I am loved!

Hey guys!

Inspired by the “I am” course, by MessengerX, I decided to share here some of the knowledge and insights I got from this class today! Enjoy =)

“I am loved, so I love wihout reservation!”

The love of God it is a Father’s kind of love, that we can’t learn from other’s teachings. It is an amazing gift that we have to receive and experience by ourselves!

As for me, I can say that, it was on my hardest moments that I could taste and experience how powerful and deep is His love for me! It is when I am feeling weak, hopeless, tired and confused, that I easily allow myself to open my heart and receive the sustaining and comforting Love, that keeps me going!

I don’t need to surrender to those feelings and give up. I have the opportunity to face another day, under God’s light! I am daily strengthen by His Presence!

When we trully understand that we are loved by our heavenly Father, and more, that we were created BY LOVE to BE LOVED, then we can love from a place of rest and confidence: No matter the outcomimg, we already carry the perfect Love inside of us! We are called to live from( a place of) love, not for love. So we can say: “I am loved, so I love without reservation!”

It is not about “what can I do for God?”( so I can earn His love) but, instead, “what God already done for me?” So we can embrace the truth that He loved us so much that He gave His only Son, to pay for our sins and reconnect us to His love and presence! We can love from a place of rest and security in Him!

We are only able to believe and trust God when we know, deep inside, with all our hearts and minds, that we are loved!

People that had been hurted have difficulty to believe in God because they does not believe that they are trully loved by Him! So let me say that clearly: No matter what you went through, what you did or what people did to you, God loves you very much and His arms are opened for you!

Love…believes all things!”

Love believes in the best of others, in the best long-term outcome. There is no disappointment in God’s perfect love! When we carry this love, we encourage and expects the best, even when things don’t goes our way! Because we know that in the end “all things cooperate for the goodness of those who loves God! (Who loves us back).

“So don’t be afraid: I’m with you.
    I’ll round up all your scattered children,
    pull them in from east and west.
I’ll send orders north and south:
    ‘Send them back.
Return my sons from distant lands,
    my daughters from faraway places.
I want them back, every last one who bears my name,
    every man, woman, and child
Whom I created for my glory,
    yes, personally formed and made each one.
(Isaiah 43:7)

I am PROTECTED by the truth that nothing can escape the reach of my Father’s love!”

Like I said before, when we realize that we are trully loved, we can be our true selves and act from this place of rest and confidence, free from the fear of failure and rejection. Because, no matter the outcome, things are working for the good of the sons and daughters of God! We are surrounded by this Love that can reach, heal and change everything: circumstances, minds,hearts, people!

Living from this place of imeasurable love it is a learning process! Don’t be in such a hurry! Take one step at the time, truSting that God will come for you, every time! And day after day, you will see and experience His faithfulness and care, in the most detailed and amazing ways!

Surrender all your fears, worries,plans and dreams to Him and let this process begins! You will never regret of trusting God’s Love!

Have a great day, surrounded by your Father’s love! Untill next time!

Love never gives up. Love cares more for others than for self. Love doesn’t want what it doesn’t have. Love doesn’t strut, Doesn’t have a swelled head, Doesn’t force itself on others, Isn’t always “me first,”. Doesn’t fly off the handle, doesn’t keep score of the sins of others, Doesn’t revel when others grovel, Takes pleasure in the flowering of truth, Puts up with anything, Trusts God always, Always looks for the best, Never looks back, But keeps going to the end. Love never dies. Inspired speech will be over some day; praying in tongues will end; understanding will reach its limit. We know only a portion of the truth, and what we say about God is always incomplete. But when the Complete arrives, our incompletes will be canceled.” (1 Corinthinas 13: 4-8)

(If you want the access to great and free resources and courses, just download the app MessengerX)

Eu sou amado!

Foto por Lisa em Pexels.com

Ei pessoal! Como vocês estão?

Inspirada pelo curso “ I am” (Eu sou!) do MessengerX , decidi compartilhar aqui algumas percepções e encorajamento que eu recebi dessa aula hoje! Aproveite =)

“Eu sou amado, então eu amo sem reservas!”

O amor de Deus é o tipo de amor de Pai, que não podemos aprender com os ensinamentos dos outros. É um presente incrível que devemos aceitar e experimentar por nós mesmos!

Quanto a mim, eu posso dizer que foi nos meus momentos mais difíceis que pude provar e experimentar o quão poderoso e profundo é o Seu amor por mim! É quando me sinto fraca, sem esperança, cansada e confusa, que mais facilmente me permito abrir meu coração e receber o Amor que me sustenta e conforta, que me faz continuar!

Eu não preciso me render a esses sentimentos e desistir. Tenho a oportunidade de enfrentar mais um dia, sob a luz do amor reconfortante de Deus! Eu sou fortalecida diariamente por Sua Presença!

Quando realmente entendemos que somos amados pelo nosso Pai celestial, e mais, que fomos criados PELO AMOR para SERMOS AMADOS, então podemos amar de um lugar de descanso e confiança: Não importa o resultado, já carregamos o Amor perfeito dentro de nós! Somos chamados pra viver de (um lugar de) pleno amor, não para receber amor. Portanto, podemos dizer: “Eu sou amado, então eu amo sem reservas!”

Não se trata de “o que posso fazer pra Deus?” (para merecer Seu amor), mas em vez disso, “o que Deus já fez por mim?” Para que possamos abraçar a verdade de que Ele nos amou tanto que deu Seu único Filho, para pagar por nossos pecados e nos reconectar ao Seu amor e Presença! Podemos amar de um lugar de descanso e segurança Nele!

Só podemos acreditar e confiar em Deus quando sabemos, verdadeiramente, com todo o nosso coração e mente, que somos amados!

Pessoas que foram feridas têm dificuldades em acreditar em Deus, porque não acreditam que são verdadeiramente amadas por Ele! Então, deixe-me dizer isso claramente: Não importa o que você passou, o que você fez ou o que as pessoas fizeram com você, Deus o ama muito e Seus braços estão abertos para você!

O amor…acredita em todas as coisas!”

O amor acredita no melhor dos outros, no melhor resultado a longo prazo. Não há decepção no perfeito amor de Deus! Quando carregamos este amor, encorajamos e esperamos o melhor, mesmo quando as coisas não acontecem do nosso jeito! Porque sabemos que no final “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus! (Que nos ama de volta=).

“Não tenha medo,
 pois eu estou com você,
do oriente trarei seus filhos
e do ocidente ajuntarei você.
Direi ao norte: Entregue-os!
e ao sul: Não os retenha.
De longe tragam os meus filhos,
 e dos confins da terra as minhas filhas;
7todo o que é chamado pelo meu nome,
 a quem criei para a minha glória,
 a quem formei e fiz”.
(Isaías 43:7)

“Eu sou PROTEGIDO(A) pela verdade de que nada pode escapar do alcance do amor do meu Pai!”

Como eu disse antes, quando percebemos que somos verdadeiramente amados, podemos ser nós mesmos e agir a partir desse lugar de descanso e confiança, livres do medo do fracasso e da rejeição! Porque, não importa o resultado, as coisas estarão trabalhando para o bem dos filhos e filhas de Deus! Estamos rodeados por este Amor que pode alcançar, curar e mudar tudo: circunstâncias, mentes, corações, pessoas!

Viver desse lugar de amor imensurável é um processo de aprendizagem! Não tenha tanta pressa! Dê um passo de cada vez, percebendo que Deus virá ao seu encontro, todas as vezes! E dia após dia, você verá e experimentará Sua fidelidade e cuidado, das formas mais detalhadas e surpreendentes possíveis!

Entregue todos os seus medos, preocupações, planos e sonhos a Ele e deixe este processo começar! Você nunca se arrependerá de confiar no amor de Deus!

Tenha um excelente dia, cercado pelo amor do seu Pai! Até.

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará.  Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos; quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.” (I Coríntios 13)

(Se você quer ter acesso a cursos e recursos excelentes e gratuitos, baixa o aplicativo MessengerX aqui! )

Como ser intencionais enquanto esperamos?!

“Eu esperei e esperei e esperei um pouco mais,
pacientemente, sabendo que Deus viria por mim.
Então, por fim, Ele se INCLINOU e ouviu meu choro.
2 Ele se inclinou para me tirar do perigo
da cova desolada em que eu estava,
para fora da confusão lamacenta em que eu havia caído.
Agora ele me colocou em um lugar firme e seguro
e me firmou enquanto eu caminho ao longo de seu caminho ascendente.
3 Uma nova música para um novo dia surge em mim
toda vez que penso em como Ele me ajuda!
Louvor extático jorra da minha boca até
todos ouvem como Deus me libertou.
Muitos verão seus milagres;
eles ficarão maravilhados com Deus e se apaixonarão por ele!
4 Bênção após bênção vem para aqueles que amam e confiam no Senhor.
Eles não vão cair,
pois eles se recusam a ouvir as mentiras dos orgulhosos.
5 Ó Senhor, nosso Deus, ninguém se compara a Ti.
Todas essas obras e milagres maravilhosos são encontrados com você!
E você pensa em nós o tempo todo
com suas inúmeras expressões de amor –
superando nossas expectativas!
6 Não são os sacrifícios que realmente movem seu coração.
Holocaustos, ofertas pelo pecado – não é isso que te traz alegria.
Mas quando você abre meus ouvidos e fala profundamente comigo,
Eu me torno o seu servo voluntário, o seu prisioneiro de amor para toda a vida. “Salmo 40: 1-6 (Para o Puro e Brilhante – Uma canção de louvor poético, do Rei Davi-Versão “A mensagem”)

Olá pessoal!

Como hoje é uma data meio dramática para algumas pessoas (dia dos namorados…rs), eu resolvi repostar algumas dicas práticas pra quem ainda tá vivendo no “tempo de espera” da vida de solteiro!

Tempo de espera não quer dizer tempo de passividade! Todos nós podemos nos exercitar e investir em nós e no nosso futuro enquanto esperamos! Seja a “pessoa certa” ou o cumprimento de qualquer outro sonho!

Espero que essas dicas te ajudem! 😉

Todos nós temos períodos de espera.

Momentos em que parece que nada acontece ou que, o que esperávamos que acontecesse era o oposto do que de fato ocorreu.

Se você é um seguidor de Cristo, você definitivamente tem promessas para sua vida. Coisas que Deus falou ou mostrou que aconteceriam, certo? Mas talvez você não tenha visto nada disso, ainda.

Por isso, hoje eu quero encorajar você, que tem promessas ou sonhos que deseja realizar, a ser INTENCIONAL no seu processo de espera!

É importante não ser passivo enquanto se espera por algo. Precisamos nos posicionar no lugar certo com a MENTALIDADE certa, para que possamos alcançar o futuro que desejamos.

Aqui estão algumas dicas práticas que você pode realizar enquanto espera:

1.Estabeleça metas:

É essencial saber o que você quer para sua vida, no curto, médio e longo prazo; E desenvolver um plano para que isso aconteça! Faça uma lista para começar e, tenha um “mural dos sonhos e objetivos” (talvez num quadro) ou algo que te inspire todos os dias! Você não precisa ter toda a sua vida planejada, não é isso! Mas precisamos saber pra onde queremos ir!


