Ins’t love a feeling?! (part 2)

If you love me, keep my commands. And I will ask the Father, and he will give you another advocate to help you and be with you forever— the Spirit of truth. The world cannot accept him, because it neither sees him nor knows him. But you know him, for he lives with you and will be in you.

Whoever has my commands and keeps them is the one who loves me. The one who loves me will be loved by my Father, and I too will love them and show myself to them.” (John 14:15‭-‬17‭, ‬21‭)

Hello dear reader!

Today I want to share this reflection with you, about Jesus’ perspective and definition of Love! (John 14-15)

Jesus was very clear about that with His disciples: “If you love me, you will keep(obey) my commands”. As I said before, love is not a feeling, but rather, a posture, a decision that drives us to ACT. It is not passive. If you want to walk with Jesus and love Him, them you need to walk on His patterns. Not worldly patterns of love.

Jesus replied, “Anyone who loves me will obey my teaching. My Father will love them, and we will come to them and make our home with them. Anyone who does not love me will not obey my teaching. These words you hear are not my own; they belong to the Father who sent me.

The real gospel involves obedience and, therefore, a life of self-denial! Jesus continues:

“I am the true vine, and my Father is the gardener. He cuts off every branch in me that bears no fruit, while every branch that does bear fruit he prunes[a] so that it will be even more fruitful. You are already clean because of the word I have spoken to you. Remain in me, as I also remain in you. No branch can bear fruit by itself; it must remain in the vine. Neither can you bear fruit unless you remain in me.

Perseverance it’s a key word! Once Jesus revealed the truth of His Word inside of our hearts, we need to remain on it, no matter how challenging it can be (and it will be, believe me!). That means that, despite of all cirscumstances or social pressure of this world, we are encouraged to remain true to the Word and to who we are in Christ. No matter what people may say!

We are called to be light on this world, not to compromise the truth just to please others! We don’t need to impose that, but we do need to live it!

I am the vine; you are the branches. If you remain in me and I in you, you will bear much fruit; apart from me you can do nothing. If you do not remain in me, you are like a branch that is thrown away and withers; such branches are picked up, thrown into the fire and burned. If you remain in me and my words remain in you, ask whatever you wish, and it will be done for you. This is to my Father’s glory, that you bear much fruit, showing yourselves to be my disciples.

Only when we keep a close relationship with Jesus, keeping His Words in mind, we are able to change(be transformed by it) and bear good fruits! (love, joy, peace, forbearance, kindness, goodness, faithfulness, gentleness and self-control.). We can’t do it by ourselves. The true transformation of our identity and behavior, comes when we spend time studying the Word of God and listening to the Holy Spirit, that helps us to understand and put all the principles in practice, day after day!

It is a long-term process, we can’t unmask all the wrong beliefs we carry or the way we see life, overnight. We need to be patient and be consistent, persevering in our relationship with God!

 As the Father has loved me, so have I loved you. Now remain in my love. 10 If you keep my commands, you will remain in my love, just as I have kept my Father’s commands and remain in his love. 11 I have told you this so that my joy may be in you and that your joy may be complete. 12 My command is this: Love each other as I have loved you.  

Love it is a fruit of true and honest relationship with God! He knows our limits and flaws, but He loves us, anyway! That does not mean we don’t need to change and grow. That means that God is always willing to help us! If we choose to practice the principles of His Words, even when it is hard and incovenient, we are able to experience the fruits of the Spirit in our lives.

We learn to love, despite of people’s flaws and mistakes, despite of our own limitations. Love means self-sacrifice, denying our ego and desires in the benefit of others! It is something we can’t do alone. We need God’s help!

Greater love has no one than this: to lay down one’s life for one’s friends. You are my friends if you do what I command.

When we grow in intimacy with God, we not only change, from inside and out, reaping good fruits in all our relationships, but we are also called friends by Jesus! How amazing is that? That means we have part on His plans, that He reveals secrets in our hearts, tell us inimagible things, encouraging and empowering us to face all the challenges, advacing toward His promises for us.

We become stronger and more confident in the love of Christ! And much less dependent on the opinion and validation of others.

Don’t allow this confusing times to get you out of the way! Remain in Christ! keep His Word and live by it. The truth it is not relative and you are not defined by your feelings or by what people done to you. You are created and loved by Jesus! Remain on this truth and embrace His freedom for your life!

Keep that in mind and a have a great day!

“If the world hates you, keep in mind that it hated me first. If you belonged to the world, it would love you as its own. As it is, you do not belong to the world, but I have chosen you out of the world. That is why the world hates you. Remember what I told you: ‘A servant is not greater than his master.’ If they persecuted me, they will persecute you also. If they obeyed my teaching, they will obey yours also.  They will treat you this way because of my name, for they do not know the one who sent me.” (John 15:18-21)

S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2S2

Mas, o amor não é um sentimento?!(parte 2)

Foto por Ylanite Koppens em Pexels.com

Olá querido leitor!

Hoje eu quero refletir com você sobre João 14-15:

Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele”. Respondeu Jesus: “Se alguém me ama, obedecerá à minha palavra. Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos morada nele. Aquele que não me ama não obedece às minhas palavras. Estas palavras que vocês estão ouvindo não são minhas; são de meu Pai que me enviou.João 14:21‭, ‬23‭-‬24

O verdadeiro evangelho envolve obediência e, portanto, uma vida de renúncia!

Jesus foi muito claro sobre isso com Seus discípulos: Se você me ama, você guarda (obedece) meus comandos “. Como eu disse antes, o amor não é um sentimento , mas sim uma postura, uma decisão que nos leva a AGIR. Não é algo passivo. Se você quiser andar com Jesus e amá-lo, você precisa seguir os padrões Dele. Não os padrões(de amor) mundanos.

“Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o jardineiro. 2 Ele corta cada galho em mim que não dá frutos , Enquanto cada galho que dá frutos ele poda [ a ] para que seja ainda mais frutífero. 3 Você já está limpo por causa da palavra que falei para você. 4 Permaneça em eu, assim como eu permaneço em você. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo; deve permanecer na videira. Nem você pode dar fruto a menos que permaneça em mim.”

Permanecer é uma palavra-chave! Uma vez que Jesus revelou a verdade de Sua Palavra dentro de nossos corações, precisamos permanecer nela, não importa quão desafiador possa ser (e será! ). Isso significa que, apesar de todas as circunstâncias ou pressão social deste mundo, somos encorajados a permanecer fiéis à Palavra e a quem somos em Cristo. Não importa o que as pessoas digam!

Somos chamados para ser luz neste mundo, não a comprometer a verdade apenas para agradar aos outros! Não precisamos impô-la, mas precisamos vivê-la!

Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se você permanecer em mim e eu em você, você dará muito fruto; além de mim você não pode fazer nada. 6 Se você não permanece em mim, você é como um galho que é jogado fora e murcha; tais galhos são apanhados, jogados no fogo e queimados. 7 Se você permanecer em mim e minhas palavras permanecerem em você, peça o que quiser e será feito para você. 8 Isto é para a glória de meu Pai, que vocês dêem muito fruto, mostrando-se meus discípulos.

Somente quando mantemos um relacionamento próximo com Jesus, mantendo Suas Palavras em perspectiva, podemos mudar(sermos transformados por Ele) e dar bons frutos! (amor, alegria, paz, tolerância, bondade, bondade, fidelidade, gentileza e autocontrole). Não podemos fazer isso por nós mesmos. A verdadeira transformação da nossa identidade e comportamento, vem quando passamos tempo estudando a Palavra de Deus e ouvindo o Espírito Santo, que nos ajuda a entender e colocar todos os princípios em prática, dia após dia!

