A common battle!

Hello dear reader!

Today, I am sharing part of a devotional I did this morning called “Three Secrets About Temptations“. And I have to say that, it appeared just in time for me to reflect! The truth is that we are all dealing with all kind of temptations, that can be different wich time but, ultimately, it is the same for us all.

So, I hope it encourages you to fight back your temptation and be strenghtened by the Word of God! Use it as your personal sword and stand your ground!

After one men’s meeting when I was speaking about personal holiness especially in sexual areas, a young man approached me, obviously under conviction.  He whispered he needed to break free from his immoral lifestyle but just couldn’t.  He shared that he was living with a woman at the present and had slept around with others. I asked him why he didn’t choose to stop his immoral lifestyle and he said he wished he could but he just felt powerless in the face of his powerful sexual temptations. 

I nodded my head and smiled, “Your sex drive must be really strong.” His face lit up, “Well, I’m glad you understand. My sex drive is so unbelievably powerful that my temptations overpower me.”

I nodded, “Your sex drive is probably many times larger than the normal man’s, isn’t it?”  He blushed sheepishly and nodded in quick agreement. Finally, it appeared, he had found someone who understood—his sin wasn’t really his fault—it was those giant, overpowering temptations that were unique to him. 

I asked him if it would make any difference to him if those giant, massive temptations were brought down to normal size, like those a normal man might face. “Wow!” he exclaimed, “I’d give anything to have normal temptations. Why I’d finally be able to say ‘no’ and stop.” 

Then I turned and scanned the audience, “So, if your temptations were the more common size like Chuck’s or Bob’s or Forest’s what would you do?”  He brightened and replied, “Well, I’d move out from my girlfriend’s today and stop being immoral.” It was obvious that he knew no one could fix his problem—he was trapped, without hope. It wasn’t really his problem because God unfortunately gave him such a powerful sex drive.  

So, I turned in my Bible to this verse, 1 Corinthians 10:13 and had him read it out loud. When he came to this phrase …

No temptation has overtaken you except such as is common to man.

he almost choked on the words.  I quietly said, “Your temptations are not unusual or stronger than anyone else’s—they are the garden-variety of temptations present in every man’s life.” 

He had bought into the lie that his temptations were not common but unique, far larger than anyone else’s. But, the Bible revealed they weren’t.  I pointed to some of my friends who had shared some of their sexual temptations with me and said, “each man has the same temptations as you do—only they said ‘no’ and you said ‘yes.’”  

This illustration provides a clear explanation why we have a session just focused on the truth about our temptations—because all of us can become self-deceived about our temptations and believe that they become so powerful that we cannot help but sin. Never forget, the Bible clearly states that your temptations are the same as everyone else—they are common to everyone!

1 Corinthians 10:13 states that every one of our temptations are experienced by every other member of the human race. The Greek word anthropinos simply means “after the manner of mankind” or “of human nature.”  James 3:7 uses the same word:  

 “For every kind of beast and bird, of reptile and creature of the sea, is tamed and has been tamed by mankind.” 

This truth is further underscored by Hebrews 4:15:  

For we do not have a High Priest who cannot sympathize with our weaknesses, but was in all points tempted as we are, yet without sin.”  

Because Jesus was fully a man, he experienced the same temptations that all people face.  

Therefore, never again buy into one of the universal traps set by the temptation horde. Your temptations are not unique but just like everyone else in the world.  You can choose, however, to weaken your resolve by repeatedly choosing to sin in any given area—but the basic temptation is the same as everyone else.” (Wrote by Bruce Wilkinson-In the Devotional “Three Secrets About Temptations“)

Uma batalha comum!

Olá caro leitor!

Hoje eu quero compartilhar parte de um devocional que fiz esta manhã chamado “Três segredos sobre tentações“!

E devo dizer que este apareceu bem a tempo, pra eu refletir! A verdade é que todos nós estamos lidando com todos os tipos de tentações, que podem ser diferentes a cada momento mas, em última análise, são as mesmas para todos nós!

Então eu espero que isso o encoraje a lutar contra as suas tentações e que a Palavra te fortaleça! Use-a como sua espada pessoal e mantenha-se firme!