2.Passe tempo com as “pessoas certas”:

Se você deseja crescer e atingir grandes objetivos, precisa estar perto das pessoas certas. Pessoas que pensam grande,que tem coragem e experiências a compartilhar com você. Algo que te inspire a crescer e melhorar em determinadas áreas.

Também te aconselho a não perder seu tempo com pessoas que estão sempre te deprimindo e sendo negativas, pessoas que não têm objetivos e planos para suas vidas. Escolha sabiamente os seus amigos e companhias!


3.Melhore suas habilidades!

Se você quer ser ótimo em alguma coisa, precisa investir tempo e dinheiro nisso! Não espere que as coisas aconteçam sem nenhum esforço.

Se você quer ser músico, escritor ou ter seu próprio negócio, por exemplo, você precisa investir em suas habilidades e seguir as pessoas certas da área. Pessoas que já fracassaram, mas nunca desistiram e em algum momento, alcançaram o “sucesso”, de acordo com seus objetivos.

Não poupe tempo ou esforços nos seus sonhos, se você realmente quer algo, vá em frente com tudo o que você tem!


4. Invista tempo em boas leituras!

Conhecimento é poder, certo? Se você quer se destacar em algo, você precisa “mergulhar” no conteúdo certo! Pare de perder tempo nas redes sociais e enfie o seu nariz nos livros certos!

Se você é cristão, tenho que dizer: Você precisa de mais tempo lendo a Bíblia, não importa qual seja o seu objetivo. A Palavra de Deus é nosso principal nutriente, não a negligencie!

A Bíblia não é apenas um livro, é um manual para todas as áreas de nossas vidas. (Isso não significa que você não precise ler outros livros também).


5.Envolva-se!

Se você deseja aprimorar seus conhecimentos e habilidades, participe das coisas! Converse com pessoas que podem te ajudar, invista em novas experiências que te ajudem a atingir seus objetivos;

Passe algum tempo servindo aos outros e obtendo experiências enriquecedoras. Não espere pela “oportunidade certa”, crie a oportunidade conforme você aproveita todas as chances de se tornar melhor em seu campo, ou em áreas relacionadas.


6.Exercite-se!

Em tempos de confinamento, encorajo você a encontrar e investir em alguma atividade física que o ajude a manter uma rotina saudável. Pode ser um esporte que você goste ou qualquer outr atividade física! (você também pode fazer bons exercícios de casa, seja criativo!)

7.Invista na sua saúde psicológica e espiritual!

Somos formados de corpo, alma e espírito! É importante cuidarmos de cada um para termos uma vida saudável e produtiva!

Alimente sua alma e seu espírito com a comida certa e você será capaz de passar pelos dias e momentos ruins da jornada!

Isso significa que você tem que ser sábio e escolher com cuidado o que você consome durante o dia! Se algo está fazendo mais mal do que bem para você, corte-o!

Pode ser mídia social, pessoas/ambientes tóxicos, conteúdo ruim e todas as coisas que deixam você estressado, ansioso ou negativo!

Reserve um tempo para alimentar sua mente com um bom conteúdo: Leia a Bíblia ou outro bom livro. Algo que vai expandir seus horizontes, dando-lhe esperança e uma perspectiva positiva de vida!

Descanse! Isso é mais importante do que podemos imaginar.

Não se trata apenas de descansar seu corpo e ter uma boa noite de sono. Descanse sua mente, aproveite um tempo de silêncio, ouça uma música calma ou tire um tempo para meditar e curtir a natureza, por exemplo!

Ore e ouça a Deus! É mais simples do que a maioria das pessoas pensam!

Se você estiver disposto a ouvir, Ele falará com você! Pode acontecer de várias maneiras diferentes, porque Deus é criativo! Ele usa formas específicas para falar com cada um de nós: por meio de Sua Palavra, a bíblia, mas também por meio da natureza, das canções, de sentimentos de paz, alegria e assim por diante.

Basta estar aberto, disponível para ouvir a Sua voz. Dedique tempo, invista neste relacionamento e você ficará surpreso com o que pode acontecer!

8. Confronte suas falhas e arrependa-se!

Todos nós temos características negativas da nossa personalidade! Coisas que precisamos trabalhar para melhorar, nos arrepender de alguns comportamentos e mudar! Pra isso podemos contar com a ajuda do Espírito Santo! Não tenha vergonha de confessar suas falhas e ser honesto com Deus e com as outras pessoas sobre os seus erros!

Quanto mais honestos e vulneráveis nós somos, mais Deus trabalha em nós e mais as pessoas se tornam dispostas e nos entender e nos estender graça! Todos nós estamos em constante processo se crescimento! Aproveite esse tempo de espera para melhorar e se tornar mais maduro!

Assim, quando a hora chegar, você estará pronto pra abraçar e tomar conta daquilo que você esperou( e se preparou) por tanto tempo!

Tenha um ótimo fim de semana!

Portanto, digo à minha alma:
“ Não desanime. Não se perturbe.
Eu sei que meu Deus virá ao meu socorro. ”
Então eu terei muitos motivos para louvá-lo novamente.
Sim, viver diante de sua face é minha graça salvadora! “Salmo 42:11

Our most precious good!

Above all else, guard your heart,  for everything you do flows from it.” Proverbs 4:23

Hey friends!

Today I want to talk about our most preciuos good, something that can affect everything in our lives and also, it can be stole: Our heart!

Why is soimportant to guard our hearts and keep it safe? The bible says a lot of things about it! For example:

For where your treasure is, there your heart will be also.” Mathew 6:21

Who may ascend the mountain of the Lord?
    Who may stand in his holy place?
The one who has clean hands and a pure heart,
    who does not trust in an idol
    or swear by a false god.

Our hearts contains our emotions, desires(good and bad), and it also feeds our hopes and dreams! It can be pure and soft or it can be hardened and evil! It is like a fountain that floods into our body!

If we allow it to be filled with greed, jelousy, fear and disbelief, that will affect our whole perspective, our actions and thoughts! That means that our lives will be driven by it, to the wrong direction!

However, if we choose to feed our hearts with the Word of God, and protect it with faith on His promises( like a shield!), we going to see and perceive all the things in our lives in a wise and hopeful way! The Word says: “As a man think in his heart so he is!”

Guarding our hearts means that we going to be alert and vigilant about any root of bitterness, resentment, fear and greed that can come with the challenges of our lives! When you feel that coming, just be honest with yourself and with God and surrencder that to Him, so you can be healed! God delights in a honest and humble heart:

You do not delight in sacrifice, or I would bring it;
    you do not take pleasure in burnt offerings.
17 My sacrifice, O God, is[b] a broken spirit;
    a broken and contrite heart
    you, God, will not despise.
( Psalm 51:16-17)

God wants to be the faithful guardian of our hearts! He wants to guide our emotions, hopes and dreams! He is the One that the can cast away all the fear from it! Just surrender all your burdens to Him, and He will lead you through the right direction!

Teacher, which is the greatest commandment in the Law? Jesus replied: “‘Love the Lord your God with all your heart and with all your soul and with all your mind.’[c] 38 This is the first and greatest commandment. (Mathew 22:37)

That’s all folks. Have a nice day!

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Nosso bem mais precioso: O coração! s2

Acima de tudo, guarde seu coração,
pois tudo o que você faz flui dele.” Provérbios 4:23

Olá amigos!

Hoje eu quero falar o nosso mais precioso bem, algo que pode afetar tudo em nossas vidas e também, pode ser roubado: Nosso coração!

Por que é tão importante proteger nossos corações e mantê-los seguros? A bíblia fala muito sobre isso! Como por exemplo:

Onde estiver o seu tesouro, lá estará também o seu coração .” Mateus 6:21

Quem pode subir ao monte do Senhor?
Quem pode permanecer no seu lugar santo?
4 Aquele que tem as mãos limpas e um coração puro, que não confia em ídolos
ou jura por um deus falso.

Nosso coração guarda nossas emoções, desejos (bons e maus),intenções e também nossos sonhos e esperanças! Pode ser puro e suave ou pode ser endurecido e maligno! É como uma fonte que inunda todo o corpo!

Se permitirmos que seja preenchido com ganância, ciúme, medo e descrença, isso afetará toda a nossa perspectiva, nossas ações e pensamentos! Isso significa que nossas vidas serão conduzidas por ele, na direção errada!

No entanto, se escolhermos alimentar nossos corações com a Palavra de Deus e protegê-lo com a fé em Suas promessas (como um escudo), veremos e perceberemos todos as coisas em nossas vidas de uma forma sábia e esperançosa! A Palavra diz: “Como um homem pensa em seu coração, assim ele é!”

Proteger nossos corações significa que estaremos alertas e vigilantes contra toda raiz de amargura, ressentimento, medo e ganância que possa surgir com os desafios que enfrentamos nas nossas vidas! Quando você sentir que isso está chegando, apenas seja honesto com você mesmo e com Deus e entregue tudo a Ele, para que você possa ser curado! Deus se agrada de um coração honesto e humilde:

Você não tem prazer em sacrifícios, ou eu o traria;
você não tem prazer em holocaustos.
17 Meu sacrifício, ó Deus, é [ b ] a espírito quebrantado;
um coração quebrantado e contrito
você, Deus, não desprezará.
(Salmo 51: 16-17)

Deus deseja ser o guardião fiel de nossos corações! Ele quer guiar nossas emoções, esperanças e sonhos! Ele é quem que pode expulsar todo o medo! Apenas entregue todos os seus fardos a Ele, e Ele o guiará na direção certa!

Mestre, qual é o maior mandamento da Lei? Jesus respondeu: “’Ame o Senhor seu Deus com todo o seu coração, com toda a sua alma e com toda a sua mente.’ [ c ] 38 Este é o primeiro e maior mandamento. (Mateus 22:37).

Reflita sobre isso hoje. Tenha um ótimo dia!

A life of God-worship!

If God gives such attention to the appearance of wildflowers—most of which are never even seen—don’t you think he’ll attend to you, take pride in you, do his best for you? What I’m trying to do here is to get you to relax, to not be so preoccupied with getting, so you can respond to God’s giving . People who don’t know God and the way he works fuss over these things, but you know both God and how he works. Steep your life in God-reality, God-initiative, God-provisions. Don’t worry about missing out. You’ll find all your everyday human concerns will be met.” Matthew 6:30-33 MSG

Hey friend! How are you doing?!

I Hope you are doing well, but if you are facing a anxious time in your life, if you are waiting (for so long) for something to happen and, sometimes you even think that it is not going to happen, because you can’t see a way, well, this post may be for you!

I know what it feels like to be overhelmed by anxiety! It is not a good place to be! That’s why Jesus encourages us to RELAX and trust in God’s timing for us!

When we are anxious, worried about getting something, we usually don’t pay attention in what God is already doing for us! Our mind is so busy all the time, that we can’t hear His whisper: ‘Hey son, hey daughter, calm down, I got this!’

Look back to your own journey: Haven’t God being faithful?! How many times He rescued you, conforted you and carried you when you were to tired to keep walking?

I know that every challenge seems different, that we all have fear of the unknowm, but God is the same! Yesterday, today and forever!

Don’t be so preoccupied in getting, just rest on God’s giving! Today He is giving you grace to walk through it, no matter what you are facing in you life. He got you!

