God’s silence: The In-Beteween of His promises!

I think all of us already experienced frustration and lack of trust regarding of God’s silence! Or even  when we can’t really understand what He is doing at some point of our lives.

It is easy to get frustrated because we are, most of the time, impatient souls and we just want to things happens in our own ways, all the time!

When I got back home, after my first experience with God’s personal calling for me, I was overhelmed and relieved at the same time!

I had experienced incredible things but also difficult and disappointing things on this trip so I needed some time to process everything that happened there!

After a few months, I began to pray for a new direction! I thought I was ready for a new time of challenges, so I used to pray: Father, show me what to do now, show me where should I  go!

I was, after all, bored again! I did not want to be at home just “living a normal life” with my family, but God had different plans for me, so He made silence for (what would seemed like) a long time!

It took me a while to realize that I was not ready to leave again! God was working in my family and healing some deep wounds inside me. He was using my story and experience to inspire people around, but I did not realize it for several months.

Then, when I finally understood that God was preserving me from disappointment and hard times again, I felt relief! I began to see clearly: I was surrounded by people who, despite their problems and flaws, really cared about me!

And I needed to learn to see the opportunities that God was giving me to work for the kingdom in simple ways, like talking with people about my experiences, sharing hope!

So, I want you to consider this with me for a moment: When God is in silence, He is working some things in us, preparing us for the next season, working on our character and watching how we react when we don’t know what to do next! Will we continue to trust and seeking Him?!

I confess that sometimes I felt frustrated and angry because things did not go as I expected, but after all, I would run to Jesus again to weep,repent and wait for His will for my life.

I knew He had promises for me so, when I brought the memory of it in my mind, it helped me to keep walking on faith!

However, I need to tell you something: There are times when God will rebuke us for complaining too much and for not take some actions in our lives!

Once, He said to me: “You must stand and go for it, finish what You’ve started! What are you waiting?”

At that moment, I felt shocked and angry, but after a few hours  thinking about what He said, I began to understand that He was absolutely right(haha, of course) and He was being hard on me for my own good!

We can not just sit and weep and then expect that God will do everything for us!

So my advice for you today, if you are struggling with doubts and silence from God is: keep going! Do what you know that is right, what is already in your heart!

You will only see God moving when you take the first step and start walking in confidence! That’s faith, that’s trust in His love and plans for us! So, take a chance  and see what happens!

I know that we are facing hard times right now, the world is drenched in fear and doubt, but that is right time for us, as the body of Christ ,to use all the oportunities we have to discover, build and walk in our purpose!

Despite of not being able to walk around all the time like we used to, we still can practice our faith more than ever and help those who are around us to walk closer to God and have hope. Share your heart with them!

We can’t understand what God is doing right now, but the truth is, that no matter what happens, He never stops working on His plans for you and for His church! So it will, definetelly, be fulfilled, at the right moment!

 “24 For in this hope we were saved. But hope that is seen is no hope at all. Who hopes for what they already have? 25 But if we hope for what we do not yet have, we wait for it patiently.” Romans 8:24-25

********************************************************************************

Acho que todos nós já experimentamos frustração e falta de confiança em relação ao silêncio de Deus! Ou mesmo quando não conseguimos realmente entender o que Ele está fazendo em algum momento de nossas vidas.

É fácil ficar frustrado porque somos, na maioria das vezes, almas impacientes e só queremos que as coisas aconteçam do nosso jeito, o tempo todo!

Quando voltei para casa, após minha primeira experiência com o chamado pessoal de Deus por mim, fiquei super emocionada e aliviada ao mesmo tempo!

Depois de alguns meses, comecei a orar por uma nova direção! Eu pensei que eu estava pronta para uma nova temporada em campo, então eu costumava pedir a Deus: Pai, mostre-me o que fazer agora, mostre-me para onde ir!

A verdade é que eu estava entediada novamente, eu não queria estar em casa “ministrando” minha família, só que Deus queria algo diferente de mim, então Ele fez silêncio por (o que pareceu)  um longo tempo!

Eu demorei um pouco para entender que não estava pronta para sair de novo! Deus estava trabalhando na minha família e curando algumas feridas profundas dentro de mim. Ele estava usando minha história e experiência para inspirar as pessoas ao redor, mas não consegui perceber isso por vários meses.

Então, quando eu  finalmente entendi que Deus estava me preservando de tempos difíceis novamente, senti alívio! Comecei a enxergar com clareza: eu estava cercada de pessoas que, apesar de seus problemas e falhas, realmente se importavam comigo! E eu precisava enxergar as oportunidades que Deus estava me dando para trabalhar pelo reino de maneiras simples, como contar às pessoas a minha história!