“Depois de uma reunião de homens quando eu estava falando sobre santidade pessoal, especialmente em áreas sexuais, um jovem se aproximou de mim, obviamente sob um sentimento de culpa.  Ele sussurrou que precisava se libertar de seu estilo de vida imoral, mas simplesmente não podia.  Ele compartilhou que estava morando com uma mulher no presente e que tinha dormido com outras. Perguntei a ele por que ele não escolheu parar com seu estilo de vida imoral e ele disse que desejava isso, mas se sentia impotente diante de suas poderosas tentações sexuais.

Acenei com a cabeça e sorri: “Seu desejo sexual deve ser muito forte.” Seu rosto se iluminou: “Bem, estou feliz que você entenda. Meu desejo sexual é tão incrivelmente poderoso que minhas tentações me dominam.

Eu balancei a cabeça, “Seu desejo sexual é provavelmente muitas vezes maior do que o de um homem normal, não é?”  Ele corou timidamente e assentiu rapidamente. Finalmente, ao que parece, ele havia encontrado alguém que entendia — seu pecado não era realmente culpa dele — eram aquelas tentações gigantes e avassaladoras que eram exclusivas dele.

Perguntei-lhe se faria alguma diferença para ele se aquelas tentações gigantescas e maciças fossem reduzidas ao tamanho normal, como aquelas que um homem normal pode enfrentar. “Uau!” ele exclamou: “Eu daria qualquer coisa para ter tentações normais. Por que eu finalmente poderia dizer ‘não’ e ‘pare’.

Então me virei e examinei a plateia: “Então, se suas tentações fossem do tamanho mais comum, como as de Chuck, Bob ou Forest, o que você faria?”  Ele se animou e respondeu: “Bem, eu sairia da casa da minha namorada hoje e deixaria de ser imoral”. Era óbvio que ele sabia que ninguém poderia resolver seu problema – ele estava preso, sem esperanças. Não era realmente culpa dele, porque Deus infelizmente deu a ele um desejo sexual muito poderoso.

Então, eu virei minha Bíblia para este versículo, 1 Coríntios 10:13 e o fiz ler em voz alta. Quando ele chegou a esta frase: “Nenhuma tentação tomou conta de você, exceto aquela que é comum ao homem” ele quase engasgou com as palavras.  Eu disse baixinho: “Suas tentações não são incomuns ou mais fortes do que as de qualquer outra pessoa – elas são a variedade de tentações presentes na vida de todo homem.

Ele havia acreditado na mentira de que suas tentações não eram comuns, mas únicas, muito maiores do que as de qualquer outra pessoa. Mas, a Bíblia revelou que eles não eram.  Apontei para alguns de meus amigos que compartilharam algumas de suas tentações sexuais comigo e disse: “todo homem tem as mesmas tentações que você — só que eles disseram ‘não’ e você disse ‘sim’.

Esta ilustração fornece uma explicação clara por que temos uma sessão focada apenas na verdade sobre nossas tentações, porque todos nós podemos nos enganar sobre nossas tentações e acreditar que elas se tornam tão poderosas que não podemos deixar de pecar. Nunca se esqueça, a Bíblia afirma claramente que suas tentações são as mesmas de todos os outros – elas são comuns a todos!

1 Coríntios 10:13 afirma que todas as nossas tentações são experimentadas por todos os outros membros da raça humana. A palavra grega ‘anthropinos‘ significa simplesmente “à maneira da humanidade” ou “da natureza humana”.  Tiago 3:7 usa a mesma palavra:

Pois todo tipo de animal e pássaro, de réptil e criatura do mar, é domado e foi domado por humanidade.

Esta verdade é reforçada por Hebreus 4:15:

Pois não temos um Sumo Sacerdote que não possa simpatizar com nossas fraquezas, mas estava em todos pontos tentados como nós somos, mas sem pecado.

Como Jesus era totalmente homem, ele experimentou as mesmas tentações que todas as pessoas enfrentam.

Portanto, nunca mais caia em uma das armadilhas universais preparadas pela horda da tentação. Suas tentações não são únicas, mas como de todas as outras pessoas no mundo.  Você pode escolher, no entanto, enfraquecer sua determinação escolhendo repetidamente pecar em qualquer área, mas a tentação básica é a mesma de todos os outros.” (Escrito por Bruce Wilkinson-No devocional “3 segredos sobre as tentações”)

Isn’t love a feeling?!

Hello friends!

Have you ever asked yourself or catch yourself thinking: “Isn’t love a feeling?!”