É um processo de longo prazo, não podemos desmascarar todas as crenças erradas que carregamos ou a maneira como vemos a vida, da noite pro dia. Precisamos ser pacientes e consistentes em nosso relacionamento com Deus!

Assim como o Pai me amou, eu também amei você. Agora permaneça no meu amor. Se você obedecer aos meus mandamentos, permanecerá no meu amor, assim como guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. 11 Eu disse isso a você para que minha alegria esteja em você e que a sua alegria seja completa. 12 Meu comando é este: amem-se como eu te amei. Ninguém tem maior amor do que este: dar a vida pelos amigos. Vocês são meus amigos se fizerem o que eu mando.

O amor é fruto de um relacionamento verdadeiro e honesto com Deus! Ele conhece nossos limites e falhas, mas nos ama mesmo assim! Isso não significa que não precisamos mudar e crescer! Isso significa que Deus está sempre disposto a nos ajudar. Se escolhermos praticar os princípios da Sua Palavra, mesmo quando for difícil e inconveniente, seremos capazes de experimentar os frutos do Espírito em nossa vida.

Nós aprendemos a amar, apesar das falhas e erros das pessoas e apesar de nossas próprias limitações. Amor significa auto-sacrifício, negar o nosso ego e desejos em benefício de outros! É algo que não podemos fazer sozinhos. Precisamos da ajuda de Deus!

Quando crescemos na intimidade com Deus, não apenas mudamos de dentro pra fora, colhendo bons frutos em todos os nossos relacionamentos, mas também somos chamados de amigos por Jesus! Isso não é incrível?! Significa que temos parte em Seus planos, que Ele revela segredos aos nossos corações, nos conta coisas inimagináveis, nos encorajando e capacitando para enfrentar todos os desafios! Avançamos em direção às Suas promessas para nós!

Nos Tornamos mais forte e mais confiante no amor de Cristo! E muito menos dependentes da opinião e validação alheia.

Não deixe que esses tempos confusos o tirem do caminho! Permaneça em Cristo! guarde a Sua Palavra e viva por ela. A verdade não é relativa e você não é definido pelos seus sentimentos ou pelo que as pessoas fizeram a você.

Você foi criado, e é amado, por Jesus! Permaneça nesta verdade e abrace a liberdade dEle para a sua vida!

Mantenha isso em mente e tenha um ótimo domingo!

Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes me odiou.  Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia.  Lembrem-se das palavras que eu lhes disse: Nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês. Se obedeceram à minha palavra, também obedecerão à de vocês.  Tratarão assim vocês por causa do meu nome, pois não conhecem aquele que me enviou.” (João 15:18-21)

A religion customized to taste?!

When Ephraim spoke, people trembled;
    he was exalted in Israel.
    But he became guilty of Baal worship and died.
Now they sin more and more;
    they make idols for themselves from their silver,
cleverly fashioned images,
    all of them the work of craftsmen.
It is said of these people,
    “They offer human sacrifices!
    They kiss[a] calf-idols!”
Therefore they will be like the morning mist,
    like the early dew that disappears,
    like chaff swirling from a threshing floor,
    like smoke escaping through a window.

Has been a while that God has spoken through His Word about the same thing, over and over again: His people went astray and wants to walk on their own way!

We are living in confusing times. Times when people are seducted by an anti-Christian culture that despises God and His Word. Even inside the church, people are worshiping their own “god”, built on their own measure, to fulfill their own needs and desires.

God is love and He is patient, I already said it here a lot of times. However, He is also Holy and He created us and all this world with a purpose. Once we choose to walk with Him, our old ways has to go!

We are called to live by His standards, not ours. A life that honors God involves repentance, renounce, a new mind and heart, that thinks, desires and lives in obedience to His Word.

We can make up our own designed religion, where we put only the things we are willing to folow and do, excluding everything that is incovenient and hard to live or, we can actually live a new way of life with Him, going deeper into His Words and instructions.

God is LOVE, but He is also a consuming FIRE! To be at His Presence, we need to choose a life of holiness, a pure and honest heart, willing to repent of our sins.

The Gospel means that we choose to turn around and let behind our old life, our old selves and follow a new way of living, renewing our minds with the Word of God. That will gives us all the light we need to step into the right direction and don’t be mistaken by the lies of this fallen culture.

In the kingdom of God, who gives more, is rich, who is “weak” in the eyes of the world is actually strong, and the last will be the first!

Jesus warned us: Not everyone who says to me, ‘Lord, Lord,’ will enter the kingdom of heaven, but only the one who does the will of my Father who is in heaven. 22 Many will say to me on that day, ‘Lord, Lord, did we not prophesy in your name and in your name drive out demons and in your name perform many miracles?’ 23 Then I will tell them plainly, ‘I never knew you. Away from me, you evildoers!’ (Mathew 7:21-22)

It is not about what it looks like in the eyes of men or, how much you accomplished in this life. It is about a close relationship with Him, that reflects in OBEDIENCE, no matter how hard (to renounce our own will) it can be!

Don’t be mistaken by a “diluted Gospel” that preaches only the part you want to hear ( like the blessings God can give you and that “He is love”). Jesus was very clear: “only those who do my Father’s will will enter the kingdom of Heaven“.

You can fake to men but you can’t fake to God, He knows your heart and intentions. Choose today to repent of a life of appearance and decide to enter into a life that involves a real and close relationship with your Father. He knows you better than anyone and He will help you to get there!

Ephraim is finished with gods that are no-gods.
    From now on I’m the one who answers and satisfies him.
I am like a luxuriant fruit tree.
    Everything you need is to be found in me.”

 If you want to live well,
    make sure you understand all of this.
If you know what’s good for you,
    you’ll learn this inside and out.
God’s paths get you where you want to go.
    Right-living people walk them easily;
    wrong-living people are always tripping and stumbling.
” (Hosea 14:8-9)

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Uma religião customizada?!

Foto por Liza Summer em Pexels.com

Já faz um tempo que Deus tem falado por meio da Sua Palavra sobre a mesma coisa, repetidamente: Seu povo está perdido e quer seguir o seu próprio caminho!

Estamos vivendo tempos confusos. Tempos em que as pessoas são seduzidas por uma cultura anticristã que despreza a Deus e à Sua Palavra. Mesmo dentro da igreja, as pessoas estão adorando seu próprio “deus”, construído na sua própria medida para atender às suas necessidades e desejos.

Deus é amor e Ele é paciente, eu já disse isso aqui muitas vezes. No entanto, Ele também é santo, e criou a nós e ao mundo com um propósito. Uma vez que escolhemos andar com Ele, nossos velhos caminhos e maneiras de viver têm que acabar!

Somos chamados a viver de acordo com os padrões Dele, não os nossos. Uma vida que honra a Deus envolve arrependimento, renúncia, uma nova mente e coração, que pensa, deseja e vive em obediência à Sua Palavra.

Por outro lado, nós podemos simplesmente criar nossa própria religião, onde colocamos apenas as coisas que estamos dispostos a seguir e fazer, excluindo tudo o que é inconveniente ou difícil de viver.

Deus é AMOR, mas Ele também é FOGO consumidor. Para estar na Sua Presença, precisamos escolher uma vida de santidade, um coração puro e honesto, disposto a se arrepender dos nossos pecados .