While the world tells you the opposite, that you need to hurry up, accomplish all that to do list, climbing to the top in your own strength, God is saying: For those who love me, I provide while they are sleeping!(Psaml 127)

God is faithful! He does things in a way that we don’t expect or understand, but His ways are perfect, He is never late!

He will use every opportunity and challenge in our lives to teach us to be strong and build our character! So we can help others, showing the way, making the path plain for those who are wounded and tired, so they don’t stumble and fall!

Don’t give up! He is fighting for you! All our struggles are a training, a testimony of the faithfulness and mercy of God, so we can inspire others and draw them close to Jesus!

When you feel discouraged and tired, just lean on Him, rest on His Presence and renew your strength. You were not designed to quit! Be brave.

But me he caught—reached all the way from sky to sea; he pulled me out Of that ocean of hate, that enemy chaos, the void in which I was drowning. They hit me when I was down, but God stuck by me. He stood me up on a wide-open field; I stood there saved—surprised to be loved! God made my life complete when I placed all the pieces before him. When I got my act together, he gave me a fresh start. Now I’m alert to God ’s ways; I don’t take God for granted. Every day I review the ways he works; I try not to miss a trick. I feel put back together, and I’m watching my step. God rewrote the text of my life when I opened the book of my heart to his eyes.” Psalm 18:16‭-‬24 MSG

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Uma vida de adoração a Deus!

Foto por Johannes Plenio em Pexels.com


“Se Deus dá tanta atenção ao aparecimento de flores silvestres – muitas das quais nunca são vistas – você não acha que ele vai cuidar de você, se orgulhar de você, fazer o melhor por você? O que estou tentando fazer aqui é com que você relaxe, não fique tão preocupado em receber, para que possa responder à dádiva de Deus. Pessoas que não conhecem a Deus e a maneira como ele trabalha se preocupam com essas coisas, mas você conhece a Deus e sua maneira de agir. Mergulhe sua vida na realidade de Deus, na iniciativa de Deus, nas provisões de Deus. Não se preocupe com as perdas. Você descobrirá que todas as suas necessidades diárias serão atendidas. “Mateus 6: 30-33 MSG

Ei, amigo! Como você está?!

Espero que você esteja bem! Mas, caso você está esteja passando por um momento de ansiedade, se está esperando (tanto tempo) que algo aconteça e, às vezes, você até pensa que não vai acontecer, porque você não enxerga uma maneira, bem, este post pode ser para você!

Eu sei o que é ser consumida pela ansiedade! Não é um bom lugar para se estar! É por isso que Jesus nos encoraja a RELAXAR e confiar no tempo de Deus para nós!

Quando estamos ansiosos, preocupados em conseguir algo, geralmente não prestamos atenção no que Deus já está fazendo por nós! Nossa mente está tão ocupada o tempo todo, que não conseguimos ouvir Seu sussurro: ‘Ei filho, acalme-se, eu cuido disso!’


Relembre sua própria jornada: Deus não tem sido fiel?! Quantas vezes Ele te resgatou, confortou e te carregou quando você estava cansada demais pra continuar caminhando?!

Sei que cada desafio parece diferente, que todos temos medo do desconhecido, mas Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre!

Não se preocupe tanto em conseguir algo, apenas descanse nas dádivas de Deus pra você! Hoje Ele está te dando graça para passar por isso, não importa o que você esteja enfrentando na sua vida. Ele te segura!

Enquanto o mundo te diz o contrário, que você precisa se apressar, cumprir toda a sua lista, subir ao topo na sua própria força, Deus está dizendo: Para aqueles que me amam, eu concedo enquanto eles dormem! (Salmo 127)

Deus é fiel! Ele faz as coisas de uma maneira que não esperamos ou entendemos, mas Seus caminhos são perfeitos, Ele nunca se atrasa!

Ele usará todas as oportunidades e desafios em nossas vidas para nos ensinar a ser fortes e pra construir nosso caráter! Deus nos ensina para que possamos ajudar os outros, mostrando o caminho, tornando o caminho mais suave para os que estão feridos e cansados, para que eles não tropecem e caiam!

Não desista! Ele está lutando por você! Todas as nossas lutas são um treino, um testemunho da fidelidade e da misericórdia de Deus, para que possamos inspirar os outros e aproximá-los de Jesus!

Quando você se sentir cansado e desencorajado, descanse Naquele que é fiel pra cumprir o que prometeu. Não desista,

Mas Ele me pegou – alcançou todo o caminho do céu ao mar; ele me puxou para fora daquele oceano de ódio, daquele caos inimigo, do vazio em que eu estava me afogando. Eles me atingiram quando eu estava caído, mas Deus ficou comigo! Ele me colocou em um campo aberto; eu fiquei ali salvo – surpreso por ser amado! Deus fez minha vida completa quando coloquei todas as peças diante dele. Quando eu me recompus, ele me deu um novo começo. Agora estou alerta para os caminhos de Deus; não subestimo seu poder . Todos os dias relembro como ele trabalha; tento não perder as pistas. Sinto-me recomposto, e estou vigiando meus passos. Deus reescreveu o texto da minha vida, quando abri o livro do meu coração diante dele.” Salmo 18: 16-24 MSG

“O problema de fulano…”

“Suponho que sete em cada dez dos que leem essas palavras enfrentam algum tipo de dificuldade com relação a um outro indivíduo da espécie humana. Seja alguém no trabalho ou no lar, seja o patrão ou o funcionário, sejam as pessoas com quem se divide a casa ou aquelas em cuja casa se habita, sejam sogros, pais ou filhos, seja a esposa ou o marido- alguém está dificultando a sua vida mais do que o necessário nesses últimos dias. Nós não costumamos mencionar essas dificuldades (especialmente as domésticas) para estranhos. Porém, às vezes fazemos isso. Um colega nos pergunta porque estamos tão mal-humorados, e a verdade nos escapa.

Em tais ocasiões, o colega geralmente diz: “Mas por que você não conversa com ela? Por que você não se abre com a sua esposa( ou seu marido, ou seu pai, ou sua filha, ou seu chefe, ou seu proprietário do imóvel ou seu inquilino)? As pessoas costumam ser razoáveis. Você só precisa fazer com que elas enxerguem as coisas sob o ângulo certo. Explique de uma maneira sensata, tranquila, amigável”. E nós, independentemente do que respondamos, lá no fundo pensamos com tristeza: “É porque ele não conhece fulano”.

Nós conhecemos, nós sabemos como é absolutamente impossível fazer com que ele dê lugar à razão. Nós já tentamos até cansar; ou, então, nunca tentamos por estar cientes, desde o início, de que seria em vão. Sabemos que, se procurarmos “nos abrir com fulano”, uma das seguintes coisas acontecerá: Ou haverá “drama”; ou fulano nos olhará com completo espanto e dirá: “Não faço a mínima ideia do que você está falando”; ou (o que talvez seja a pior alternativa) fulano concordará conosco e prometerá mudar de atitude- porém, no dia seguinte, será exatamente o mesmo de antes.

Você sabe que qualquer tentativa de conversar com essa pessoa será frustrada pela antiga e fatal falha existente no caráter dela. Além disso, ao olhar pra trás, você se lembra de como todos os seus planos sempre foram frustrados por essa falha fatal- pelo incurável ciúmes, ou pela preguiça, ou pelo melindre, ou pela confusão, ou pelo autoritarismo, ou pela irritabilidade, ou pela inconstância de fulano. Até certa idade, você talvez tenha nutrido a ilusão de que alguma felicidade externa- uma melhoria na saúde, um aumento no salário, o fim da guerra- resolveria sua dificuldade. Mas agora você sabe que não é assim.

A guerra acabou, e você percebe que, mesmo que as outras coisas acontecessem, fulano ainda seria fulano, e você continuaria enfrentando o mesmo problema de sempre. Mesmo se ficasse milionário, seu marido continuaria sendo opressor, sua esposa continuaria sendo implicante, seu filho continuaria bebendo ou sua sogra continuaria morando com você.

É um grande passo entender que é assim que as coisas funcionam e enfrenar o fato de que, mesmo se todos os fatores externos contribuíssem, a verdadeira felicidade ainda dependeria do caráter das pessoas com quem temos de viver- e não podemos modificar o caráter delas. Agora vem a questão. Ao passar por isso, temos, pela primeira vez, um vislumbre de como deve ser para Deus. Afinal, naturalmente, é a este tipo de coisa(de certa forma) que o próprio Deus se opõe.

Ele providenciou um mundo belo e abundante para as pessoas viverem. Ele lhes deu inteligência para entender como este mundo pode ser usado e consciência para saber como ele deve ser usado. Deus idealizou as coisas de que as pessoas necessitam para a vida biológica( comida, bebida, descanso, sono, exercício) de modo a serem prazerosas.

E, após tudo isso, vê todos os seus planos sendo arruinados- assim como nossos pequenos planos são arruinados- pela perversão delas. Tudo aquilo que Ele lhes deu para que fossem felizes é transformado em ocasião para brigas, ciúmes, excessos, acúmulos e parvoíces.

Talvez você diga que a situação é muito diferente para Deus, pois Ele poderia, se quisesse, alterar o caráter das pessoas, ao passo que nós não temos esse poder. No entanto, esta diferença não é tão profunda quanto poderíamos imaginar a princípio. Deus estabeleceu como regra para si, que não modificaria o caráter das pessoas a força.

Ele o pode fazer e o fará somente se elas o permitirem, verdadeiramente limitando, desse modo, seu poder. Às vezes, nós nos perguntamos por que ele fez isso ou até mesmo gostaríamos que ele não o tivesse feito. Mas, ao que tudo indica, ele acha que vale a pena.

Ele prefere ter um mundo de seres livres, com todos os riscos que isso implica, a um mundo de pessoas que agem corretamente como máquinas pelo simples motivo de serem incapazes de agir de outra maneira. Quanto mais conseguimos imaginar como seria um mundo de seres automáticos perfeitos, mais, creio eu, enxergamos a sabedoria dele.

Eu afirmei que, quando todos os nossos planos são arruinados pelo caráter das pessoas com as quais temos de lidar, estamos, em certo sentido, vendo como esta situação deve ser para Deus. Mas apenas em certo sentido. Há dois aspectos em que o ponto de vista de Deus é muito diferente do nosso.

Em primeiro lugar, ele vê (como você) que todas as pessoas em sua casa ou no seu trabalho são, em graus variados, inadequadas ou difíceis; mas ao olhar para essa mesma casa, essa mesma fábrica ou esse mesmo escritório, ele vê mais uma pessoa com o mesmo problema- uma pessoa que você mesmo não vê. Refiro-me, é claro, a você mesmo. Este é o grande passo seguinte na sabedoria: perceber que você também é exatamente esse tipo de gente.

Você também tem uma falha fatal no seu caráter. Todas as esperanças e planos dos demais foram frustrados repetidas vezes pelo seu caráter, assim como suas esperanças e planos foram arruinados pelo caráter deles.

Não é bom, de modo algum, minimizar essa realidade com uma confissão geral e vaga, do tipo: ” É claro, eu sei que tenho falhas.” É importante perceber que há uma falha realmente fatal em você, algo que provoca nos demais o mesmo sentimento de desespero gerado pelas falhas deles. E ela é quase certamente algo que você desconhece- assim como aquilo que os anúncios chamam de “halitose”: todos notam, menos o próprio indivíduo.