O que eu quero mostrar com tudo isso é: quando Deus fica em silêncio, Ele quer algumas coisas de nós, como por exemplo: nos preparar para a próxima temporada, trabalhar em nosso caráter e ver como reagimos quando  não sabemos o que fazer! Será que vamos continuar confiando e buscando-o?

Eu confesso que, às vezes me senti frustrada e com raiva porque as coisas não correram como eu esperava, mas depois de tudo eu corria para Jesus novamente, para chorar e esperar que Sua vontade se cumprisse em minha vida.

Eu sabia que Ele tinha( e tem!) promessas para mim, então a lembrança disso me ajudou a continuar acreditando!

Mas eu tenho que contar: Em alguns momentos, Deus vai nos repreender por reclamar demais e por não  tomar algumas iniciativas na nossa vida!

Certa vez, Ele me disse: “Você precisa agir, termine o que você começou, por que você ainda tá esperando?

Naquele momento, fiquei chocada e brava, mas depois de algumas horas refletindo, eu comecei a entender que, Ele estava absolutamente certo e estava sendo duro comigo para o meu próprio bem! Não podemos simplesmente sentar e chorar e depois esperar que Deus faça todo o resto!

Então meu conselho para você que está lutando com dúvidas e com o silêncio de Deus é: Continue CAMINHANDO! Corra alguns riscos (Deus sempre me diz isso!) Você só verá Ele se movendo quando der o primeiro passo e começar a andar! Isso é fé, isso é confiar em Seu amor e planos para nós!

Sei que estamos enfrentando tempos difíceis agora, o mundo está encharcado de medo e dúvida, mas é o momento certo para nós, como corpo de Cristo, usar todas as oportunidades que temos para descobrir, construir e andar em nosso propósito. !

Apesar de não sermos capazes de andar o tempo todo por aí, como estávamos acostumados, ainda assim podemos praticar nossa fé mais do que nunca e ajudar aqueles que estão ao nosso redor a se aproximarem de Deus e a terem esperança. Compartilhe seu coração com eles!

Não podemos entender o que Deus está fazendo agora, mas a verdade é que, não importa o que aconteça, Ele nunca pára de trabalhar nos Seus planos para nós e para a Sua  igreja! Então, definitivamente, ele será realizado, no momento certo!

Apenas siga em frente e veja o que acontece!

Pois nessa esperança fomos salvos. Mas, esperança que se vê não é esperança. Quem espera por aquilo que está vendo?
Mas se esperamos o que ainda não vemos, aguardamo-lo pacientemente.” Romanos 8:24-25

My history (part 2: DTS- Discipleship training school)

( If you are curious about part 1 of my testimony, read here!)

So, after I finished all the process and overcame the struggles, I finally  embarked on this journey.! On February 5, I traveled to São Paulo to meet the DTS crew, at the meetingpoint: Mount Zion Church. There I started to get to know better the other students.

I remember that right there, in the first contact, I already received a word about my life and future days, which involved knowing more deeply the scriptures and how God would use that for His plans!

It was amazing to hear this for the first time, because I was expecting so much about this experience and, hearing that, made me understand some things, including my hunger for the bible (I had read the entire bible in the last 3 months that preceded this trip).

On the bus, I remember that everyone was very excited and Frenchie, one of the staffs, started talking to us about his story and at one point he asked each of us to get up and declare something we would like to be fulfilled in the future! It was very exciting!

There were statements of healing and salvation over cities and nations, ministries in which people would like to act by, being declared.

When it came to me I remember saying: I declare that one day I will have a music band to announce Jesus, formed only by women! I do not even know why I wanted this so much, since I never played any instrument (although I’m passionate about guitar!)

And I also do not sing lol. So imagine you, this actually seemed like a total wander, but God knows all things.

Then, after everyone had finished speaking, the staff, Frenchie, said: “just passed a bus here on the side written ‘making dreams come true’. Wow, everyone was amused!

For most people, of course, believing this would be crazy, but for those who know how God acts, it could be considered a signal.( a really cool one, by the way!)

Anyway, when I got there I was super excited! The first few days were amazing and God gave me several words through the staffs that were there (the staffs were a DTS leadership team).

It was very encouraging for me because I was not used to nothing like that, I did not even know how to listen to God´s voice, I still had many misconceptions about this subject (and a lot was demystified for me in these months of DTS)

Most of the time I spent in this farm, I felt very good, super excited and hungry for God. I wanted to absorb everything and the classes were incredible!