O Evangelho significa que escolhemos dar meia-volta e deixar para trás a nossa velha vida, nosso velho eu, e seguir uma nova maneira de viver. Nós renovamos nossas mentes com a Palavra de Deus, que nos dá toda a luz e instrução que precisamos para seguir na direção certa e não sermos enganados pelas mentiras desta cultura, desse mundo caído.

No reino de Deus, quem dá mais, é rico, quem é “fraco” aos olhos do mundo, é na verdade forte, e os últimos serão os primeiros!

Jesus nos avisou: “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?’ 23 Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal!

Não é sobre o que parece aos olhos dos homens ou o quanto você realizou nesta vida, é sobre um relacionamento íntimo com Ele, que se reflete em OBEDIÊNCIA, não importa o quão difícil (renunciar à nossa própria vontade) possa ser!

Não se engane com um “evangelho diluído” que prega apenas a parte que você deseja ouvir (como as bênçãos que Deus pode te dar e que “Ele é amor”) . Jesus foi muito claro: “só aqueles que fizerem a vontade de meu Pai entrarão no reino dos céus“.

Você pode fingir para os homens, mas não pode fingir para Deus. Ele conhece seu coração e suas intenções. Escolha hoje se arrepender de uma vida de aparência e decidir entrar em uma vida que envolve um relacionamento real e íntimo com seu pai. Ele conhece você melhor do que ninguém e te ajudará a chegar lá!

Efraim acabou com os deuses que não são deuses.
De agora em diante, sou eu quem responde e o satisfaz.
Sou como uma árvore frutífera luxuriante.
Tudo que você precisa, pode ser encontrado em mim. ”

Se quiser viver bem,
certifique-se de entender tudo isso.
Se você sabe o que é bom para você,
você aprenderá isso por dentro e por fora.
Os caminhos de Deus levam você aonde você quer ir.
Pessoas que vivem corretamente os seguem facilmente;
pessoas que vivem no erro estão sempre tropeçando.
“(Oséias 14: 8-9)

A loving father corrects his children!

Hey you!

This week, reading through the Scriptures in I Samuel, I learned a great lesson, in the chapters 4-6:

Israel was sinning again. The Eli’s family had no respect with God’s temple and laws, so the Ark was stolen by the Philistines. At the same time, Eli and his sons died, all in the same day.

The Ark went to Ashdod, causing a massive death between the Philistines with a plague of tumors and rats! Two cities was devastaded by the Presence of God. When they was moving the Ark to the third city, Ekron, they finally understood what was happening:

So they sent the Chest of God on to Ekron, but as the Chest was being brought into town, the people shouted in protest, “You’ll kill us all by bringing in this Chest of the God of Israel!” They called the Philistine leaders together and demanded, “Get it out of here, this Chest of the God of Israel. Send it back where it came from. We’re threatened with mass death!” For everyone was scared to death when the Chest of God showed up. God was already coming down very hard on the place. Those who didn’t die were hit with tumors. All over the city cries of pain and lament filled the air.

They decided to take the Ark back to the israelites,. However, not only they sent it back but they also decided to sent a guilt offering to them! So God could leave them in peace.

They said, “If you’re going to send the Chest of the God of Israel back, don’t just dump it on them. Pay compensation. Then you will be healed. After you’re in the clear again, God will let up on you. Why wouldn’t he?” And what exactly would make for adequate compensation?”

Five gold tumors and five gold rats,” they said, “to match the number of Philistine leaders. Since all of you—leaders and people—suffered the same plague, make replicas of the tumors and rats that are devastating the country and present them as an offering to the glory of the God of Israel.”

There are some lessons we can take out of this passages:

1. Sometimes the Presence of God feels distant. However, even in those moments, He is working on our behalf, bringing good things into our lives.

2. God can always teach us a lesson through our mistakes. Everything we do has consequences, and God let us deal with it.

3. Even when we do something wrong and have to deal with it, God is merciful, his forgiveness is always available!

4. After a tough season, where we have a lesson to learn, God restores us and gives us more than we were expecting! Even when it seems that the situation is lost, He is working in our favor!

5. God will fight against our enemies for us and teach us a lesson at the same time! Because a loving father always corrects his children!

Don’t be discouraged if you are facing a difficult season! God is training you or maybe correcting you, so you can be ready to receive all his promises!

Even when His Presence seems distant, he is there, with you! He can hear you, so keep praying and trusting that He is faithful and will change your situation, taking something good from all the harm you may be facing right now!

Nothing is impossible with Him. He is the God of hope and restoration!

 I love you, God—
    you make me strong.
God is bedrock under my feet,
    the castle in which I live,
    my rescuing knight.
My God—the high crag
    where I run for dear life,
    hiding behind the boulders,
    safe in the granite hideout.

 I sing to God, the Praise-Lofty,
    and find myself safe and saved.

(…)

A hostile world! I call to God,
    I cry to God to help me.
From his palace he hears my call;
    my cry brings me right into his presence—
    a private audience!

But me he caught—reached all the way
    from sky to sea; he pulled me out
Of that ocean of hate, that enemy chaos,
    the void in which I was drowning.
They hit me when I was down,
    but God stuck by me.
He stood me up on a wide-open field;
    I stood there saved—surprised to be loved!

 God made my life complete
    when I placed all the pieces before him.
When I got my act together,
    he gave me a fresh start.
Now I’m alert to God’s ways;
    I don’t take God for granted.
Every day I review the ways he works;
    I try not to miss a trick.
I feel put back together,
    and I’m watching my step.
God rewrote the text of my life
    when I opened the book of my heart to his eyes.
“(…)

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

“Um pai amoroso corrige seus filhos!”

Ei você! Como estão as coisas por aí?

Esta semana, passeando pelas Escrituras em I Samuel, eu aprendi uma ótima lição nos capítulos 4-6:

Israel estava pecando novamente. A família de Eli não respeitava o templo e as leis de Deus, então a Arca foi roubada pelos filisteus. Ao mesmo tempo, Eli e seus filhos morreram, todos no mesmo dia.

A Arca foi para Asdode, causando uma morte massiva entre os filisteus com uma praga de tumores e ratos! Duas cidades foram devastadas, e quando eles estavam movendo a Arca para a terceira cidade, Ekron, eles finalmente compreenderam o que estava acontecendo:

Então, eles enviaram a arca de Deus para Ekron, mas quando a arca estava sendo trazida para a cidade, as pessoas gritaram em protesto:” Você vai matar todos nós trazendo esta arca do Deus de Israel! ” Eles reuniram os líderes filisteus e exigiram: “Tire-o daqui, esta arca do Deus de Israel. Mande-o de volta de onde veio. Estamos ameaçados de morte em massa!” Pois todos morreram de medo quando a arca de Deus apareceu. Deus já estava caindo com força no lugar. Aqueles que não morreram foram atingidos por tumores. Por toda a cidade, gritos de dor e lamento encheram o ar. “

Eles decidiram levar a Arca de volta aos israelitas. Porém, eles não apenas a enviaram de volta, mas também enviaram uma oferta pela culpa! E assim, Deus os deixaria em paz.

