracles do not occur at first time.

What God wants from us is RELATIONSHIP!!!

May this personal overcoming encourage you to face your fear! I do not know if yours is to pray for strangers, but whatever it may be,you have to know that God honors our steps of faith.

 He holds us by the hand and helps us to overcome our limitations, but we must DECIDE to take that first step and trust in Him!  

“For the Spirit God gave us does not make us timid, but gives us power, love and self-discipline ” 2 Timothy 1:7

****************************************************************************************

Do que você tem medo?!

Desde que eu tomei a decisão mais importante da minha vida, que foi a de me entregar pra Jesus, eu tenho sido atacada por muitos medos.

O primeiro deles, foi de que essa decisão pudesse ser enganosa e, eu pensei “será que isso vai mesmo funcionar, Deus? Será que o Senhor é capaz ( é, eu pensei isso! rs) de me fazer feliz sem todas essas coisas que me satisfazem hoje? (sexo, drogas, bebida…)

Depois, num segundo momento, eu tive medo de tomar outra decisão arriscada: largar tudo pra trás e investir tudo que eu tinha numa escola de missões. Parecia loucura, eu tinha muitas dúvidas na minha cabeça, mas por outro lado, eu pensava: eu não tenho nada a perder, minha vida tá completamente sem rumo nesse momento, essa é a hora de fazer algo totalmente louco!

A cada passo que eu dava eu era tomada por uma medo diferente! Depois que eu comecei a aprender a ouvir a voz de Deus, eu tinha medo de falar algo que Ele colocava no meu coração: “Será que é você mesmo, Deus? E se for só a minha mente maluca?”

Toda essa caminhada foi temperada com dúvidas e medo, mas mesmo assim Deus me capacitou a continuar, só a misericórdia desse Pai amoroso e paciente é capaz de nos manter de pé!

Muitas pessoas vão te desanimar, muitas pessoas vão te encorajar também, mas a única voz em quem nós devemos confiar é na Dele, porque foi Ele que escreveu nossa história e nos criou com características e habilidades únicas.

Atualmente, eu ainda enfrento medos e dúvidas, mas quando eu olho pra trás eu vejo um crescimento e amadurecimento que só o Espírito Santo pode proporcionar, e isso sempre me encoraja! Infelizmente, isso não me impede de continuar tendo dúvidas a meu respeito: “será que é isso mesmo?”

Apesar dessa insegurança, ontem eu vivi uma experiência incrível que eu quero compartilhar aqui: eu sempre tive um certo receio de abordar pessoas e orar por elas! Por diversas vezes, o Espírito Santo me capacitou a vencer esse medo e foi incrível, mas em outras, o medo me venceu e eu fiquei paralisada! Mas ontem, eu consegui transpor essa barreira mais uma vez e, foi muito gratificante!

Eu tinha ido até o centro, impulsionada pelo Espírito Santo pra encontrar um parente e orar por essa pessoa. Eu fui direcionada pro terminal e lá, eu sabia, ficam várias pessoas debilitadas e que moram nas ruas. Eu já tinha visto um cego e um cadeirante que ficam no caminho e senti muita vontade de orar por eles, mas nunca tinha coragem!

Finalmente ontem, eu tive essa oportunidade e venci a insegurança mais uma vez! É tão bom ver a alegria no rosto dessas pessoas e descobrir que elas esperam ansiosamente por esses momentos! Eu orei por 4 pessoas diferentes e, com exceção de uma que ficou mais calada, todas as outras demonstraram gratidão e uma alegria contagiante! São pessoas que estão ali todos os dias, mas que parecem invisíveis à multidão!

Essas pessoas querem ser ouvidas, elas querem que as notemos! O simples fato de eu ter parado uns minutos pra ouvi-las e orar por elas mudou meu dia e o delas! Eu me senti muito grata por ter vencido essa barreira, esse medo de ser mal recebida ou de criar expectativas maiores, como o de cura por exemplo, e isso não acontecer sabe?

O homem cego por quem eu orei, Gabriel, me pediu para que eu orasse pelos olhos dele, porque ele queria enxergar de novo. Eu orei e, bem, ele não voltou a enxergar na hora mas, por outro lado, ele disse que aquela oração tinha mudado o dia e o ânimo dele e que ele estava muito feliz por eu ter parado ali!

Eu creio que, mais importante que uma cura física, o que Deus quer é que nós, seus filhos, levemos um pouco de conforto e alegria pra essas pessoas, Ele quer que nós sejamos a extensão do seu amor por eles, que muitas vezes são invisíveis aos olhos da maioria.