Mas por que, talvez você me pergunte, os outros não lhe contaram? Acredite em mim: eles tentaram contar muitas vezes, mas você não conseguiu aceitar.

Talvez uma boa medida daquilo que você chama de “implicância”, “mau-humor” ou “estranheza” da parte deles sejam apenas tentativas de fazê-lo ver a verdade. Além disso, você não conhece a fundo nem as falhas de que já tem consciência. Você diz: “Admito que perdi a cabeça ontem à noite”, mas os outros sabem que você sempre faz isso; que é, de modo geral, alguém mal-humorado. Você diz: “Admito que bebi muito sábado passado”, mas todos os demais sabem que você é um bêbado habitual.

Esse é um aspecto em que o ponto de vista de Deus difere do meu. Ele vê o caráter de todos; eu vejo o de todos, exceto o meu. Porém, a segunda diferença é esta: ele ama as pessoas apesar de suas falhas. Ele não deixa de amá-las. Ele não as abandona. E não venha me dizer: “Para ele é fácil, pois não tem de conviver com elas.” Ele tem, sim. Ele está tanto dentro quanto fora delas.

Ele está com elas de modo muito mais íntimo, próximo e incessante do que jamais poderemos estar. Cada pensamento vil na mente das pessoas( e na nossa), cada momento de maldade, inveja, arrogância, ganância e presunção confrontam seu amor paciente e intenso e entristecem seu espírito mais do que o nosso.

Quanto mais pudermos imitar a Deus em ambos esses aspectos, mais progresso faremos. Devemos amar mais o indivíduo que nos causa problema e aprender a olhar para nós como pessoas exatamente iguais. Alguns consideram mórbida a atitude de estar sempre pensando nas próprias falhas. Isso seria bem verdade se a maioria de nós conseguisse parar de pensar nas próprias falhas sem imediatamente começar a pensar na falha dos outros. Infelizmente, gostamos de pensar nas falhas dos outros; e, no sentido apropriado da palavra “mórbido”, este é o prazer mais mórbido do mundo.

Nós não gostamos de receber limites, mas sugiro uma forma de limite que deveríamos impor a nós mesmos: Devemos abstermos de pensar sobre as falhas dos outros, a menos que nosso dever como professor ou pai torne necessário fazê-lo. Sempre que esses pensamentos impróprios surgirem, por que não simplesmente afastá-los e pensar, em vez disso, nas nossas próprias falhas? Afinal, nesse caso, com a ajuda de Deus, é possível fazer algo.

De todas as pessoas inadequadas na sua casa ou em seu trabalho, existe apenas uma que você pode melhorar muito. Esse é o fim prático do qual devemos partir. E é melhor que o façamos. Teremos de lidar com isso algum dia e, quanto mais adiarmos a tarefa, mais difícil será começar.

Qual é a alternativa, afinal? Vemos com clareza que nada, nem mesmo Deus com todo o seu poder, pode fazer alguém realmente feliz enquanto o indivíduo continuar sendo invejoso, egoísta e maldoso.

Tenha certeza de que há algo dentro de nós que, a menos que seja alterado, é capaz de tirar do alcance de Deus o poder de evitar que sejamos eternamente infelizes. Enquanto este algo permanecer aqui, não poderá haver céu para nós, da mesma maneira que não pode haver bons aromas para alguém resfriado nem música para o surdo. Não é uma questão de Deus nos “mandar” para o inferno.

Em cada um de nós, há algo crescendo que, em si mesmo, será o inferno a menos que seja arrancado pela raiz. O assunto é sério. Coloquemo-nos nas mãos Dele de uma vez por todas- hoje mesmo, agora mesmo.” (C.S LEWIS- “Deus no banco dos réus”; O problema de fulano.)

“Have I not commanded you? Be strong and courageous!”

After the death of Moses the servant of the Lord, the Lord said to Joshua son of Nun, Moses’ aide: “Moses my servant is dead. Now then, you and all these people, get ready to cross the Jordan River into the land I am about to give to them—to the Israelites. I will give you every place where you set your foot, as I promised Moses. Your territory will extend from the desert to Lebanon, and from the great river, the Euphrates—all the Hittite country—to the Mediterranean Sea in the west. No one will be able to stand against you all the days of your life. As I was with Moses, so I will be with you; I will never leave you nor forsake you. Be strong and courageous, because you will lead these people to inherit the land I swore to their ancestors to give them.” (Joshua 1:1-6)

Hey you! How are you doing?

Today I want to share with you guys, about the COURAGE to keep going!

I love this passage where the Lord says to Joshua to be brave and courageous!(3 times..) but also that, He, the Lord Almighty, was with him, taking care of everything and opening the way!

How amazing is that?

Well, to be honest I have to say that, every time the Lord spoke to me with this passage, I was in a hard situation and feeling discouraged! Despite of how great those words are, sometimes we just can’t see with the right perspective. Do you know what I mean?!

Maybe you are facing a hard situation right now: an illness, a financial struggling, maybe you are feeling alone or without a way out, I don’t know. But if you are dealing with something difficult at this point, maybe you don’t feel so encouraged by something like this, I know because I did not (In some situations. )

Being persistent(and consistant) it is not a easy task. I know for me, that during my walk I wanted to give up a lot of times. And during those times, even when the Lord spoke to me about His promises, sometimes I doubted it.

This is why I decided to share this passage. It is not easy to go through some seasons of change. If you think about Joshua, he had to replace a great leader and assume a hard task to take the people of Israel to the promise land!

How terrified he was? I imagine that he was really terrified, because God spoke 3 times the same thing to him: Be strong and corageous, you are not alone, I am here with you!

No matter how great is your struggle right now, you are not alone! Don’t let the circunstances compromise your judgment, trust in the Lord’s promises for your life!

Bring to your mind what can give you hope, and embrace all His promises to you!

I can tell that God already rescued me from a lot of bad situations, where there was no way out!And He is fulfilling all His promises to me, one by one!

It is not easy to be patient and have faith, but it is possible! And you are not going to regret this.Remember that you don’t need to carry all the weight alone, you have a friend and a conselour, always available to help you. Just ask for help!

Be strong and corageous! And all the promises to your life will become true. Just keep walking!

Be strong and very courageous. Be careful to obey all the law my servant Moses gave you; do not turn from it to the right or to the left, that you may be successful wherever you go. Keep this Book of the Law always on your lips; meditate on it day and night, so that you may be careful to do everything written in it. Then you will be prosperous and successful. Have I not commanded you? Be strong and courageous. Do not be afraid; do not be discouraged, for the Lord your God will be with you wherever you go.“(Joshua 1:7-9)

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

“Não fui Eu que te ordenei? Sê forte e corajoso!”

Depois da morte de Moisés, o servo do Senhor, o Senhor disse a Josué, filho de Num, ajudante de Moisés: 2“ Moisés, meu servo, está morto. Agora, então, você e todas essas pessoas, preparem-se para cruzar o rio Jordão para dentro a terra que estou prestes a dar a eles – aos israelitas. 3 Eu te darei todos os lugares onde você colocar seus pés, como prometi a Moisés. 4 Seu território se estenderá do deserto ao Líbano, e do grande rio, o Eufrates – todo o país hitita – até o mar Mediterrâneo, a oeste. 5 Ninguém poderá resistir a você todos os dias de sua vida. Como estive com Moisés, estarei com você; nunca te deixarei nem te desamparar. 6 Sê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que jurei aos seus antepassados ​​lhes dar. ” (Josué 1: 1-6)


Ei você! Como estão as coisas por aí?

Hoje eu quero compartilhar com você sobre a CORAGEM pra continuar!

Eu amo essa passagem onde o Senhor diz a Josué para ser valente e corajoso! (3 vezes…). Não só isso, mas também que Ele, o Senhor Todo-Poderoso, estava com ele, cuidando de tudo e abrindo o caminho!

Isso não é incrível?!

Bem, para ser honesta, eu tenho que dizer que toda vez que o Senhor falou comigo com essa passagem, eu estava em uma situação difícil e me sentindo bem desanimada! Apesar do quão incríveis essas palavras são, às vezes simplesmente não conseguimos enxergar com a perspectiva certa, não nos sentimos reanimados. Você entende o que eu quero dizer?

Talvez você esteja passando por uma situação difícil agora: Uma doença, uma dificuldade financeira, talvez você esteja se sentindo sozinho ou sem saída, sei lá. Mas se você está lidando com algo difícil neste momento, talvez você não se sinta tão encorajado por algo assim, eu sei porque eu não me senti, muitas vezes.

Ser persistente (e consistente) não é uma tarefa fácil. Sei por mim que, durante a minha caminhada, eu tive vontade de desistir várias vezes. E durante esses momentos, mesmo quando o Senhor falava comigo sobre Suas promessas, às vezes eu ainda duvidava.

É por isso que decidi compartilhar esta passagem. Não é fácil passar por algumas estações de mudança. Se você pensar em Josué, ele teve que substituir um grande líder e assumir a difícil tarefa de levar o povo de Israel para a terra prometida!

Quão apavorado ele estava? Imagino que ele tenha ficado realmente apavorado, porque Deus falou 3 vezes a mesma coisa com ele: Seja forte e corajoso, você não está sozinho, estou aqui com você!

Não importa o quão grande seja sua luta agora, você não está sozinho! Não deixe as circunstâncias comprometerem o seu julgamento, confie nas promessas do Senhor para a sua vida! Traga à sua mente o que pode lhe dar esperança e guarde todas as promessas Dele para você!

Posso dizer que Deus já me resgatou de muitas situações ruins, onde não havia saída! E Ele está cumprindo todas as Suas promessas para mim, uma a uma!

Não é fácil ter paciência e fé, mas é possível! E você não vai se arrepender disso.

Lembre-se de que você não precisa carregar todo o peso sozinho, você tem um amigo e conselheiro, sempre disponível para te ajudar. Basta pedir ajuda!

Seja forte e corajoso! E todas as promessas para sua vida se tornarão verdadeiras. Apenas continue caminhando! (E tenha fé.)

“Seja forte e muito corajoso. Tenha cuidado para obedecer a toda a lei que meu servo Moisés lhe deu; não se desvie dela para a direita ou para a esquerda, para que você tenha sucesso onde quer que você vá. Guarde este Livro da Lei sempre nos teus lábios, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer tudo o que está escrito nele. Então serás próspero e bem sucedido. Não te ordenei? Sê forte e corajoso. Não tenhas medo; não desanime, porque o Senhor teu Deus estará com você por onde você for. ”(Josué 1: 7-9)

Are you carrying a (unnecessary) burden?

Hello friends! How are you doing? I hope you all are doing well and safe!

Today I was asking to myself what I should share here, since I was missing for a while. I heard in my heart that I should talk about burdens!

The whole thing started with me, feeling a great pain on my neck and left arm for more than a week. I took some painkillers but nothing could solve it! Then, after a while, when I was praying, God told me that I was carrying an emotional burden! Too much anxiety about the future,about things I can’t control!

I have a lot of things to be grateful for, even more in these last months. God gave me a new home, a new job and released me from a situation that I was stucked in. He did a lot of miracles in my life, and I praise Him for it!