Eles disseram:“ Se você vai mandar a arca do Deus de Israel de volta, não jogue sobre eles. Pague uma compensação. Então você será curado. Depois que estiver limpo novamente, Deus vai desistir de você. Por que ele não iria? ” E o que exatamente seria uma compensação adequada? ”
“Cinco tumores de ouro e cinco ratos de ouro”, disseram, “para igualar o número de líderes filisteus. Já que todos vocês – líderes e povo – sofreram a mesma praga, faça réplicas dos tumores e ratos que estão devastando o país e apresente-os como uma oferta à glória do Deus de Israel. “

Há lições que podemos aprender com essa passagem:

  1. Às vezes, a Presença de Deus parece distante. Porém, mesmo nesses momentos, Ele está trabalhando em nosso favor, para fazer o melhor em nossas vidas.
  2. Deus sempre pode nos ensinar uma lição por meio de nossos erros. Tudo o que fazemos tem consequências, e Deus permite que lidemos com isso.
  3. Mesmo quando fazemos algo errado e temos que lidar com isso, Deus é misericordioso, seu perdão está sempre disponível!
  4. Depois de um período difícil, em que temos que aprender uma lição, Deus nos restaura e nos dá mais do que esperávamos! Mesmo quando parece que a situação está perdida, Ele está trabalhando a nosso favor!
  5. Deus lutará por nós, contra nossos inimigos, e nos ensinará uma lição ao mesmo tempo. Porque um pai amoroso sempre corrige seus filhos!

Não desanime se você estiver enfrentando uma temporada difícil! Deus está treinando você ou talvez Ele esteja te corrigindo, para que no momento certo, você esteja pronto para receber todas as Suas promessas!

Mesmo quando Sua Presença parece distante, Ele está aí, com você! Ele pode ouvi-lo, então continue orando e confiando que Ele é fiel e mudará sua situação, tirando algo de bom de todo o mal que você pode estar enfrentando agora!

Nada é impossível para Ele. Ele é o Deus da esperança e restauração!

Eu amo a Deus-
Ele me faz forte.
Deus me mantem firme sobre meus pés,
Ele é o castelo em que moro,
meu cavaleiro resgatador.
Meu Deus – o penhasco alto
onde eu corro para salvar minha vida,
escondendo-se atrás das pedras,
seguro no esconderijo de granito.
Eu canto para ti, Ó Deus Todo-Poderoso!
e me encontro seguro e salvo.

(…)

Um mundo hostil! Eu chamo a Deus,
Eu clamo a Deus para me ajudar.
De seu palácio ele ouve meu chamado;
meu grito me traz direto para sua presença –
uma audiência particular!
Ele me pegou – alcançou todo o caminho
do céu ao mar; ele me puxou para fora
Desse oceano de ódio, desse caos inimigo,
o vazio em que estava me afogando.
Eles me bateram quando eu estava no chão,
mas Deus ficou comigo.
Ele me colocou em um campo aberto;
Fiquei ali salvo – surpreso por ser amado!
Deus fez minha vida completa
quando coloquei todas as peças diante dele.
Quando eu comecei a caminhar,
ele me deu um novo começo.
Agora estou alerta para os caminhos de Deus;
Eu não subestimo a Deus.
Todos os dias eu reflito na maneira como ele trabalha;
Tento não perder os sinais. Eu me sinto recomposto,
e estou observando meus passos.
Deus reescreveu o texto da minha vida
quando abri o livro do meu coração aos olhos dele. ”(…)
Salmos 18- A Mensagem

Better to obey than to sacrifice!

My son, do not despise the Lord’s discipline,
    and do not resent his rebuke,
12 because the Lord disciplines those he loves,
    as a father the son he delights in.” (PROVERBS 3:11-12)

Hey friends! How are you doing?

Today, reading the Scriptures in I Samuel, I went through this passage where the Lord confronts Eli, because all the evil his sons were doing as priests in the temple. Their fame was bad between the people because they used to steal the best part of every sacrifice for them! As priests, they could have a part of it, but they were so greedy that they never waited until the end of the offering process:

” Eli’s sons were scoundrels; they had no regard for the Lord. 13 Now it was the practice of the priests that, whenever any of the people offered a sacrifice, the priest’s servant would come with a three-pronged fork in his hand while the meat was being boiled 14 and would plunge the fork into the pan or kettle or caldron or pot. Whatever the fork brought up the priest would take for himself. This is how they treated all the Israelites who came to Shiloh. 15 But even before the fat was burned, the priest’s servant would come and say to the person who was sacrificing, “Give the priest some meat to roast; he won’t accept boiled meat from you, but only raw.” If the person said to him, “Let the fat be burned first, and then take whatever you want,” the servant would answer, “No, hand it over now; if you don’t, I’ll take it by force.” (1 Samuel 2:12-15)

So Eli knew about it, first because people gossiped about it and second, the Lord confronted him!

 “Why do you[e] scorn my sacrifice and offering that I prescribed for my dwelling? Why do you honor your sons more than me by fattening yourselves on the choice parts of every offering made by my people Israel?”

Even knowing all the evil his sons were doing, Eli decided to look away and did nothing about it! I believe that the Lord were patient with him, giving him more than one chance to redeem the situation and punish his sons, but he chose not to! That’s why the Lord broke the covenant with his family and punished his sons with death!

The time is coming when I will cut short your strength and the strength of your priestly house, so that no one in it will reach old age, 32 and you will see distress in my dwelling. Although good will be done to Israel, no one in your family line will ever reach old age. 33 Every one of you that I do not cut off from serving at my altar I will spare only to destroy your sight and sap your strength, and all your descendants will die in the prime of life.‘And what happens to your two sons, Hophni and Phinehas, will be a sign to you—they will both die on the same day. 35 I will raise up for myself a faithful priest, who will do according to what is in my heart and mind. I will firmly establish his priestly house, and they will minister before my anointed one always. 

That was what he get for desobeyng and disohonored the Lord and his house! Even when he had more than one chance, because the Lord spoke through Samuel again, he chose to desobey!

I know that is not easy to do the right thing sometimes! This walk of growth and intimacy with the Lord can be very challenging! Sometimes, we will have to rennounce things, pride, self-preservation, time and money to obey His will!

As I said before, the Lord is always patient with us, I can tell that! There were a lot of times when I decided not to obey Him, just to preserve myself in some way.

However, He will not wait forever! When we become more mature on this path, the Lord demands more responsability and quick responses! Whenever we say no to Him, we will have to deal with the consequences of it, always!

It is not easy to obey, because that requires humility and trust! We are not always willing to rennounce our pride, confort or whatever, but like it says in I Samuel 15:22:

Does the Lord delight in burnt offerings and sacrifices as much as in obeying the Lord? To obey is better than sacrifice, and to heed is better than the fat of rams.”

No matter how challenging might be what God is asking us to do, is always better to do His will than to sacrifice our lives in silly mistakes! Every time we made a bad choice, we are sacrificing time, efford and ourselves in vain!

Remember that He is a good Father and He will never ask you to do something that will make you harm!

He wants a healthy life for you and freedom for you to be exactly what He created you to be!

So be brave and step in this place of obedience, knowing that the Lord rewards those who loves Him!

Have a great day friends!

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Melhor obedecer do que sacrificar!

Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor,
e não se ressinta de sua repreensão, porque o Senhor disciplina aqueles a quem ele ama,
como um pai que se deleita no filho. ” (PROVÉRBIOS 3: 11-12)

Olá amigos! Como vocês estão?!

Hoje, lendo as Escrituras em I Samuel, examinei esta passagem onde o Senhor confronta Eli, por todo o mal que seus filhos estavam fazendo como sacerdotes no templo.