We have received several YWAM leaders from Kona and people involved in the most diverse ministries, both inside and outside the YWAM comunity.

In these classes we learned more about how to listen to the voice of God, how to spend more time with Jesus and make him our best friend, how to speak about Jesus to people in a simple and objective way, those teachings was very good for my development.

Because, after all, I did not know anything before I got there, I had just given my life to Jesus(few months before) and this opportunity helped  me to learn many things about relationship with God and how he acts (although this is impossible to delimit, God acts in infinite ways!)

I remember that during those months, the school leader also asked us to read the story of Lorren Cunningham and the beginning of YWAM in the world.

This book made all the difference in my life! (not making a propaganda, but it’s true) it clearly shows the learning process of this man and his difficulties, as he learned to hear the voice of God and do His will, often making mistakes, of course.

This book also makes it clear: that if we persist in doing God’s will, He helps us in the process and he is patient with our mistakes and stumbles. It shows that  the closer we get, the easier it gets to hear His voice and do the that He asks of us.

But, not everything is a “piece of cake” in Christian´s life, is quite the opposite. I also had difficulties during this period. I often felt rejected or excluded.

I had days that I faced a hard time interacting with people, including from my travel group to Nepal. And I spent some confined times in my room, trying to hide myself from the world and denying my struggles.

After discovering that I was going to Nepal (each of us could chose 3 countries as options and write on a paper, after a few days, we received the answer!), I started to have “team time” with the people who would travel with me and we started to get to know each other better and share our experiences.

It was not easy for me, first because, I never liked to expose myself to strangers  and second because, if I feel that I cannot “trust” someone, simply because I did not like something in this person, everything gets more difficult when it comes to relating.

Unfortunately, this happened even in relation to my leader. I had a meeting with her once in a week to talk about my difficulties and development, and I had a hard time opening up and talking about my deepest feelings and problems. I’ve always been like this, kind of defensive, and that’s a barrier in my relationship with people.

However, God began to work on me, during this period, beginning to treat my rejection issues and related wounds, that have always influenced my personality.

In the middle of this process, I experienced my first “supernatural” experience with God,  He took me to a place and showed me how I saw myself.

He told me, after I told this experience to a friend, that he was healing me from this distorted view of myself! (He handed me the interpretation through her.)

I do not know if I can detail everything I’ve experienced in this season, but I’ll try, continuing to count in parts!

So, see you next time!

******************************************************************

Quem me dera ser um pouco
Melhor no que eu tenho que dizer

E talvez assim, eu conseguisse
Pedir ajuda mais cedo

E não gastaria, o tempo tentando
Provar pra ninguém o que eu sou
E o que eu não sou

Quem foi o primeiro a me contar
Tantas mentiras que eu resolvi acreditar
Enquanto eu carregava o peso que eu achava ser só meu,

mas não, você fez enxergar
O que eu mereceria
Resolveu me dizer que o peso
O peso não é só meu ( Amen Jr-  O peso não é só meu)

Então, depois de todo aquele processo e lutas, eu finalmente embarquei nessa jornada!

No dia 05 de fevereiro, eu viajei pra São Paulo, pra encontrar a galera do DTS no ponto de embarque,na Igreja Monte Sião. Lá já comecei a tentar me enturmar e conhecer a galera. Me lembro que ali mesmo,no primeiro contato, já recebi uma palavra sobre a minha vida e dias futuros, que envolvia conhecer mais profundamente as escrituras!

Foi incrível ouvir isso pela primeira vez, porque eu estava com muitas expectativas sobre esse tempo que eu passaria no DTS, e ouvir aquilo, me fez entender algumas coisas, inclusive minha fome pela bíblia (eu tinha lido a bíblia inteira nos últimos 3 meses que precederam essa viagem).

No ônibus, eu me lembro que todo mundo tava muito animado e o Frenchie, um dos staffs, começou a falar com a gente sobre a história dele e em um determinado momento ele pediu pra que cada um de nós se levantasse e declarasse algo que nós gostaríamos que se cumprisse no futuro!

Foi muito emocionante! Havia declarações de cura e salvação sobre cidades e nações, ministérios em que as pessoas gostariam de atuar, sendo declarados.

E, quando chegou a minha vez me lembro de ter dito: eu declaro que um dia terei uma banda pra anunciar Jesus, formada só por mulheres! Nem sei porque eu queria tanto isso, já que eu nunca toquei instrumento algum( embora eu seja apaixonada por guitarra!) e também não canto rs.