However, like a good human being, I am always thinking about the next step, the next thing I want to accomplish. Instead of just rest and be grateful, I have the habit of always overthinking about the future! What’s next?! Do you feel like this, sometimes?

That’s why I decided to share it with you guys, and help you to identify if you are carrying an unnecessary burden! Cause we all do it, at some point of our lives.

There are some signs of it and I will share just a few of them, based in what I already experienced along the years:

1.You are always overthinking!

Yes, I am a pro on this one. I like to antecipate my suffering lol . I spend more time that I would like to, thinking about things that could happen or already happened but I can’t do anything about it. Like when you keep playing the same scene or conversation in your head. Do you know what I mean? If you do that, you are carrying a burden. Antecipate some scenarios can be useful sometimes, but when it’s a habit, it’s just anxiety.

2.You embrace problens that it’s not yours!

I confess that I am not a regular player in this particular one. But I know people who are always carryng their family problens or friends problens with them. You don’t have to embrace every situation that happens around you or around the people you love. You can and should help them, but there are limits, you don’t have to carry other people problens! Sometimes they need to learn by themselves and you, should rest.

3.You always want to be in control!

Oh boy, I like this one. I used to be a control freak ( I still am sometimes…). That kind of person who wants to know where, when, who and why! Do you identify with this one? There is no rest for people who wants to know all the answers, all the time. I had to learn (very slowly…) that I don’t know everything and I need to keep going anyway, trusting that what I can’t do or answer, God already knows for me. He is the one in control. We need to learn to rest in His ways, no matter how difficult it caN be. And it is, but worth it. Where there is no way, He makes a way!

4.You are inflexible and resist to new ideas!

Yes, I used to think that my convictions would never change when I was younger, now I laugh when I think about it! If you are a stubborn person like me, you gonna carry a lot of emotional burdens. People who are not open to change, and think they are always right tend to push people alway, ruining every relationship. Believe me, you don’t want to be this lonely and bitter person, who keep isolating herself because it is easier than change a behavior or some ideas. ( Thank God, Jesus is powerful to change us!)

5.You don’t trust anyone!

Like the previous one, this kind of behavior comes from people who are inflexible and close minded, that keep thinking their past experiences defines the future (like I used to think). If someone hurted you in the past and you keep believing that will happen again cause people are all the same, you are carrying a heavy burden.

Release your heart from this pain. Like I did, I encourage you to ask Jesus to help you forgive the past and move on. People are not always the same, some may hurt you but some of them may heal you. Give your life a chance to be free and light. You deserve to be happy despite of your past. Every wound can be heal if we trust that Our Father knows best and that He is taking care of us!

I can tell that I had been in all these situations, one more than others and it is totally useless. God called us to live a great life with Him, not a life full of anxiety.

I know that does not mean a life free of suffering, but we can chose to release what is needless in our journey! And remember that, no matter what you are going through, you can always count on Him, to help you with your burdens. Don’t carry it alone, He is excited to walk with you!

Have a nice weekend folks =)

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Você está carregando um fardo desnecessário?!

Olá pessoal! Como vocês estão? Espero que todos estejam bem e seguros!

Hoje eu estava me perguntando o que eu deveria compartilhar aqui, pois estive ausente por um tempo e ouvi no meu coração que deveria falar sobre fardos!

Isso tudo começou comigo sentindo uma forte e insistente dor no pescoço e no braço esquerdo por mais de uma semana. Tomei alguns analgésicos mas nada resolveu! Então, depois de um tempo, quando eu estava orando, Deus me disse que eu estava carregando um fardo emocional! Muita ansiedade em relação ao futuro e coisas que eu não posso controlar!

Tenho muitas coisas pelas quais ser grata! Ainda mais neste último mês. Deus me deu um novo lar, um novo emprego e me libertou de uma situação em que estava presa. Ele fez muitos milagres na minha vida ultimamente, e eu O louvo por isso!

Porém, como um bom ser humano (rs), eu estou sempre pensando no próximo passo, na próxima coisa que eu quero realizar. Em vez de apenas descansar e agradecer, tenho o hábito de sempre pensar demais no futuro! Qual é o próximo desafio?! Você também se sente assim?

Por isso eu resolvi compartilhar esse assunto com você, e te ajudar a identificar se você tá carregando um fardo desnecessário! Porque, de fato, todos nós fazemos isso em algum momento da vida.

Existem alguns indícios disso e eu vou compartilhar apenas alguns deles aqui, com base no que já vivi ao longo dos anos:

1.Você costuma “pensar demais”!

Sim,eu sou uma profissional nisso. Eu gosto de antecipar meu sofrimento rs. Passo mais tempo do que gostaria pensando em coisas que poderiam acontecer, ou já aconteceram, mas não posso fazer nada a respeito. Como quando você continua repassando a mesma cena ou conversa na sua cabeça. Você sabe o que eu quero dizer? Se você fizer isso, estará carregando um fardo. Antecipar alguns cenários pode ser útil às vezes, mas quando é um hábito, é só ansiedade mesmo.

2. Você abraça problemas que não são seus!

Confesso que eu não sou “uma jogadora regular” nesse aqui. Mas eu conheço pessoas que estão sempre levando consigo problemas de familiares ou de amigos. Você não precisa abraçar todas as situações que acontecem ao seu redor ou ao redor das pessoas que você ama. Você pode e deve ajudá-las, mas tudo tem limite. Você não precisa carregar os problemas das outras pessoas! Às vezes, eles precisam aprender por si próprios e você, deve descansar.

3.Você sempre quer estar no controle!

Ah cara, eu gosto deste. Eu costumava ser uma maníaca por controle (às vezes, ainda sou rs). Esse é o tipo de pessoa que quer saber onde, quando, como e por quê!

Você se identifica com este? Não há descanso para quem quer saber todas as respostas, o tempo todo. Eu tive que aprender (bem lentamente…) que eu não sei tudo e preciso continuar caminhando mesmo assim, confiando que o que não posso fazer ou responder, Deus já sabe por mim. Ele é quem está no controle. Precisamos aprender a descansar em Seus caminhos, não importa o quão difícil seja. E é, mas vale a pena. Onde não há caminho, Ele abre caminho!

4.Você é inflexível e resiste a novas ideias!

Sim, eu costumava pensar que minhas convicções nunca mudariam quando eu era mais jovem, agora dou risada quando penso nisso!

Se você é uma pessoa teimosa como eu, você vai carregar muitos fardos emocionais. Pessoas que não estão abertas a mudanças e pensam que estão sempre certas tendem a empurrar as pessoas para longe, arruinando todos os seus relacionamentos. Acredite, você não quer ser essa pessoa solitária e amarga, que fica se isolando porque é mais fácil do que mudar um comportamento ou algumas ideias. (Graças a Deus, Jesus é poderoso para nos mudar!)

  1. Você não confia em ninguém!

Como o anterior, esse tipo de comportamento vem de pessoas inflexíveis e de mente fechada, que ficam pensando que suas experiências passadas definem o futuro (como eu costumava pensar). Se alguém o magoou no passado e você continua acreditando que isso vai acontecer de novo porque as pessoas são todas iguais, você está carregando um fardo pesado.

Liberte o seu coração desta dor. Como eu fiz, eu te encorajo a pedir a Jesus que o ajude a perdoar o passado e seguir em frente. As pessoas não são sempre iguais, algumas podem machucá-lo, mas outras podem curá-lo. Dê a sua vida uma chance de ser livre e leve. Você merece ser feliz apesar do seu passado. Cada ferida pode ser curada se confiarmos que Nosso Pai sabe o que é melhor e que Ele está cuidando de nós!

Posso dizer que já estive em todas essas situações, em algumas mais do que outras, e é totalmente inútil. Deus nos chamou para viver uma vida incrível com ele, não uma vida de ansiedade.

Eu sei que isso não significa uma vida livre de sofrimento, mas podemos escolher liberar o que é desnecessário em nossa jornada! E lembre-se de que, não importa o que você esteja passando, você sempre pode contar com Ele, para ajudá-lo com seus fardos. Não o carregue sozinho, Ele está animado para caminhar com você!

Tenham um bom fim de semana pessoal =)

The educational system: How it affects youth beliefs?!

Hey friends!

Today I decided to share this text, first because, C S Lewis is a brilliant and timeless author that I always admired and, second, his words have never been so present! It was written in 1946, but I can tell you: We are,definitely, living similiar days in our time!

If you are Christian, maybe struggling to provide a good education for your children or beloved ones; or if the matter of education is important to you for any other reason ( maybe you are a scholar), I highly recomend you to read this amazing masterpiece of this wise and unique author! Enjoy it.


During the war we turn with quickened interest from the newspaper accounts of the fighting to the report of any man who has just returned from taking part in it himself. The manuscript of this little book when it was first put into my hands gave me a similar excitement. Discussions on education and on religious education are admirable things; but here we have something different – a first-hand record of the results which the existing system is actually producing while we discuss. Its value is enhanced by the fact that the author is not a minister of education, nor a headmaster, nor a clergyman, nor even a professional teacher.

The facts he records are facts against which he ran his head unexpectedly, almost (you might say) accidentally, while doing aparticular war-time job.
There are, of course, other things beside this in the book. But I emphasize its purely documentary value because that seems to me to be far the most important thing about it – the thing on which public attention ought to be focused.

The abstracts of the author’s lectures – or rather openings of discussions – are indeed full of interest, and many will wish to comment on them. They are the part of the book which it is easiest to discuss. But I insist that to concentrate on that part is an evasion.
When every allowance has been made for the possibility (delightfully unsuspected by himself) that the author has unusual talents as a teacher, two facts still emerge from his record unshaken.

Firstly, that the content of, and the case for, Christianity, are not put before most
schoolboys under the present system; and secondly, that when they are so put a majorityfind them acceptable. The importance of these two facts is that between them they blow away a whole fog of “reasons for the decline of religion” which are often advanced and often believed.


If we had noticed that the young men of the present day found it harder and harder to get the right answers to sums, we should consider that this had been adequately explained the moment we discovered that schools had for some years ceased to teach arithmetic. After that discovery we should turn a deaf ear to people who offered explanations of a vaguer and larger kind – people who said that the influence of Einstein had sapped the ancestral belief in fixed numerical relations, or that gangster films had undermined the desire to get right answers, or that the evolution of consciousness was now entering on its post-arithmetical phase.

Where a clear and simple explanation completely covers the facts no other explanation is in court. If the younger generation have never been told what the Christians say and never heard any arguments in defence of it, then their agnosticism or indifference is fully explained. There is no need to look any further: no need to talk about the general intellectual climate of the age, the influence of mechanistic civilization on the character of urban life. And having discovered that the cause of their ignorance is lack of instruction, we have also discovered the remedy. There is nothing in the nature of the younger generation which incapacitates them for receiving Christianity. If any one is prepared to tell them, they are apparently ready to hear.


I allow, of course, that the explanation which our author has discovered merely puts the problem a generation further back. The young people today are un-Christian because their teachers have been either unwilling or unable to transmit Christianity to them. For the impotence or unbelief of their teachers, larger and, no doubt, vaguer explanations are to be sought. But that,be it noted, is a historical problem. The schoolmasters of today are, for the most part, the undergraduates of twenty years ago – the products of the “post-war” period.