A fama deles era bem ruim entre as pessoas, porque costumavam roubar a melhor parte de todo sacrifício pra eles! Como sacerdotes, eles poderiam ter uma parte, mas eram tão gananciosos que nunca esperavam até o final do processo de sacrifício:

Os filhos de Eli eram uns canalhas; eles não tinham consideração pelo Senhor. 13 Agora era o prática dos sacerdotes que, sempre que qualquer pessoa oferecia um sacrifício, o servo do sacerdote vinha com um garfo de três pontas na mão enquanto a carne estava sendo fervida 14 e mergulhava o garfo no panela ou chaleira ou caldeirão ou panela. O que quer que o garfo trouxesse, o sacerdote tomaria para si. É assim que tratavam todos os israelitas que iam a Siló. 15 Mas antes mesmo da gordura ser queimada, os o servo do padre vinha e dizia à pessoa que estava sacrificando: “Dê ao sacerdote um pouco de carne para assar; ele não aceitará de você carne cozida, mas apenas crua”. Se a pessoa lhe dissesse: “Queime primeiro a gordura e depois pegue o que quiser”, o servo respondia: “Não, passe agora; se não, pego à força. ” (1 Samuel 2: 12-15)

Eli sabia sobre isso, primeiro porque as pessoas fofocavam sobre isso e, segundo, o Senhor o confrontou!

“Por que você [ e ] despreza meu sacrifício e oferta que prescrevi para minha morada? Por que você honra seus filhos mais do que a mim, engordando-os com as partes escolhidas de cada oferta feita por meu povo de Israel? “

Mesmo sabendo de todo o mal que seus filhos estavam fazendo, Eli decidiu desviar o olhar e não fez nada a respeito!

Acredito que o Senhor foi paciente com ele, dando-lhe mais de uma chance de redimir a situação e punir seus filhos, mas ele optou por não fazê-lo! E por isso, o Senhor quebrou a aliança com A sua família e puniu seus filhos com a morte!

O tempo está chegando quando eu cortarei a sua força e a força de sua casa sacerdotal, para que ninguém nela chegue à velhice, 32 e você verá angústia em minha morada. Embora o bem seja feito a Israel, ninguém em sua linhagem familiar jamais chegará à velhice. 33 Cada um de vocês que eu faço não impedido de servir em meu altar, pouparei apenas para destruir sua visão e minar sua força, e todos os seus descendentes morrerão no auge da vida. ‘E o que acontecer com seus dois filhos, Hophni e Phinehas, será um sinal para você – ambos morrerão no mesmo dia. 35 Eu levantarei para mim um sacerdote fiel, que fará de acordo com o que está em meu coração e mente. Eu estabelecerei firmemente sua casa sacerdotal , e eles ministrarão sempre diante do meu ungido.

Isso foi o que Eli e sua família ganharam por desobedecer e desonrar o Senhor e Sua casa! Mesmo quando ele teve mais de uma chance, porque Deus falou por meio de Samuel novamente, mesmo assim ele escolheu desobedecer!

Como eu disse antes, Deus é sempre paciente conosco, isso eu posso dizer! Muitas vezes eu decidi não obedecê-lo, apenas para me preservar de alguma forma. No entanto, Ele não vai esperar para sempre!

Quando amadurecemos neste caminho, o Senhor exige mais responsabilidade e respostas rápidas! Sempre que dissermos não a Ele, teremos que lidar com as consequências disso, sempre!

Não é fácil obedecer, porque isso requer humildade e confiança! Nem sempre estamos dispostos a renunciar ao nosso orgulho, conforto ou o que quer que seja! Mas como diz em I Samuel 15:22:

“O Senhor se agrada de holocaustos e sacrifícios tanto quanto de obediência? Porque obedecer é melhor do que sacrificar, e obedecer é melhor do que a gordura de carneiros.

Não importa o quão desafiador possa ser o que Deus está nos pedindo para fazer, é sempre melhor fazer a Sua vontade do que sacrificar nossas vidas em erros tolos! Cada vez que fazemos uma escolha errada, estamos sacrificando tempo, esforço e a nós mesmos em vão!

Lembre-se de que Ele é um bom Pai e nunca pedirá que você faça algo que o prejudique! Ele quer uma vida saudável para você e liberdade para que você possa ser exatamente o que Ele o criou para ser!

Portanto, seja corajoso e entre neste lugar de obediência, sabendo que o Senhor recompensa aqueles que o amam!

Tenham um ótimo dia, amigos!

God’s will: good, perfect and pleasant ???

Hello friends!

We,brazilians, are living in a chaotic scenario these lasts years, a real fight of egos, disguised as politic ideology.

That made me begin to think about the will of God!

How often we ask it to be fulfilled, but wishing it would be same as ours?!

The Bible tells us that His will is good, perfect and pleasing, but sometimes it is not what it SEEMS to be.

God’s will generally does not match the setting and conditions we imagined would coincide, for it would be fulfilled.

I have already told here a little bit about my story, about how I started to guide myself by God’s will, how I ended up in a mission school and then I made one of the most incredible trips of my life! (and certainly the hardest!)

When I went to this school I had a very different image in my head about how it would be, I thought: well, I’m going to a place where everyone is seeking God, a Christian environment, a very different one from everything I know.

With this also came a paradigm: that in the “christian’s scene” people are “perfect” all the time: do not make mistakes, nor are they selfish.I’m not saying I was completely disappointed!

I surely found, a very friendly and favorable environment for God’s move, I learned things that I did not imagine would worked that way and I met many inspiring and incredible people.

But,since I came from a completely different scenario, where I used to have my own space (cause I lived by myself) and doing what I wanted, when I wanted it, I soon had to face a “coexistence shock”.

Some times, I was stressed because the people who shared the house with me (during the theoretical period on a farm) were not organized and focused on cleanliness as I was.

In another moment, they complained with me, because I listened to music out loud all the time, and I did not like it.

We were also charged to perform a daily task, which in my case was cleaning the students’ homes along with a group of girls. And on a number of occasions, I felt indignant because people did not do their jobs as they agreed and then I also started to question my task: why am I going to work hard if no one cares to do their part?

Anyway, in addition to these superficial issues I also went through serious conflicts during the trip (outreach) with my group.

Often, because the girls in my room did not respect the silence at bedtime and at other times because I was charged for not being helpful in something they thought I should be doing.

On another occasions, I rebelled against the attitude of my leadership, which for me, was tottaly different when it came to dealing with me, compared to the rest of the group.

The point is: human being is full of failures and contradictions, and sometimes it is difficult to prioritize empathy.

I definitely had a hard time putting myself in another person’s shoes in many different situations. And for me, at that moment, it was because nobody was putting theirs in my place either.

Why am I talking all this?

Because many times I questioned the will of God and I asked him:

“Really God? Why did you bring me here, to get through it? I thought it would be all wonderful and nice but the truth is I’m being slaughtered here!”

The truth, my dear friends, is that in most of the time, doing the will of God hurts! It hurts because takes us out of our comfort zone and confronts our ego!

The will of God turns our certainties and concepts upside down, it makes us swim against the flow!

For me, I can say that it was difficult because I spent years believing in lies: That the world was unjust and selfish and so I should act accordingly:” why bother with people who do not care about me?”

Or ” I’m alone on this boat! I need to fight for what I want!”