In times of confusion, relativism and redefinition of truth, I want to bring a reflection about what is LOVE, under bible’s light!

In I Corinthians 13, Paul’s brings to us this reflection about what is love, based on the life that Jesus lived among us:

Love is patient, love is kind. It does not envy, it does not boast, it is not proud.  It does not dishonor others, it is not self-seeking, it is not easily angered, it keeps no record of wrongs.  Love does not delight in evil but rejoices with the truth.  It always protects, always trusts, always hopes, always perseveres.”

As followers of Christ, we have a model to follow! He gave us a lot of examples of what love is! Not a feeling at all, but instead, a decision! And if I would have to pick just one example of what Jesus did for us to show what is love, I would say: Sacrifice!

The pattern of love outside of Christ says that “love is a feeling that makes you feel good and benefits you somehow” and when this feeling is gone, it’s because “the love is over”. Actually, according to the bible, it’s when the feeling is gone toward another person or when you don’t have any to begin with, that’s when the real love begins! ( Ask anyone who has a long journey as a married person, if love is a “feeling”. I would risk to say that this person would laugh!)

Love is a decision to act on another person’s benefit. It could be a spouse, a son or daughter, parents,friends or even a stranger! It’s when we decide to deny our own will and even our well-being to take care of another person, ensuring their well- being first!

It is not an easy task! We will make a lot of mistakes along the way to learn that! To love another person as God loves you, actually you need to really experience His love for you!

It is easy to say: “God loves me”, but it’s only when we deeply know His love for us, seeing it in our own lives, that we are able to extend this love for another person! I had to find it out in my own life!

I had a hard time trying to love and care about others, when I didn’t even loved myself and I didn’t feel loved as well!

However, when I opened my heart to Jesus and allowed Him to healed me and fill me with His love, my heart started to change toward people. I could feel His love for others and then, I started to change, to care more about people’s needs!

It is a journey, you know. Learn how to love well has ups and downs and, you going to fail sometimes! I still have hard times and selfish moments.

The good news is: His love never fails! He will teach how to love yourself and how to love others in a natural and selfless way!

In the middle of this confused world, that says that everything is “love” accorrding to their definition, be corageuos and decide to swin against the tide! Be bold in love and ask for discerniment and kindness to love well, God can help you!

Love never fails. But where there are prophecies, they will cease; where there are tongues, they will be stilled; where there is knowledge, it will pass away.  For we know in part and we prophesy in part, but when completeness comes, what is in part disappears.”

There are a few things that I’ve learned with this whole passage of I Corinthians 13:

-Jesus is the personification of love! Everything He did, said and showed to us, reflects a perfect love, that we are called to imitate!

-Love is not a feeling, it’s a decision translated into ACTION! And we are called to love others as we love ourselves!

-It is essential to experience the love of God! If you never did, ask Him to show you His love for you! Only then you will be able to love others as you supposed to!

-Love never fails! When we love out of this place in Christ, the outcome is always good, even when we can’t realize right away!

-Perfection is only found in Jesus! So when we get out of the way and let Him lead us, our imperfection to love is hidden in His perfection!

-Love is based on TRUTH! While the world says that every sense of love can’t be evil, because “it’s love”, we have a model to follow! We are called to love in His ways, based on His Word!

-Love never gives up! Jesus loves us beyond measure, despite of our sins and flaws! He never gives up on us. He also invites us to never give up on His plans and people!

I hope this post brings to you some clarity and perseverance to love well! Don’t give up, keep trusting Him to show you how!

Have a great day!

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Mas, o amor não é um sentimento?!

Foto por Saikat Ghosh em Pexels.com

Olá amigos!

Você já se perguntou ou já se pegou pensando: “Mas, o amor não é um sentimento?!”

Em tempos de confusão, relativismo e redefinição da verdade, quero trazer uma reflexão sobre o que é AMOR, sob a luz da Bíblia!

Em I Coríntios 13, Paulo nos traz esta reflexão sobre o que é amor, a partir da vida que Jesus viveu entre nós:

O amor é paciente, o amor é gentil. Não inveja, não se vangloria, não é orgulhoso. Não desonra os outros, não é egoísta, não se irrita facilmente, não mantém um registro de erros. O amor não se deleita com o mal, mas se alegra com a verdade. Ele sempre protege, sempre confia, sempre espera, sempre persevera. “

Como seguidores de Cristo, temos um modelo a seguir! Ele nos deu muitos exemplos do que é o amor! Não é um sentimento, mas sim uma decisão! E se eu tivesse que escolher apenas um exemplo do que Jesus fez por nós para mostrar o que é amor, eu diria: Sacrifício!