It is the mental climate of the Twenties that now dominates the from room class. In other words, the sources of unbelief among young people today do not lie in those young people. The outlook which they have – until they are taught better – is a backwash from an earlier period.

It is nothing intrinsic to themselves which holds them back from the Faith.
This very obvious fact – that each generation is taught by an earlier generation – must be kept very firmly in mind. The beliefs which boys fresh from school now hold are largely the beliefs of the Twenties. The beliefs which boys from school will hold in the Sixties will be largely those of the undergraduates of today. The moment we forget this we begin to talk nonsense about education
.

We talk of the views of contemporary adolescence as if some peculiarity in contemporary adolescence had produced them out of itself. In reality, they are
usually a delayed result – for the mental world also has its time-bombs – of obsolete adolescence, now middle-aged and dominating its form room. Hence the futility of many schemes for education. None can give to another what he does not possess himself.

No generation can bequeath to its successor what it has not got. You may frame the syllabus as you please. But when you have planned and reported ad nauseam, if we are sceptical we shall teach only scepticism to our pupils, if fools only folly, if vulgar only vulgarity, if saints sanctity, if heroes heroism.

Education is only the most fully conscious of the channels whereby each generation influences the next. It is not a closed system. Nothing which was not in the teachers can flow from them into the pupils. We shall all admit that a man who knows no Greek himself cannot teach Greek to his form: but it is equally certain that a man whose mind was formed in a period of cynicism and disillusion, cannot teach hope or fortitude.

A society which is predominantly Christian will propagate Christianity through its schools: one which is not, will not. All the ministries of education in the world cannot alter this law. We have, in the long run, little either to hope or fear from government.

The State may take education more and more firmly under its wing. I do not doubt that by so doing it can foster conformity, perhaps even servility, up to a point; the power of the State to deliberalize a profession is undoubtedly very great. But all the teaching must still be done by concrete human individuals. The State has to use the men who exist. Nay, as long as we remain a democracy, it is men who give the State its powers. And over these men, until all freedom is extinguished, the free winds of opinion blow.

Their minds are formed by influences which government cannot control. And as they come to be, so will they teach. Let the abstract scheme of education be what it will: its actual operation will be what the men make it. No doubt, there will be in each generation of teachers a percentage, perhaps even a majority, of government tools. But I do not think it is they who will determine the actual character of the education.

The boy – and perhaps especially the English boy – has a sound instinct. The teaching of one true man will carry further and print deeper than that of a dozen white Babus. A minister of education (going back, unless I am mistaken, as far as Julian the Apostate for his precedent) may banish Christian clergy from the schools. But if the wind of opinion is blowing in the Christian direction, it will make no difference. It may even do us good; and the minister will have been unknowingly “the goddes boteler”.

We are often told that education is a key position. That is very false in one sense and very true in another. If it means that you can do any great thing by interfering with existing schools, altering curricula and the like, it is very false. As the teachers are, so they will teach.


Your “reform” may incommode and overwork them, but it will not radically alter the total effect of their teaching. Planning has no magic whereby it can elicit figs from thistles or choke-pears from vines. The rich, sappy, fruit-laden tree will bear sweetness and strength and spiritual health: the dry, prickly, withered tree will teach hate, jealousy, suspicion, and inferiority complex- whatever you tell it to teach.

They will do it unknowingly and all day long. But if we mean that to make adult Christians now and even beyond that circle, to spread the immediately sub-Christian perceptions and virtues, the rich Platonic or Virgilian penumbra of the Faith, and thus to alter the type who will be teachers in the future- if we mean that to do this is to perform the greatest of all services for our descendants, then it is very true.

So at least it seems to me: I do not know how far the author would agree with me. He has exposed the actual workings of modern education. To blame the schoolmasters of the last ten years for it would be ridiculous. The majority of them failed to hand on Christianity because they had it not: will you blame a eunuch because he gets no children or a stone because it yields no blood?

The minority, isolated in a hostile environment, have probably done all they could, have perhaps done wonders: but little was in their power. Our author has also shown that the ignorance and incredulity of the pupils are very often removable – their roots far shallower than we had feared. I do not draw from this moral that it is now our business to “get our teeth into the schools”. For one thing, I do not think we shall be allowed to. It is unlikely that in the next forty years England will have a government which would encourage or even tolerate any radically Christian elements in its State system of education.

Where the tide flows towards increasing State control, Christianity, with its claims in one way personal and in the other way ecumenical and both ways antithetical to omnicompetent government, must always in fact (though not for a long time yet in words) be treated as an enemy. Like learning, like the family, like any ancient and liberal profession, like the common law, it gives the individual a standing ground against the State. Hence Rousseau, the father of the totalitarians, said wisely enough, from his own point of view, of Christianity, “Je ne connais rien de plus contraire à l‟esprit social.” (I don’t know anything more contrary to the social spirit.)

In the second place, even if we were permitted to force a Christian curriculum on the existing schools with the existing teachers we should only be making masters hypocrites and hardening thereby the pupils‟ hearts.
I am speaking, of course, of large schools on which a secular character is already stamped. If any man, in some little corner out of the reach of the omnicompetent, can make, or preserve a really Christian school, that is another matter. His duty is plain.


I do not, therefore, think that our hope of re-baptizing England lies in trying to “get at” the schools. Education is not in that sense a key position. To convert one‟s adult neighbour and one‟s adolescent neighbour (just free from school) is the practical thing. The cadet, the undergraduate, the young worker in the C.W.U. are obvious targets: but any one and every one is a target. If you make the adults of today Christian, the children of tomorrow will receive a Christian education.

What a society has, that, be sure, and nothing else, it will hand on to its young. The work is urgent, for men perish around us. But there is no need to be uneasy about the ultimate event. As long as Christians have children and non-Christians do not, one need have no anxiety for the next century.

Those who worship the Life-Force do not do much about transmitting it: those whose hopes are all based on the terrestrial future do not entrust much to it. If these processes continue, the final issue can hardly be in doubt.


These, you must remember, are merely my own reflections. To other readers this book will doubtless suggest very different reflections. But all of us, whatever our party, need to know the facts. Here they stand; and stated, if I mistake not, with that freshness and attraction which always come to a plain man who has something to tell and is thinking of his story, not himself.”

(*This text is a preface written by C. S. Lewis for the book “How heathen is Britain?” by B. G. SANDHURST)

******************************************************************** A QUESTÃO DA EDUCAÇÃO E SUAS REFORMAS- (Ou ainda “A transmissão do cristianismo” -Texto de C S Lewis)

Olá pessoal!

Este texto que vou compartilhar hoje, foi escrito pelo grande e atemporal escritor C S Lewis (Originalmente, como prefácio do livro “How heathen is Britain?” de Sanherst, mas também presente na obra “Deus no banco dos réus”)

Eu decide compartilhar esse trecho, a título de conhecimento, porque nunca li algo tão atual e pertinente pros nossos dias!

Seja você cristão, lidando com os dilemas diários da educação dos seus filhos ou de entes queridos, ou alguém que se interessa pela questão do papel da educação na sociedade- reformas, limitações-e o papel do Estado (talvez um professor ou estudioso), recomendo que você leia esse texto brilhante!


Em tempos de guerra, nos voltamos com acelerado interesse dos relatos de jornais sobre os conflitos, para a reportagem de qualquer homem que acabou de voltar de lá. O manuscrito deste livrinho, quando foi colocado pela primeira vez em minhas mãos, me deu um entusiasmo semelhante: discussões sobre educação e educação religiosa são coisas admiráveis, mas aqui temos algo diferente – um registro em primeira mão dos resultados que o sistema existente está realmente produzindo enquanto discutimos.

O valor é aumentado pelo fato de o autor não ser ministro da Educação, nem diretor, nem clérigo, nem mesmo professor profissional.Os fatos que ele registra são fatos contra os quais ele se deparou inesperadamente, quase (você poderia dizer) acidentalmente, enquanto trabalhava durante a guerra.
Há, obviamente, outras coisas além disso no livro. Mas enfatizo seu valor puramente documental, porque isso me parece ser a coisa mais importante a respeito – a coisa em qual atenção do público deve ser focada.

Os resumos das palestras do autor – ou melhor, as aberturas de discussões – são de fato cheios de interesse, e muitos desejam comentar sobre eles. Eles são a parte do livro que é mais fácil discutir. Mas insisto que concentrar-se nessa parte é uma evasão da questão central. Além de todos os indícios de que o autor tenha talentos incomuns como professor, dois fatos ainda emergem de seu registro, inabaláveis.

Em primeiro lugar, que o conteúdo do cristianismo e os argumentos a seu favor, não são apresentados à maioria dos estudantes do sistema atual; e segundo, que quando o são, a maioria os considera aceitáveis. A importância desses dois fatos é que, entre eles, eles sopram uma névoa inteira de “razões para o declínio da religião”, que muitas vezes são propagadas e levadas a sério.


Se por exemplo, percebêssemos que os jovens de hoje estão com cada vez mais dificuldade de obter as respostas certas nos cálculos, deveríamos considerar que isso foi explicado adequadamente no momento em que descobríssemos que as escolas haviam deixado de ensinar aritmética, há alguns anos atrás.

Após essa descoberta, ignoraríamos as pessoas que oferecessem explicações de um tipo mais vago e amplo – pessoas que dissessem que a influência de Einstein minou a crença ancestral em relações numéricas fixas ou que os filmes de gângster minaram o desejo de se acertar respostas, ou que a evolução da consciência estava agora entrando em sua fase pós-aritmética.

Onde uma explicação clara e simples cobre completamente os fatos, nenhuma outra explicação é levada em conta. Se a geração mais jovem nunca foi informada do que os cristãos dizem e nunca ouviu nenhum argumento em defesa dela, então seu agnosticismo ou indiferença são totalmente explicados.

Não há necessidade de procurar mais: não há necessidade de falar sobre o clima intelectual geral da época, a influência da civilização mecanicista no caráter da vida urbana. E, tendo descoberto que a causa de sua ignorância é a falta de instrução, também descobrimos o remédio. Não há nada na natureza da geração mais jovem que os incapacite para receber o cristianismo. Se alguém está preparado para contar, ela parece estar pronta para ouvir.


Eu admito, é claro, que a explicação que nosso autor fornece, apenas joga o problema para a geração anterior. Os jovens de hoje são anticristãos porque seus professores não estavam dispostos ou eram incapazes de transmitir o cristianismo a eles. Para a impotência ou descrença de seus professores, devem ser buscadas explicações maiores e, sem dúvida, mais amplas. Mas isso, é um problema histórico. Os professores de hoje são, em grande parte, os estudantes de graduação de vinte anos atrás – os produtos do período “pós-guerra”.

É o clima mental dos anos 20 que agora domina a sala de aula. Em outras palavras, as fontes de descrença entre os jovens de hoje não se encontram nesses jovens. A perspectiva que eles têm – até que sejam ensinados melhor – é um efeito colateral de um período anterior.Aquilo que os impede de ter Fé, não é nada intrínseco a eles mesmos.


Este fato muito óbvio – que cada geração é ensinada por uma geração anterior – deve ser mantido com muita firmeza em mente. As crenças que os rapazes recém-saídos da escola têm agora, são em grande parte as crenças dos anos 20. As crenças que os garotos da escola terão nos anos sessenta, serão em grande parte as dos estudantes de graduação de hoje. No momento em que nos esquecemos disso, começamos a falar bobagens sobre educação.