I always believed, that I should revolt against everything I did not agree with, that it was the way out for me, but the truth is: in a world where everyone is already discredited in the goodness and love of human beings, seeking only for self-realization, revolt in that way is just following the flow, it is not a revolt at all!

The kingdom of God is upside down! This is very tricky, because the word of God asks us not to conform to the standards of this world! In other words, revolt! ( Romans 12:2)

But the revolt of the citizens of the Kingdom of God has nothing to do with the pattern of revolt preached by the world!

And,this kind of thought,was what I had to fight against for a long time, because I was taught by all the ways to think exactly the opposite to how God wants us to think!

It’s not about a revolt that wins things by force or externalizing frustration!

The revolt of the children of God is against hatred and indifference!

Jesus told us that we would be recognized as His people by LOVE. (John 13:35- difficult task, right?)

Turning back to the beginning, analyzing this undermined scenario in which we walk, with a polarized and increasingly enraged nation, what is our role as citizens of the Kingdom?

Make moralistic speeches? Yelling for the right to arm ourselves to defend our family? Dump hate against those who defend their ideology?

It is true that as Christians, we must be very well positioned, according to the truth of the God’s words, revealed to us!

We should not accept everything that is happening with our arms crossed, as if it was not part of our daily life.

However, I think that God sometimes allows chaos, He lets things get really messed up, before a big intervention!

But no matter what happens, He has everything under control.( So we don’t need to go crazy lol)

Our role as Christians is not just exercise our rights as citizens of this world, but most important, to exercise our duties as citizens of the Kingdom.

Citizens who win hearts by announcing the good news, which say “Hey, don’t worry, your debt has already been paid, you are free!”

People who walks with their eyes fixed on Jesus and let him do things on His way!

But this way does not come with inflamed and enraged speeches. His ways will not always be the way we want!

In fact, it will usually be the hardest way (the path that teaches us to serve instead of being served), but it will draw more of us, teaching us to be resilient.(” If anyone slaps you on the right cheek, offer the other one”)

It is time to seek more the Kingdom of God and believe that all other things will be given to us!

It is hard to be humble sometimes, and recognize our flaws and pride, but God gives us GRACE to go through it!

May our zeal to proclaim the truth of Christ be so intense and even greater than the fervor with which we defend our political ideals or our point of view!

It’s time to wake up, the greatest harvest in history is about to happen! We are called to prophesy over a valley of dry bones and see it become an army!(to read :Ezekiel 37)

******************************

Vontade deDeus: Boa,perfeita e agradável?

(Romanos 12:2)

Em meio a esse cenário caótico, que estamos vivendo no Brasil, em uma verdadeira briga de egos, disfarçados de ideologia política, eu comecei a refletir sobre a vontade de Deus!

Como, às vezes, pedimos que ela se cumpra, mas esperanfo que ela seja a mesma que a nossa!

A bíblia nos diz que Sua vontade( a de Deus) é boa perfeita e agradável, mas às vezes, NÃO é isso que PARECE.

A vontade de Deus geralmente, não coincide com o cenário e as condições que nós imaginávamos que coincidiria, para que ela se cumpra.

Eu já contei aqui um pouco da minha história, sobre como eu comecei a me guiar pela vontade de Deus, como fui parar numa escola de missões e fiz então uma das viagens mais incríveis da minha vida! (e com certeza a mais difícil!).

Quando eu fui pra essa escola eu tinha uma imagem bem diferente na minha cabeça sobre como seria, eu pensava: bom, eu vou pra um lugar onde todos estão buscando a vontade Deus, um ambiente cristão e muito diferente de tudo que eu conheço.

Com isso também veio um paradigma: de que no meio cristão as pessoas são “perfeitas”o tempo todo, que não cometem equívocos, nem são egoístas.

Não estou querendo dizer que me decepcionei completamente! Eu encontrei sim, um ambiente muito amigável e favorável ao mover de Deus, eu aprendi coisas que eu não imaginava que funcionavam daquela forma e conheci sim, muitas pessoas inspiradoras e incríveis.

Mas como eu vinha de um cenário completamente diferente, onde eu estava acostumada a ter meu espaço (eu morava sozinha) e fazer o que queria, quando eu queria, porque a casa era minha, logo eu tive um “choque de convivência”.

Em alguns momentos eu me estressei porque as pessoas que dividiam a casa comigo(durante o período teórico, que ocorreu numa fazenda) não eram tão organizadas e focadas em limpeza quanto eu.

Em outros momentos, reclamavam porque eu ouvia música alta o tempo todo, e eu não gostei da crítica.Nós também éramos cobrados a realizar uma tarefa diária, que no meu caso, era a limpeza das casas dos alunos, juntamente com um grupo de meninas.

E em várias ocasiões, eu me senti indignada porque as pessoas não desenvolviam suas tarefas conforme o combinado e então, eu também passei a questionar minha tarefa: porque eu vou ficar me matando se ninguém se importa em cumprir sua parte?

Enfim, além dessas questões superficiais eu também passei por conflitos muitos durante a viagem prática, com o meu grupo.

Muitas vezes porque as garotas do meu quarto não respeitavam o silêncio na hora de dormir e em outros momentos porque eu era cobrada por não estar ajudando em algo que elas achavam que eu devia estar fazendo.

Em outras ocasiões, eu me revoltei com a postura da minha liderança, que pra mim era diferente quando se tratava de lidar comigo, em relação ao resto do grupo.

O ponto é: o ser humano é cheio de falhas e contradições, e por vezes é difícil priorizar a empatia.

Eu mesma tive muita dificuldade em me colocar no lugar do outro em diversas situações, e pra mim,naquele momento, era porque ninguém estava se colocando no meu também.

Por que eu estou falando tudo isso? Porque muitas vezes eu questionei a vontade de Deus! Eu perguntava: “sério Deus? Por que você me trouxe aqui, pra passar por isso? Eu pensei que seria tudo lindo e harmonioso, mas a verdade é que to sendo massacrada aqui!”

A verdade, meus queridos, é que na maioria das vezes, fazer a vontade de Deus dói! Dói porque nos tira da nossa zona de conforto e confronta o nosso ego!

A vontade de Deus vira as nossas certezas e conceitos de cabeça pra baixo, ela nos faz nadar contra a correnteza!

Por mim, eu posso dizer que foi difícil porque eu passei anos acreditando em mentiras: que o mundo era injusto e egoísta e por isso eu deveria agir de acordo, por que me preocupar com pessoas que não estão nem aí pra mim?

Eu to sozinha nesse barco! Eu tenho que brigar pelo que eu quero!

Eu sempre acreditei que, se revoltar contra tudo que eu não concordava era a saída pra mim, mas a verdade é que, num mundo em que todos já estão desacreditados na bondade e na empatia dos seres humanos, e estão buscando somente a própria realização, o “se revoltar” é, na verdade, só seguir o fluxo, não é uma revolta!

O reino de Deus é de ponta cabeça! Isso é muito louco, porque a palavra de Deus nos pede para não nos conformar com os padrões deste mundo! Ou seja, revolte-se!

Mas a revolta dos cidadãos do Reino de Deus não tem nada a ver com o padrão de revolta pregado pelo mundo! E foi com esse pensamento que eu tive que lutar por muito tempo, porque eu fui ensinada de todos os lados a pensar exatamente de forma contrária a como Deus deseja que pensemos!

A palavra não fala sobre uma revolta que ganha as coisas pela força ou pela frustração extravasada!