Mas pra falar a verdade eu ainda não desisti! Eu creio que Jesus pode conceder a cura aos olhos daquele homem, e eu pretendo orar por ele outras vezes. Acho que esse é o verdadeiro espírito do evangelho: a construção de um relacionamento de amor com o próximo, a dedicação, o cuidado levado dia após dia, mesmo que milagres sensacionais não ocorram, à princípio.

O que DEUS quer de nós é RELACIONAMENTO.

Que esse relato possa te encorajar a vencer seu medo, não sei se o seu é orar por pessoas desconhecidas mas, seja ele qual for, saiba que Deus honra nossos passos de fé.

Ele nos segura pela mão e nos ajuda a vencer as nossas limitações, mas precisamos DECIDIR dar esse primeiro passo!

“Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio.” 2 Timóteo 1:7


Ressentimentos, feridas abertas e o poder do perdão:

Quando comecei minha jornada como cristã eu tinha a ideia de que Jesus resolveria todos os meus problemas “num passe de mágica” (hahaha verdade!).

Eu achava que os cristãos de verdade eram praticamente “super heróis”, que não tinham falhas de caráter, que não cometiam erros grosseiros, que não guardavam ressentimentos.

A bíblia tá cheia de histórias que provam o contrário: Moisés, mesmo depois de andar por anos em contato com Deus, ouvindo sua voz e vendo seu poder de perto, ainda assim deixou que a ira o dominasse e desobedeceu a uma ordem expressa do Senhor, o que lhe custou a entrada na terra prometida.

Pedro, que andou sobre as águas com Jesus, disse que se preciso fosse, morreria por seu mestre mas, quando o cerco apertou e ele se viu tomado pelo medo e a incerteza, negou Jesus para poupar sua vida. Paulo, dizia ser um imitador de Cristo e, apesar disso, não conseguia fazer o bem que desejava, mas o mal que não desejava, esse ele fazia.

Os cristãos são seres humanos e, portanto, são cheio de falhas e fraquezas, sempre foi assim!

O que nos difere dos outros é que a graça do Pai nos foi concedida e nossos olhos foram abertos! Nós recebemos a redenção e salvação de Jesus; nosso espírito foi restaurado!

Isso é maravilhoso demais pra ser totalmente compreendido.

No entanto, além de não termos o entendimento completo dos planos de Deus, ainda tem uma questão a ser encarada, que torna tudo mais difícil: estamos “presos” num corpo de carne que deseja tudo que é contrário ao espírito (como lidar com isso?Jesus responde =).

Finalmente, o ponto em que quero chegar é: qual é a nossa capacidade de perdoar?

Quando me tornei cristã eu achava que meu coração estaria livre de ressentimentos, que Jesus colocaria o SENTIMENTO de perdão no meu coração quando fosse necessário, pelo simples fato de eu ser sua seguidora.

Há! Tenho uma má notícia pra vocês, amiguinhos: isso nunca aconteceu!

Eu aprendi a muito custo que o perdão não é um sentimento, ele é uma ESCOLHA! E na maioria das situações em que precisamos perdoar, essa escolha tem que ser feita de novo, de novo e de novo; mesmo que o sentimento não venha de uma hora para a outra.

Eu explico: quando uma pessoa nos fere ou nos decepciona, nós remoemos por um tempo esse sentimento, até que finalmente resolvemos entregar ele pra Jesus (se você já entrega na primeira oportunidade, parabéns! Eu gosto de acariciar ele um pouco, antes de mandar embora rs).

É aí que começa o processo do perdão: nós entregamos pra Jesus o nosso rancor e nossas feridas uma vez e, toda vez que aquele (res)sentimento vem de novo, entregamos pra Jesus mais uma vez, até que ele não volte mais! (Ou até que paremos de pegar ele de volta).

Uma coisa que me ajuda muito a perdoar as pessoas é: pedir pra Jesus me dar a visão dele sobre elas e, a partir daí, orar por essas pessoas!

Orar mesmo, mas não do meu ponto de vista que seria “Deus, faça com que essa pessoa se toque, por favor, e venha me pedir desculpas” rs. Não!

A oração tem que vir do coração de Deus, ou seja, uma oração que clame pelo crescimento e amadurecimento da vida espiritual dessa pessoa, que os planos do Pai se cumpram na vida dela!

E eu posso dizer por mim, esse processo funciona! Cada vez que a dor e o sentimento de rancor ou mágoa querem voltar, eu tiro um tempo pra orar pela vida da pessoa que me causou essa dor. Eu entrego meu rancor pra Jesus dizendo “eu escolho perdoar Jesus, mais uma vez, eu escolho perdoar.”

Isso não é um mantra, isso é o meu espírito dizendo pra minha carne “quem manda aqui sou eu, é melhor você recuar”!

Ontem, me veio em mente a passagem em que Jesus diz que não devemos perdoar sete vezes, mas setenta vezes sete e isso, com certeza, vale pra mesma pessoa e situação, até que o perdão seja real!