O padrão de amor fora de Cristo diz que “o amor é um sentimento que faz você se sentir bem e o beneficia de alguma forma” e quando esse sentimento passa, é porque “o amor acabou”.

Na verdade, de acordo com a bíblia, é quando o sentimento some ou quando você não tem nenhum sentimento para começo de conversa, que começa o verdadeiro amor! (Pergunte a qualquer pessoa que está na longa jornada do casamento, se o amor é um “sentimento”. Eu arriscaria dizer que essa pessoa riria na sua cara!)

O amor é uma decisão de agir em benefício de outra pessoa. Pode ser seu cônjuge, filho ou filha, pais, amigos ou até mesmo um estranho! É quando decidimos negar a nossa própria vontade e até o nosso bem-estar para cuidar de outra pessoa, garantindo primeiro o bem-estar dela!

Não é fácil! Vamos cometer muitos erros ao longo do caminho para aprender isso! Para amar outra pessoa como Deus te ama, na verdade, você precisa realmente experimentar o amor Dele por você!

É fácil dizer: “Deus me ama”, mas é apenas quando conhecemos profundamente Seu amor por nós, vendo isso em nossas próprias vidas, que somos capazes de estender esse amor pra outra pessoa! Tive que descobrir isso na minha própria vida!

Eu tive muita dificuldade tentando amar e cuidar dos outros, quando nem eu mesma me amava e não me sentia amada!

No entanto, quando eu abri meu coração para Jesus e permiti que Ele me curasse e me enchesse com Seu amor, meu coração começou a mudar em relação às pessoas. Pude sentir Seu amor pelos outros e então comecei a agir diferente, a me preocupar mais com as necessidades delas!

É uma jornada, você sabe. Aprender a amar bem tem seus altos e baixos e, você vai falhar às vezes. Eu ainda tenho momentos difíceis, momentos egoístas!

A boa notícia é: Seu amor nunca falha! Ele vai te ensinar como amar a si mesmo e como amar os outros de uma forma natural e altruísta!

No meio desse mundo confuso, que diz que tudo é “amor” segundo sua própria definição, seja corajoso e decida nadar contra a maré! Seja ousado no amor e peça discernimento e bondade para amar bem, Deus quer te ajudar!

O amor nunca falha. Mas onde há profecias, elas cessarão; onde houver línguas, elas serão acalmadas; onde houver conhecimento, passará. Pois sabemos em parte e profetizamos em parte, mas quando chegar a perfeição, o que é imperfeito desaparecerá.”

Há algumas coisas que aprendi nesta passagem de I Coríntios 13:

– Jesus é a personificação do amor! Tudo o que Ele fez, disse e nos mostrou, reflete um amor perfeito, que somos chamados a imitar!

– O amor não é um sentimento, é uma decisão traduzida em AÇÃO! E somos chamados a amar os outros como amamos a nós mesmos!

– É essencial experimentar o amor de Deus! Se você nunca fez isso, peça a Ele para mostrar Seu amor por você! Só então você será capaz de amar os outros como deveria!

– O amor nunca falha! Quando amamos a partir deste lugar em Cristo, o resultado é sempre bom, mesmo quando não percebemos imediatamente!

– A perfeição só é encontrada em Jesus! Então, quando saímos do caminho e deixamos que Ele nos lidere, nossa imperfeição para amar é encoberta pela perfeição Dele!

– O amor se baseia na VERDADE! Enquanto o mundo diz que qualquer “sentimento de amor” não pode ser mau, porque “é amor”, temos um modelo a seguir! Somos chamados a amar à maneira de Cristo, baseados na Sua Palavra!

– O amor nunca desiste! Jesus nos ama além de qualquer medida, apesar de nossos pecados e falhas! Ele nunca desiste de nós. Ele também nos convida a nunca desistir de Seus planos e das pessoas!

Espero que este post traga para você alguma clareza e perseverança para amar bem! Não desista, continue confiando Nele para te ensinar como!

Tenha um ótimo dia!