A revolta dos filhos de Deus é contra o ódio e a indiferença e Jesus nos disse que seríamos reconhecidos como seu povo pelo AMOR. (João 13:35- tarefa difícil né?)

E, voltando ao início, analisando esse cenário minado em que caminhamos, com uma nação polarizada e cada vez mais enraivecida, qual é o nosso papel como cidadãos do Reino?

Fazer discursos moralistas ou gritar pelo direito de se armar para defender nossa família?

Despejar ódio contra os que defendem sua ideologia?

É verdade que, como cristãos devemos estar muito bem posicionados de acordo com a verdade que a Palavra nos revela, não devemos aceitar tudo que está acontecendo de braços cruzados, como se isso não fizesse parte do nosso cotidiano.

Mas o que eu penso é que, Deus, às vezes, permite o caos. Ele permite que as coisas fiquem realmente ruins antes de intervir. Mas não importa o que aconteça, Ele tem tudo sob controle.( Logo, não precisamos enlouquecer! rs)

Nosso papel como cristãos é exercer sim, nossos direitos como cidadãos nesse mundo, mas acima de tudo, exercermos nossa função como cidadãos do Reino.

Cidadãos que ganham corações pelo anúncio das boas-novas, que dizem “ei, não se preocupe, sua dívida já foi paga, você é livre!”, que caminham com os olhos fixos em Jesus e deixa que ele faça as coisas à Sua maneira!

Só que essa maneira não vem com discursos inflamados, cheios de raiva.

E nem sempre vai ser pelo caminho que desejamos, pelo contrário, geralmente vai ser pelo percurso mais difícil ( o caminho que nos ensina a servir ao invés de ser servido), mas que vai extrair mais de nós, nos ensinar mais.( “Ofereça a outra face!”)

É tempo de buscarmos mais o Reino de Deus e acreditar que todas as outras coisas nos serão acrescentadas!

É difícil ser humilde às vezes, reconhecendo nossas falhas e o orgulho. Mas o Senhor nos concede graça pra enfrentar todos os momentos!

Que o nosso fervor pra anunciar a verdade de Cristo seja tão intenso e até maior do que o fervor com o qual defendemos nossos ideais políticos e nosso ponto de vista!

É tempo de despertar, a maior colheita da história está pra acontecer! Somos chamados para profetizar sobre um vale de ossos secos e vê-lo se transformar num exército! (Ezequiel 37)

Pra ler ouvindo: “Guerra-Os Arrais” =)*************************************************************************************

“Eu olhei a tristeza nos olhos e sorri….”

(Expectativas, ansiedade, vontade de Deus e o silêncio…)

Faz 3 meses que eu voltei de umas das experiências mais incríveis e desafiadoras  da minha vida (e eu tô numa ansiedade só!)

Depois de passar 5 meses focando no propósito de Deus ,aprendendo a ouvir a Sua voz, interagindo com Ele e a entendendo a Sua vontade; depois de ser desafiada a me deixar moldar pela identidade de Cristo e claro, falhar inúmeras vezes nesse processo, agora eu enfrento outra luta: esperar em Deus, até que ele revele sua vontade e direção.

Eu tenho “complexo de Marta” (inventei isso agora!), ou seja, eu preciso estar sempre fazendo alguma coisa, para me sentir útil e para sentir que eu to no caminho certo! Descansar e esperar nunca foram meus pontos fortes, fazer isso em Deus então, nem se fala!

Depois de viver experiências intensas, boas e ruins, durante esse período em que eu passei no DTS (Discipleship Training School- uma escola de treinamento de discipulado e missões), que me fizeram crescer e também analisar muitas coisas sobre mim mesma e minha identidade, eu entrei numa fase que é como “estar de molho”.

Eu não sei se Deus me deu esse tempo para refletir e me curar, de algumas coisas que aconteceram ou se foi para me aprofundar em intimidade com Ele e também para “descansar” até que a próxima fase venha ( acho que na verdade, é tudo isso junto) ou se,na verdade, eu já to meio perdida mesmo!rs

O fato é que, não saber o que eu devo fazer agora e ter que esperar, às vezes, me tira do sério! Eu sei que, de certa forma, Jesus esta me dando uma oportunidade de simplesmente me sentar aos seus pés e aproveitar de sua companhia,ouvir sua voz. Mas, ao invés de ser Maria, e aceitar essa oportunidade com alegria, eu muitas vezes me sinto mais como Marta, e quero focar em FAZER, ao invés de SER.

Por outro lado, eu entendo que firmar os alicerces é a parte mais importante de toda a construção, e eu sinto que Deus esta fazendo isso comigo,nesse momento.  Ele tem me dado o tempo e a oportunidade de simplesmente descansar e passar mais tempo com Ele e, eu, na maior parte do tempo, aprecio isso. Mas tem dias que eu simplesmente quero surtar!

Eu vejo todas as pessoas que estão trabalhando no seu propósito e estão “em evidência” e, às vezes, me bate uma insatisfação sabe? Porque eu queria estar lá! Eu queria estar fazendo algo de útil ao invés de estar “só” passando tempo com Deus!

Mas eu sei que, construir meus alicerces e uma identidade firmada em Cristo é fundamental pra tudo que eu quiser realizar, eu sei disso! Mas, em diversas ocasiões, me faltam paciência e gratidão para passar por esse processo. É difícil!

Contudo, no fim do dia, o que me resta é me prostrar aos pés de Jesus e pedir perdão por ter um coração tão falho e um ego tão insolente, que quer sempre dar as ordens, ao invés de se submeter.

Mas eu não desisto, coloco minha fé e minha identidade sob a autoridade de Cristo. A caminhada continua….

“Qualquer que vem a mim e ouve as minhas palavras, e as observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante:
É semelhante ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo, e pôs os alicerces sobre a rocha; e, vindo a enchente, bateu com ímpeto a corrente naquela casa, e não a pôde abalar, porque estava fundada sobre a rocha.
Mas o que ouve e não pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre terra, sem alicerces, na qual bateu com ímpeto a corrente, e logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa.” Lucas 6:47,48,49

Música do título: ” 17 de janeiro” Os Arrais
********************************************************************************
Expectations, anxiety, God’s will and silence: the perfect recipe to freak out! lol

It’s been 3 months since I came back from one of the most incredible and challenging experiences of my life (and I am feeling sad about it!)

After spending 5 months focusing on God’s purpose, learning to listen to His voice, to interact with Him and to understand His will; after being challenged to let myself be molded by the identity of Christ and of course, failing countless times in this process, I now face another kind of struggle: wait on God, until he reveals his will and direction to me.

I have “Martha’s complex” (I made it up,just now!lol), in other words, I need to be always doing something, to feel useful and to feel that I’m on the right track! To rest and to wait have never been my strengths, not to mention to do this, based on God!

After I lived theses intense experiences, good and bad, during that time I spent at DTS (Discipleship Training School), which made me grow up and also analyze many things about myself and my identity, now I am going into a “activity restriction” phase.

I do not know if God has given me this time to reflect and heal myself, of some things that have happened on DTS, or to go  deeper in intimacy with Him and also to “rest” until the next phase comes (I think in fact, is all this together ) or if, in fact, I’m really lost now!

The thing is, not knowing what I should do now and having to wait, sometimes makes me freak out! I know that, somehow, Jesus is giving me an opportunity to simply sit at his feet, enjoy his company and hear his voice. But instead of being Mary, and accept this opportunity gratefully, I often feel more like Martha,anxious, and I want to focus on DOING, instead of BEING.