Como alguém disse uma vez( não achei o autor) “guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que o outro morra.”

Ou seja, você carrega um sentimento, um fardo, que só causa mal a você mesmo, enquanto a pessoa que te feriu, muitas vezes não esta nem ciente do mal que te causou.

Por isso, que a nossa entrega seja total, deixemos nossos fardos e feridas aos pés de Jesus, ele é o único que pode nos libertar, das correntes desse mundo e de nós mesmos.

”E Jesus, respondendo, disse-lhes: Não necessitam de médico os que estão sãos, mas, sim, os que estão enfermos;Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento.” Lucas 5:31,32

Música pra alegrar seu dia =) Show me your Glory (Jesus Culture)

*************************************************************************************

Resentments, open wounds and the power of forgiveness:

When I began my journey as a Christian, I had the idea that Jesus would solve all my problems like in “a magic trick” (hahaha, really!).

I thought that the “real christians” were almost like “super heroes”, people who had no character flaws, who did not make huge mistakes, who held no grudges.

The Bible is full of stories that prove the contrary: Moses, even after years of contact with God, hearing his voice and seeing his power closely, still let anger dominate him and disobeyed an express command of the Lord, which cost him lose the entrance into the promised land.

Peter, who walked on the water with Jesus, said that if he had to give away his life, he would die for his master.

However, when the siege squeezed and he was overcome by fear and uncertainty, he denied Jesus, to save his life.

Paul said he was an imitator of Christ, and yet he could not do the good he wanted, but the evil he did not want, he used to do.

Christians are human beings and, therefore, are full of failures and weaknesses, it has always been so!

What make us different from others is that the grace of the Father has been granted to us and our eyes have been opened!

We have received the redemption and salvation of Jesus and our spirit has been restored!

This is too wonderful to be fully understood.

But, besides we not having the full understanding of God’s plans, there is still one question to be faced: we are “trapped” in a body of flesh that desires everything that is contrary to the spirit (how to deal with it? Jesus answers, to our relief =)

The point I want to discuss, after all, is: how deep is our ability to forgive?

When I became a christian, I thought that my heart would be free of resentment, magically. That Jesus would put the FEELING of forgiveness in my heart when it was necessary, for the simple fact that I was his follower!

(and here it´s where I need to laugh haha) I have bad news for you, dear friends: it never happened!

I have learned in a hard way that forgiveness is not a feeling, it is a CHOICE!

And in most of situations where we need to forgive, that choice has to be made over and over again; even if the feeling of forgiveness does not come, cause it take a while to happen.

I explain: when a person hurts us or disappoints us, we stir up that feeling of resentment for a while, until we finally decide to deliver it to Jesus (if you deliver at the first opportunity, congratulations!) I like to caress it a little before I send it away LOL).

And that’s when the process of forgiveness begins:

We give away our grudge and our hurt feeling to Jesus once, and every time that feeling comes again, we give it to Jesus one more time, until it does not come back anymore! (Or until we stop picking it up again).

One thing that help me a lot to forgive people who hurt me, is ask Jesus to give me his sight of them and, from there, I pray for these people.

Pray for real, not from my point of view that would be “God, make this person realize that she made a mistake, please, and convince her to come and ask me for apologize” (lol) No!

This prayer must come from the heart of God, that is, a prayer that calls for the growth and maturation of that person’s spiritual life, asking for the Father’s plans to be fulfilled in her life!

And I can tell by myself, this process works! Every time the pain and the feeling of rancor or heartache want to come back, I take some time to pray for the life of the person who caused me this pain, and I give my grudge to Jesus saying “I choose to forgive, Jesus, once again, I choose to forgive.

That’s not a mantra, that’s my spirit saying to my flesh” I’m the boss here, you’d better go back! “

Another key practice to learn to forgive is: spend time with Jesus!

Seek His face to find out who he really is, day after day. Talk to him unreservedly, knowing that he is your best friend and counselor.

Yesterday came into my mind the passage in which Jesus says that we should not forgive seven times, but seventy times seven (Matew 18:32), and this, sure, is worth to the same person and same situation, until the forgiveness and the feeling become real!

As someone once said (I do not find the author) “holding resentments is like drink a cup of poison and waiting for the other to die”.

That is, you carry a feeling, a burden, that only causes harm to yourself, while the person who harm you, often are not even aware of the evil that has caused to you.

Therefore, may our surrender to Jesus be complete. We must leave our burdens and wounds at His feet!

He alone can set us free, from evil and from ourselves.

Jesus answered them, “It is not the healthy who need a doctor, but the sick. I have not come to call the righteous, but sinners to repentance.” Luke 5:31-32

Song of the day: Show me your glory (Jesus culture)