Falamos dos pontos de vista da adolescência contemporânea como se alguma peculiaridade da adolescência contemporânea as tivesse produzido por conta própria. Na realidade, eles geralmente são um resultado posterior – pois o mundo mental também tem suas bombas-relógio – da adolescência obsoleta, agora de meia-idade, que domina a sala de aula. Daí a futilidade de muitos esquemas de educação. Ninguém pode dar a outro o que não possui.

Nenhuma geração pode legar ao seu sucessor o que não tem. Podemos fazer a ementa que desejarmos, mas mesmo tendo planejado e preparado “ad nauseam”, se formos céticos, ensinaremos apenas ceticismo a nossos alunos; se tolos, apenas tolices, se formos vulgares, apenas vulgaridade, se formos santos, santidade; se heróis, heroísmo.

A educação é apenas o mais consciente dos canais pelos quais cada geração influencia a próxima. Não é um sistema fechado. Nada que não estivesse nos professores pode fluir deles para os alunos. Todos devemos admitir que um homem que não conhece o grego,não pode ensinar o grego em sala de aula: Mas é igualmente certo que um homem cuja mente foi formada em um período de cinismo e desilusão, não pode ensinar esperança ou bravura.

Uma sociedade predominantemente cristã propagará o cristianismo através de suas escolas: uma sociedade que não é, não o fará. Todos os ministérios da educação do mundo não podem alterar esta lei. A longo prazo, temos pouco a esperar ou temer do governo.


O Estado pode levar a educação cada vez mais com firmeza. Não duvido que, ao fazê-lo, possa promover a conformidade, talvez até a servilidade, até certo ponto; o poder do Estado de despir o caráter liberal de uma profissão é sem dúvida muito grande. Mas todo o ensino ainda deve ser realizado por indivíduos humanos. O Estado tem que usar os homens que existem. Mais do que isso, enquanto permanecermos uma democracia, são os homens que dão ao Estado seus poderes. E sobre esses homens, até que toda a liberdade seja extinta, sopram os ventos livres da opinião.

Suas mentes são formadas por influências que o governo não pode controlar. E como eles vierem a ser, eles também ensinarão. Deixe o esquema abstrato da educação ser o que quiser: sua operação real será o que os homens fizerem dele. Sem dúvida, em cada geração de professores haverá uma porcentagem, talvez até a maioria, de ferramentas governamentais. Mas não creio que sejam eles quem determinará o caráter real da educação.

O garoto – e talvez especialmente o garoto inglês – tem um instinto sólido. O ensino de um homem verdadeiro vai além e imprime mais fundo do que o de uma dúzia de “Babus brancos”. Um ministro da educação (remetendo, a menos que eu esteja enganado, ao precedente de Juliano, o apóstata), pode até banir os religiosos cristãos das escolas. Mas se o vento da opinião estiver soprando na direção cristã, não fará diferença. Pode até nos fazer bem; e o ministro terá sido, inconscientemente, “o copeiro do divino”.


Frequentemente nos dizem que a educação tem uma posição fundamental. Isso é muito falso em um sentido e muito verdadeiro em outro. Se significa que você pode fazer grandes coisas interferindo nas escolas existentes, alterando currículos e similares, é muito falso. Como os professores são, eles também ensinarão.


Sua “reforma” pode incomodá-los e sobrecarregá-los, mas isso não altera radicalmente o efeito total do ensino deles. O planejamento não tem mágica, pelo qual pode extrair figos de cardos ou pêras de videiras. A árvore farta,vigorosa e carregada de frutas terá doçura, força e saúde espiritual: a árvore seca, espinhosa e murcha ensinará complexo de ódio, ciúme, suspeita e inferioridade – seja lá o que você pedir que ela ensine.

Eles farão isso sem saber e durante todo o dia. No entanto, caso a afirmação signifique formar cristãos adultos agora, mesmo além desse círculo, a fim de espalhar as percepções e virtudes imediatamente cristãs, a rica penumbra platônica ou virgiliana da Fé, e assim alterar o tipo de professores que atuarão no futuro – se queremos dizer que fazer isso é prestar o melhor de todos os serviços para nossos descendentes, então a declaração é verdadeira.


Ao menos, é assim que me parece: Não sei até que ponto o autor concordaria comigo. Ele expôs o funcionamento real da educação moderna. Culpar os professores dos últimos dez anos por isso seria ridículo. A maioria deles falhou em transmitir o cristianismo porque não o tinha: Você culparia um eunuco por ele não ter filhos ou uma pedra porque não sangra?

A minoria, isolada em um ambiente hostil, provavelmente fez tudo o que pôde, talvez tenha feito maravilhas: mas pouco estava em seu poder. Nosso autor também mostrou que a ignorância e a incredulidade dos alunos são muitas vezes removíveis – suas raízes muito mais rasas do que temíamos. Não retiro dessa moral que agora é nosso dever “alvejar as escolas”. Primeiro, porque não acho que deveríamos. É improvável que, nos próximos quarenta anos, a Inglaterra tenha um governo que encoraje ou até tolere quaisquer elementos radicalmente cristãos em seu sistema estadual de educação.

Onde a maré flui em direção ao aumento do controle do Estado, o cristianismo, com suas reivindicações, de um lado pessoal e de outro, universal e,de ambos os lados antitética ao governo onicompetente, deve sempre ser de fato (embora não, por um bom tempo ainda, de forma declarada) tratado como um inimigo. Tal como a aprendizagem, como a família, como qualquer profissão antiga e liberal, como a lei comum, dá ao indivíduo uma posição firme contra o Estado. Por isso, Rousseau, o pai dos totalitários, disse com sabedoria, do seu próprio ponto de vista, sobre o cristianismo: “Je ne connais rien de mais contraire ao l esprit social.” (“Desconheço algo mais contrário ao espírito social”.)

Em segundo lugar, mesmo se tivéssemos permissão de forçar um currículo cristão nas escolas existentes com os professores existentes, só tornaríamos os mestres hipócritas e endureceríamos assim o coração dos alunos.
Estou falando, é claro, de grandes escolas nas quais um caráter secular já está estampado. Se alguém, em algum canto fora do alcance do onicompetente, pode criar ou preservar uma escola realmente cristã, isso é outra questão. Seu dever é simples.


Portanto, não acho que nossa esperança de rebatizar a Inglaterra esteja na tentativa de “chegar” às escolas. A educação não é, nesse sentido, uma posição-chave. Converter o próximo,tanto adulto quanto o adolescente (recém saído da escola) é a coisa mais prática. O cadete, o universitário, o jovem trabalhador na C.W.U. são alvos óbvios: Mas todo mundo é um alvo. Se você tornar os adultos de hoje cristãos, os filhos de amanhã receberão uma educação cristã.

Aquilo que uma sociedade tem é o que, com certeza -e nada mais- será transmitido aos jovens. O trabalho é urgente, pois os homens perecem à nossa volta. Mas não há necessidade de ficar desconfortável com o evento final. Enquanto os cristãos tiverem filhos e os não-cristãos não, será desnecessário ter ansiedade em relação ao próximo século.

Aqueles que adoram a Força da Vida não fazem muito para transmiti-la: aqueles cujas esperanças são todas baseadas no futuro terrestre não confiam muitas coisas a ele. Se esses processos continuarem, dificilmente a situação final estará incerta.

Estas, você deve se lembrar, são apenas minhas próprias reflexões. Para outros leitores, este livro, sem dúvida, sugere reflexões muito diferentes. Mas todos nós, seja qual for a nosso partido, precisamos conhecer os fatos. Aqui estão eles; e afirmo, se não me engano, com aquela frescura e atração que sempre chegam a um homem comum que tem algo a contar e está pensando em sua história, não em si mesmo.” C. S. LEWIS

Love: a path we can choose!

Hey there!

Today I want to make a small “devotional” based on Mathew 22:34-38:

34 But when the Pharisees heard that He had silenced the Sadducees, they gathered together. 35 Then one of them, a lawyer, asked Him a question, testing Him, and saying, 36 “Teacher, which is the great commandment in the law?”37 Jesus said to him, ‘You shall love the Lord your God with all your heart, with all your soul, and with all your mind.’ 38 This is the first and great commandment.”

So, every time I read this I take a time to think: What exactly means to love God with all our HEART, MIND and SOUL?

Em Mathew 6:21 Jesus says “1 For where your treasure is, there your heart will be also.”

In this passage, Jesus is saying that your priority in life (your “treasures”), what you seek first, that will be what you love most, what fills your HEART!

That also means if you seek God’s plans for your life, if you walk by His will, that is what will fill your heart, because we keep the important things inside it, right? Together with the people we love, our plans and dreams.

The heart of humankind was designed to love God and have a close relationship with Him!

However, since men decided to chose by their own, what is good or evil, our heart started to love things of this world: like our family, our “dream job”, plans for the future,the idea of get married or travel around the world, maybe be a mother or a father, or yet, in the worst cenario, power and money!

It is not a bad thing  to have dreams, but when you put God in control of your heart, YOU CAN DREAM WITH HIM, walking together on His purpose!

Loving God with ALL YOUR HEART is surrender everything of your life at His feet, and put Him at the center of everything! 

It’s to know, by a closing relationship, that He is GREATER than anything you can desire for your life and that in Him, you are COMPLETE!

It’s to lay down all your time, dreams and plans on Him, trusting that He is always WORKING FOR YOUR GOOD, no matter what happens!

This is not something easy to do, I’m not gonna lie.

That requests some quality time(with Him), a constant relationship to grow and to trust that He is a GOOD FATHER, that He is working to give you a life that goes beyond everything you could imagine and more than anything you could wish!

Give your heart to Jesus, COMPLETELY, and watch Him change your whole history, day by day!

I pray that the LOVE of God enter into your heart and make you change the way you see life, your experiences, your journey through it! May the presence of God makes you want Him more than anything, that Jesus become your priority in life and you discover how wonderful is to be His close friend and that you can dream together His dreams for your life, no matter how difficult it can be, sometimes! May your heart be filled with the wild and amazing love of God, everyday!  Amen”

Next post I’ll continue to talk about “loving God with all your mind and soul!”. See you next time, have a amazing week!

28616344_10155531517813507_848930169994253159_o

*************************************************************************************

Olá!

Hoje eu quero fazer um pequeno “devocional” baseado em Mateus 22: 34-38

“34 Mas, ouvindo os fariseus que havia silenciado os saduceus, reuniram-se. 35 Então um deles, advogado, fez uma pergunta a Ele, testando-o e dizendo: 36“ Mestre, que é o grande mandamento da lei ?

37 Disse-lhe Jesus: ‘Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente.’ 38 Este é o primeiro e grande mandamento.”

toda vez que eu leio isso, paro para pensar: O que exatamente significa amar a Deus com todo o nosso CORAÇÃO, MENTE e ALMA?

Em Mateus 6:21, Jesus diz: “Pois onde está o seu tesouro, aí também estará o seu coração”.

Nesta passagem, Jesus está dizendo que, o que for sua prioridade na vida (seus “tesouros”), o que você procura primeiro, será o que você mais ama, o que preencherá seu CORAÇÃO!