Então imaginem, na verdade isso pareceu uma viagem total, mas Deus sabe de todas as coisas. Logo depois, quando todo mundo terminou de falar, o staff que estava a frente disse: acabou de passar um ônibus aqui do nosso lado e tava  escrito “realizando sonhos” hahahhaha todo mundo ficou em êxtase.

Claro que, pra maioria das pessoas, acreditar nisso seria loucura, mas pra quem conhece como Deus age, isso poderia sim ser considerado um sinal.

Enfim, quando cheguei lá eu tava super animada, os primeiros dias foram incríveis e Deus me entregou várias palavras através dos staffs que estavam lá (os staffs eram um time da liderança do DTS). Foi bem encorajador pra mim, porque eu não estava acostumada com nada disso, eu nem sabia como ouvir a voz de Deus direito, eu ainda tinha muitas idéias erradas envolvendo esse assunto.( e muita coisa foi desmistificada pra mim, nesses meses de DTS)

Na maior parte do tempo que passei nessa fazenda eu me senti muito bem, super animada e com fome de Deus, queria absorver tudo e as aulas eram incríveis! Recebemos vários líderes da Jocum de Kona e pessoas envolvidas nos mais diferentes ministérios, dentro e fora da Jocum (YWAN).

Nessas aulas aprendemos mais sobre como ouvir a voz de Deus, como passar mais tempo com Jesus e fazer dele nosso melhor amigo, como falar de Jesus pras pessoas de uma forma simples e objetiva; foi muito bom pro meu desenvolvimento.

Afinal, eu não sabia de nada, eu tinha acabado de entregar a minha vida pra Jesus e aprendi muitas coisas sobre relacionamento com Deus e a forma como ele age (embora isso seja impossível de delimitar, Deus age de formas infinitas!).

Lembro que nesse período, a líder da escola também pediu que a gente lesse a história do Lorren Cunhighan e do início da Jocum no mundo. Esse livro fez toda diferença na minha vida! ( não to fazendo propaganda, mas é verdade) ele mostra claramente  o processo de aprendizagem  desse homem e suas dificuldades , como ele aprendeu a ouvir a voz de Deus e fazer a Sua vontade, errando muitas vezes, é claro.

Esse livro deixa evidente que, se nós persistimos em fazer a vontade de Deus, Ele nos ajuda no processo e é extremante paciente com nossos erros e tropeços e que, quanto mais nos aproximamos, mais fácil fica de ouvir Sua voz e fazer o que Ele nos pede (o título em português é “Fala Senhor, estou ouvindo”).

Mas, nem tudo são flores na vida do cristão, muito pelo contrário. Eu também tive muitas dificuldades nesse período. Muitas vezes me sentia rejeitada ou excluída, tinha dias que eu tinha muita dificuldade em interagir com o pessoal, inclusive do meu grupo de viagem pro Nepal. E passei algumas tardes confinadas no meu quarto, tentando me esconder do mundo e negando meu problema.

Depois de descobrir que eu ia pro Nepal (cada um de nós pôde colocar 3 países como opção num papel e após alguns dias, recebemos a resposta!), eu passei a ter “ tempo de time” com o pessoal que ia viajar comigo e com isso passamos a nos conhecer melhor e dividir nossas experiências.

Não foi fácil pra mim, primeiro porque eu nunca gostei de me expor e segundo porque, se eu cismo que não posso “confiar” em alguém, simplesmente porque não fui com a cara dessa pessoa, tudo fica mais difícil na hora de me relacionar.

E, infelizmente, isso aconteceu inclusive em relação à minha líder. Eu tinha reunião com ela,uma vez por semana, pra falar sobre minhas dificuldades e desenvolvimento, e eu tinha muita dificuldade em me abrir e falar de coisas mais profundas. Eu sempre fui assim, meio na defensiva, e isso sempre foi uma barreira no meu relacionamento com as pessoas.

No entanto, Deus começou a trabalhar em mim durante esse período, começou a tratar minhas feridas relacionadas a rejeição e que sempre influenciaram minha personalidade.

Inclusive foi nesse tratamento vindo de Deus, que vivi minha primeira experiência “sobrenatural” com Ele.  Eu fui levada prum lugar diferente e lá, ele me mostrou como eu me via. Ele me disse, depois de eu contar essa experiência pra uma amiga, que ele estava me curando dessa visão distorcida de mim mesma! ( Ele me  entregou a interpretação através dela.)

Não sei se consigo detalhar tudo que eu vivi nesse período, mas vou tentar, continuando a contar em partes….até lá!

********************************************************************************