On the other hand, I understand that laying the foundations is the most important part of the whole construction, and I feel God is doing this to me at this point. He has given me an opportunity to simply rest and spend more time with Him, and, most of the time, I appreciate it. But there are days that I just want to burst!

I see all these people who are working on their purpose and are “in evidence”, and sometimes it hits me and I feel uncomfortable, you know? Because I want to be there! I want to do something useful instead of being “just” spending time with God!

But I know that, building my foundations and an identity established in Christ, is the most important thing to do for everything I want to accomplish, I know that! But I often lack the patience and gratitude to go through this process. It’s hard.

In the end of the day, all I have to do is to prostrate myself at the feet of Jesus and ask for forgiveness for having such a flawed heart and such an insolent ego that always wants to give orders instead of submitting. But I do not give up; I place my faith and my identity under the authority of Christ. And I move on…

47.”As for everyone who comes to me and hears my words and puts them into practice, I will show you what they are like. 48They are like a man building a house, who dug down deep and laid the foundation on rock. When a flood came, the torrent struck that house but could not shake it, because it was well built. 49 But the one who hears my words and does not put them into practice is like a man who built a house on the ground without a foundation. The moment the torrent struck that house, it collapsed and its destruction was complete.” Luke 6:47-49

“Who is this man that will know our hearts and pick them up when they fall apart. All for love… Who is this God that has come to serve With selfless love that we do not deserve…”

(O evangelho da graça e a obediência)

Eu estou lendo um livro muito interessante(e esclarecedor) atualmente. O livro se chama “O evangelho maltrapilho” (Brennam Manning) e, segundo o próprio autor, é voltado para os cristãos “vacilantes e de joelhos fracos”, para os “discípulos inconsistentes e instáveis”. Ou seja, é para todos nós, os que recebemos a graça e o amor de Deus mas, sabemos que ainda assim somos falhos e erramos com freqüência.

É para os que já se deram conta que, Jesus morreu por nós simplesmente porque o amor é sua essência e foi dado de graça à nós, pecadores. Não porque merecemos de fato. Nós não somos dignos de nada. (aqui os legalistas tremem…rs)

O livro enfoca no evangelho da graça, na postura de Jesus em relação aos pecadores: como ele os chamava e os aceitava sem reservas, inclusive em sua mesa. Entender o que significa essa graça é um desafio, para nós cristãos, mas também libertador. Entendemos que não se trata de esforços ou mérito, mas que Deus simplesmente nos criou para sermos amados e termos um relacionamento com Ele, independente de nossas fraquezas! Confesso que essa verdade, ao ser absorvida lentamente, degustando cada gole de sua essência,é realmente reconfortante!

Eu tenho muita dificuldade em descartar a meritocracia. Eu fui criada, não só por um pai severo que queria que eu fizesse tudo minuciosamente bem, mas também por uma sociedade inserida numa cultura que nós diz que: nós temos que fazer por merecer, nada vem de graça. Ou seja, minha geração foi educada (e acredito que todas as anteriores também) para acreditar que precisamos nos esforçar, ter um plano e lutar constantemente para alcançá-lo.

Aí, subitamente, vem esse Jesus que diz “ Ei, vem comigo, eu sou o caminho, a verdade e a vida e aqui você não precisa merecer nada! Eu te amo de graça!( e é muito amor….=)

Complicado para a nossa mente assimilar isso aí, né? O evangelho da graça nos cura e nos liberta dessa mentalidade de meritocracia mas…ele não termina aí!

O mesmo Jesus que disse “venha a mim os cansados e oprimidos e eu vos aliviarei” (Matheus 11:28) também disse  ”Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará.”( Lucas 9:23,24). Essa é a parte que pode parecer,para muitos, uma armadilha.

Jesus nos diz sim, para virmos como estamos, imperfeito como somos e Dele receberemos alívio.Mas essa é só a parte inicial do evangelho, onde nós escolhemos nascer de novo pelo Espírito e então é como se fossemos um bebê espiritual, recebendo leite como alimento, a graça do perdão e o infinito amor de Deus.

Mas conforme vamos nos desenvolvendo como cristãos, novos desafios nos são apresentados e temos que, constantemente, fazer escolhas por amor ao evangelho. O amor vem de graça, mas a porta é estreita,lembra? Nem todos conseguem passar por ela, principalmente, porque exige renúncias e, conforme caminhamos nessa trilha estreita, uma obediência cega à voz de Deus.

Na verdade, o que pode parecer uma “pegadinha”, nada mais é do que diferentes estágios de um relacionamento com Deus. Quanto mais nos desenvolvemos em intimidade e entendimento, mais Ele exige de nós, porque já não somos apenas filhos, somos herdeiros e representantes do Seu Reino. 

***************************************************************************

The gospel of grace and the obedience

I’m reading a very interesting (and enlightening) book these days. The book is called “The Ragamuffin Gospel”(Brennam Manning) and, according to the author himself, is aimed at “weak and kneeling” Christians, for “inconsistent and unstable disciples.” That is, it is for all of us who receive the grace and love of God, but we know that we are still flawed and err frequently.

It is for those who have already realized that Jesus died for us simply because love is His essence, and it was given freely to us, sinners. Not because we deserve it. We are not worthy of anything.

The book focuses heavily on the gospel of grace, Jesus’ attitude toward sinners: how he called them and accepted them unreservedly, even at his table. In fact, understanding what this grace means is indeed liberating. We understand that it is not about effort or merit, but that God simply created us to be loved and to have a relationship with Him, regardless of our weaknesses! I confess that this truth, being absorbed slowly, savoring every gulp of its essence, is really comforting!

I have a hard time ruling out meritocracy. I was raised not only by a stern father who wanted me to do everything thoroughly, but also by a society embedded in a culture that says that: we have to do for deserving, nothing comes for free. That is, my generation was educated (and I believe all previous ones) to believe that we need to strive, have a plan and constantly strive to achieve it.

Then, suddenly, comes this Jesus who says, “Hey, come with me! I am the way, the truth and the life and here you do not have to deserve anything! I love you for free!”(and  it is a immeasurable love)

It´s complicated for our mind to assimilate this, right? The gospel of grace heals us and frees us from this meritocracy mentality but … it does not end there!

The same Jesus who said, “Let the weary and oppressed come to me, and I will give you rest.”(Mathew 11:28)  also said, “If any man will come after me, let him deny himself, and take up his cross daily and follow me. Whoever wants to save his life will lose it; But whosoever shall lose his life for my sake, shall save it “(Luke 9:23, 24).

That’s the part that seems, for many people, a trap.

Jesus tells us, to come as we are, imperfect as we are to Him and we will receive relief. But this is only the initial part of the gospel, where we choose to be born again by the Spirit and then it is as if we were a spiritual baby, receiving milk as food: the grace of forgiveness and the infinite love of God.

But as we grow as Christians, new challenges are presented to us and we must constantly make choices for the sake of the gospel. Love comes for free, but the door is narrow, remember? not everyone can pass through it, mainly because it demands a lot of personal sacrifices and, as we walk in that narrow path, a blind obedience to the voice of God.

In fact, what may seem like a “catch” is nothing more than different stages of a relationship with God. The more we develop in intimacy and understanding, the more He demands from us. We are no longer only His children, we are heirs and representatives of His Kingdom.