Isso significa que: se você busca a vontade de Deus primeiro, se você segue a vontade Dele, é isso que encherá seu coração. Porque mantemos as coisas mais importantes dentro dele, certo? Juntamente com as pessoas que amamos, nossos planos e sonhos.

O coração da humanidade foi projetado para amar a Deus e ter um relacionamento próximo com ele!

No entanto, desde que os homens decidiram escolher por si mesmos, o que é bom ou ruim, nosso coração começou a amar as coisas deste mundo: pode ser nossa família, nosso “emprego dos sonhos”, planos para o futuro, como casar ou viajar o mundo, talvez ser mãe ou pai ou ainda, no pior cenário, amamos e buscamos poder e dinheiro!

Não é uma coisa ruim ter sonhos, mas quando você coloca Deus no controle de seu coração, PODE SONHAR COM ELE, caminhando em direção a Seu propósito!

Amar a Deus com TODO O SEU CORAÇÃO é render tudo da sua vida aos Seus pés, e colocar Ele no centro de tudo!

É saber, por um relacionamento próximo, que Ele é MAIOR do que qualquer coisa que você possa desejar para sua vida e que Nele você é COMPLETO!

É estabelecer todo o seu tempo, sonhos e planos Nele, confiando que Ele está sempre TRABALHANDO PARA O SEU BEM, não importa o que aconteça!

Isso não é algo fácil de fazer, não vou mentir.

Isso exige algum tempo de qualidade (com Ele), um relacionamento constante para crescer e confiar que Ele é um BOM PAI e que está trabalhando para lhe proporcionar uma vida que vai além de tudo que você possa imaginar e mais do que qualquer coisa que você poderia desejar!

Entregue a Jesus seu coração, COMPLETAMENTE e, observe-o mudar toda a sua história, dia após dia!

Eu oro para que o AMOR de Deus entre em seu coração e faça você mudar a maneira como vê suas experiências, sua jornada pela vida! Que a presença de Deus faça com que você O queira mais do que tudo, que Jesus se torne sua prioridade na vida, que descubra como é maravilhoso ser Seu amigo íntimo e que vocês possam sonhar juntos os sonhos Dele para a sua vida, não importa o quão difícil seja , às vezes! Que seu coração seja preenchido com o amor selvagem e surpreendente de Deus, todos os dias! Amém

No próximo post, continuarei falando sobre “amar a Deus com toda a sua mente e alma!“. Até a próxima, tenha uma semana incrível!

salmos_capitulo_112_versiculo_6-8

Identity(crisis) and bad experiences: What makes us who we are?

Trust in the Lord with all your heart
    and lean not on your own understanding;
 in all your ways submit to him,
    and he will make your paths straight.
” Proverbs 3:5-6

Hey Guys!

Today I want to share a little bit about identity and struggles that surround it, wich I had face for a long time in my life!

However, in some point, I finally found who I really was! ( Well, to be honest, I am still on this journey! lol).

I want to start telling you something that will, problably, sound like a cliche but it’s true: YOU ARE NOT what people had done to you, you are not the way you feel about yourself and ,definetely, you are not just a result of your bad experiences!

Today I read a history about a girl who decided to become a transgender and, after a while, she regreted!

I have heard a lot about those cases lately, people who THOUGHT that would be a great idea to change their gender, because their were CONFUSED and facing difficult identities’ and sexual issues.

Read this kind of stuff makes me sad, cause this generation are confused, depressed and most of time, LOST. They don’t know what they are doing, most of time!

But, to be fair, I am here to talk about me and my own experiences.

There was a time, when I thought I was the result of all my worst experiences in life, I built my identity on that. I felt angry, lonely and hopeless!

I was so tired of being disappointed by people and myself that one day, I decided I WOULD NOT CARE ABOUT ANYTHING.

I grew up in a complicated family. My mom was too young when she had me and my brother. Moreover, we were(my brother and I) raised by our stepfather, who had another son with my mon so, we were three brothers.

We used to move a lot from city and school, and we faced a lot of money issues along the way. But I think, the most problematic thing for me was that I did not felt loved by my parents when I was a child.

My stepfather did what he could to keep us save and take care of us, but like my mom he was just too young and inexperienced; But also, he was very dictatorial and did not knew how to show kindness and love to us.

So, when I grew up and became a teenager, no surprises, I rebeled. I stopped of trying to get some love and approval from my parents.

I quit church, because I thought that God was just(dictatorial) like my stepfather (who, by the way, I always called ‘father’, cause he raised me) and I decided to live by my own “rules”.

Those rules was basically: I didn’t trust anyone and I didn’t care about anything. I thought people were all the same, that I was by myself on this world.

Long story short, I lived for several years, a life of bitterness, resentment and loneliness. Only because I believed for so long that I was just a victim (and sometimes a “bad fruit”) and there was no other way to live.

I couldn’t love or trust anyone.

So, when I see people making bad decisions, based on false beliefs or on their wounds, wich it’s closely related to their identity, my heart hurts!

WE ARE NOT the confusion inside our heads, we can not decide anything based on our broken heart. That it’s a big mistake!

We can decide to think differently, looking beyond the situations of life!

However, what the world is telling to this broken and young generation is kind the opposite: “Do what you THINK will make you happy, FOLLOW YOUR HEART, believe in your feelings!”

That is a HUGE LIE! If you were not loved, if you did not learned what it’s care and trust, how can you base your decisions on what you are feeling or what you think about yourself at this point?

Don’t think that things will never change, cause it will! Your mind will change in a few years, your tastes will also change and you gonna experience better times and thoughts!

I can tell by my own life experience: The worst situations in our lives don’t last forever, there are people in our life that actually CARE ABOUT US; And most important: THERE IS A BETTER WAY!

You are made by a loving God, a father, who cares about you and who are waiting for a chance to CHANGE YOUR HISTORY for good. You just need to ASK FOR HELP!

So, no matter what kind of confusion or struggling you are facing in your life right now, don’t take any “permanent” decision that you would regret later! Just take a deep breath and be brave!

Better times are coming!

For I know the plans I have for you,” declares the Lord, “plans to prosper you and not to harm you, plans to give you hope and a future. 1Then you will call on me and come and pray to me, and I will listen to you. 13 You will seek me and find me when you seek me with all your heart. ” Jeremiah 29:11-13

****************************************************************

Identidade e más experiências> O que nos torna o que somos?!

Ei, pessoal!


Hoje quero compartilhar um pouco sobre identidade. Incluindo as lutas que enfrentei a vida toda, até descobrir quem realmente era! (Bom, para ser sincera, ainda estou nessa jornada rs).

Quero começar dizendo algo que, aparentemente, soa como um clichê, mas que é real: Você não é o que as pessoas fizeram com você; você não é os SEUS SENTIMENTOS sobre si mesmo e, definitivamente, você não é apenas o resultado de suas más experiências!

Hoje eu li um artigo sobre uma garota que decidiu se tornar uma transexual e depois de um tempo, se arrependeu!


Ultimamente, eu tenho lido muito sobre esses casos, pessoas que PENSARAM que seria uma ótima ideia mudar seu gênero(e sua identidade), porque estavam confusas e enfrentavam problemas identitários e sexuais difíceis.

Ler esse tipo de coisa me deixa triste, porque eu vejo que essa geração está confusa, deprimida e na maioria das vezes, perdidas! Simplesmente não sabem o que estão fazendo!

Mas, para ser justa, estou aqui para falar sobre mim e minhas próprias experiências.

Houve um tempo em que pensei que eu era o resultado de todas as minhas piores experiências na vida e construí minha identidade com base nisso. Eu sentia muita raiva, solidão e não tinha nenhuma esperança!

Eu estava tão cansada de ser desapontada pelas pessoas e por mim mesma que decidi que não me importaria mais com nada.

Eu cresci em uma família complicada, sabe. Minha mãe era muito jovem quando engravidou de mim e do meu irmão. Além disso, nós fomos (meu irmão e eu), durante a maior parte de nossas vidas, criados por nosso padrasto, que teve outro filho com minha mãe, então éramos três irmãos.

A gente mudava muito de cidade e de escola, e enfrentamos muitos problemas financeiros ao longo do caminho. Mas acho que a coisa mais problemática para mim foi que eu não me sentia amada por meus pais quando criança.

Meu padrasto fez o que pôde para nos manter a salvos e cuidar de nós, mas como minha mãe, ele era muito jovem e inexperiente, mas também era muito ditatorial e não sabia como demonstrar bondade e gentileza

Então, quando eu cresci e me tornei adolescente, sem nenhuma surpresa, eu me rebelei. Eu parei de tentar obter algum amor e aprovação de meus pais.

Saí da igreja porque eu pensava que Deus era (ditatorial) como meu padrasto (que, aliás, eu sempre chamei de ‘pai’, porque ele me criou) e decidi viver de acordo com minhas próprias “regras”.

Essas regras eram basicamente: eu não confiava em ninguém e não me importava com nada. Eu pensava que as pessoas eram todas iguais, que eu estava sozinha neste mundo.

Resumindo a história, eu vivi por vários anos, uma vida de amargura, ressentimento e solidão. Só porque eu acreditei por muito tempo que eu era apenas uma vítima (e às vezes uma “fruta podre”) e não havia outra maneira de viver.

Eu não conseguia amar ou confiar em ninguém.

Então, quando vejo pessoas tomando más decisões com base em falsas crenças ou em suas feridas, que estão intimamente relacionadas à sua identidade, meu coração dói!

Nós não somos a confusão dentro de nossas cabeças, não podemos decidir nada com base em nosso coração partido. Isso é um grande erro!

Nós podemos decidir pensar de maneira diferente , enxergando além das situações da vida!

No entanto, o que o mundo está dizendo a essa geração jovem e deprimida é exatamente o oposto: “Faça o que você acha que te faz feliz, siga seu coração, acredite nos seus sentimentos!”

Essa é uma grande mentira! Se você não foi amado, se não aprendeu o que é cuidado e confiança, como pode basear suas decisões no que está sentindo ou no que pensa sobre si mesmo?

Não pense que as coisas nunca vão mudar, porque elas mudam! Sua mente mudará em alguns anos, seu gosto também mudará e você experimentará tempos melhores!

Eu posso dizer pela minha própria experiência de vida: As piores situações em nossas vidas não duram para sempre, há pessoas em nossa vida que realmente se importam; E o mais importante: HÁ sempre um caminho MELHOR!

Você foi feito por um Deus amoroso, um pai, que se importa com você e que está esperando por uma chance de MUDAR SUA HISTÓRIA de uma vez por todas. Você só precisa pedir!

Portanto, não importa que tipo de confusão ou dificuldade você esteja enfrentando agora, não tome nenhuma decisão “permanente”, da qual você poderá se arrepender mais tarde! Respire fundo e seja corajoso!

Tempos melhores estão chegando!

Porque eu sei os planos que tenho para vocês”, declara o Senhor, “planos de fazê-los prosperar e não de prejudicá-los, planos para dar-lhes esperança e um futuro. 2 Então vocês vão chamar e vir e orar para mim, e eu vou ouvi-los. 13 Vocês vão me procurar e me encontrarão quando me procurarem com todo o coração.” Jeremias 29: 11-13