The story of the lost son

(Luke 15:11-32)

11-1Then he said, “There was once a man who had two sons. The younger said to his father, ‘Father, I want right now what’s coming to me.’

12-16 “So the father divided the property between them. It wasn’t long before the younger son packed his bags and left for a distant country. There, undisciplined and dissipated, he wasted everything he had. After he had gone through all his money, there was a bad famine all through that country and he began to feel it. He signed on with a citizen there who assigned him to his fields to slop the pigs. He was so hungry he would have eaten the corn-cobs in the pig slop, but no one would give him any.

17-20 “That brought him to his senses. He said, ‘All those farmhands working for my father sit down to three meals a day, and here I am starving to death. I’m going back to my father. I’ll say to him, Father, I’ve sinned against God, I’ve sinned before you; I don’t deserve to be called your son. Take me on as a hired hand.’ He got right up and went home to his father.

20-21 “When he was still a long way off, his father saw him. His heart pounding, he ran out, embraced him, and kissed him. The son started his speech: ‘Father, I’ve sinned against God, I’ve sinned before you; I don’t deserve to be called your son ever again.’

22-24 “But the father wasn’t listening. He was calling to the servants, ‘Quick. Bring a clean set of clothes and dress him. Put the family ring on his finger and sandals on his feet. Then get a prize-winning heifer and roast it. We’re going to feast! We’re going to have a wonderful time! My son is here—given up for dead and now alive! Given up for lost and now found!’ And they began to have a wonderful time.

25-27 “All this time his older son was out in the field. When the day’s work was done he came in. As he approached the house, he heard the music and dancing. Calling over one of the houseboys, he asked what was going on. He told him, ‘Your brother came home. Your father has ordered a feast—barbecued beef!—because he has him home safe and sound.’(…)

Hello dear reader! How are you doing today? I hope you are safe and sound!

Today I want to share a reflection with you, over this famous Jesus’ parable about the prodigal son!

If you are a Christian, you already know that we were all prodigal sons in our lives! This story represents you and I, and how we decide to use our “freedom” to do whatever we’d like! We spent our years and energy satisfying our flesh and at some point, we discovered that the so called “freedom” it is actually slavery!

When we lived as the prodigal son, we became a slave of our own desires and peoples’ opinion, untill it consumed us deeply. Then, there was a moment, probably when we were in the end of our rope, we had to realize that in our Father’s House, we used to have a pretty good life and the best food of all! Finally, we came to our senses and decided to come back, right? Most of us experienced it!

However, today I want to go further in this story and talk about something that God shared with me: More than just bring His sons and daughters back to His Presence, He wants to restitute us!

God’s desires was always that we have what He planned for humankind since the beginning: Communion with Him, identitty as sons and authority over the creation!

If you take a good look in this story that represents us and God, you will realize that, when the son got back home, the Father is not only happy and pleased to receive him bak, he is also willing to restitute the position the son had before: He put sandals on his feet, new and clean clothes and a ring on his finger! He is saying: “You are my found and beloved son, you are part of this family and I’m giving you back everything you left behind: Your position, your identity and the enhiretance and authority as member of this family!

He also gives him a huge party, to declare to everyone that he is receiving his son back, renewing the communion with his once lost son, that now is found! He is happy and proud to have him back in the family.

-Communion:

Since the beginning, what God really wanted with man was communion! He created man and woman and put them in the garden of Eden, where they had daily communion with God! They could hear him cleary and talk to him everyday!

After the fall, Adam lost the direct connection he used to have with God. However, God had already a plan, and through Jesus, He reconnected us with Him, restituing the communion we had in the beginning! How amazing s that? Look what Paul says in Romans 5:6-14:

6-8 Christ arrives right on time to make this happen. He didn’t, and doesn’t, wait for us to get ready. He presented himself for this sacrificial death when we were far too weak and rebellious to do anything to get ourselves ready. And even if we hadn’t been so weak, we wouldn’t have known what to do anyway. We can understand someone dying for a person worth dying for, and we can understand how someone good and noble could inspire us to selfless sacrifice. But God put his love on the line for us by offering his Son in sacrificial death while we were of no use whatever to him.

9-11 Now that we are set right with God by means of this sacrificial death, the consummate blood sacrifice, there is no longer a question of being at odds with God in any way. If, when we were at our worst, we were put on friendly terms with God by the sacrificial death of his Son, now that we’re at our best, just think of how our lives will expand and deepen by means of his resurrection life! Now that we have actually received this amazing friendship with God, we are no longer content to simply say it in plodding prose. We sing and shout our praises to God through Jesus, the Messiah!

You know the story of how Adam landed us in the dilemma we’re in—first sin, then death, and no one exempt from either sin or death. That sin disturbed relations with God in everything and everyone, but the extent of the disturbance was not clear until God spelled it out in detail to Moses. So death, this huge abyss separating us from God, dominated the landscape from Adam to Moses. Even those who didn’t sin precisely as Adam did by disobeying a specific command of God still had to experience this termination of life, this separation from God. But Adam, who got us into this, also points ahead to the One who will get us out of it.

This passage make very clear that God has already a plan for humankind, even before the fall! He knew that we’d need a great help from above to deal with the problem of sin, that makes separation between us and Him. The Father prepared and planned all the history to restore us back to Him, through the sacrificial death of His beloved Son, Jesus Christ!

There is nothing we could do to deserve or achieve this salvation, but God gives freely this gift, thorugh Jesus Christ, that set us free and restores us and sons and daughters! All we need to do to RECONNECT with God is to recognize Jesus as our Lord and Savior, and surrender our lives to Him!

It’s in Christ that you, once you heard the truth and believed it (this Message of your salvation), found yourselves home free—signed, sealed, and delivered by the Holy Spirit. This down payment from God is the first installment on what’s coming, a reminder that we’ll get everything God has planned for us, a praising and glorious life.

15-19 That’s why, when I heard of the solid trust you have in the Master Jesus and your outpouring of love to all the followers of Jesus, I couldn’t stop thanking God for you—every time I prayed, I’d think of you and give thanks. But I do more than thank. I ask—ask the God of our Master, Jesus Christ, the God of glory—to make you intelligent and discerning in knowing him personally, your eyes focused and clear, so that you can see exactly what it is he is calling you to do, grasp the immensity of this glorious way of life he has for his followers, oh, the utter extravagance of his work in us who trust him—endless energy, boundless strength!

20-23 All this energy issues from Christ: God raised him from death and set him on a throne in deep heaven, in charge of running the universe, everything from galaxies to governments, no name and no power exempt from his rule. And not just for the time being, but forever. He is in charge of it all, has the final word on everything. At the center of all this, Christ rules the church. The church, you see, is not peripheral to the world; the world is peripheral to the church. The church is Christ’s body, in which he speaks and acts, by which he fills everything with his presence.

That is powerful, isn’ t it? Just let these words deepen in your heart and ask God to make it plain to you!

So, in the next post, I’ll talk about the 2 other things that God wants to restore in us, through Jesus: Our identity as His sons and daughter and our authority as part of His famity, to fulfill the purpose we all have in this life and the life to come, as co-heirs with Christ!

Have a good sunday friends!

A história do filho perdido!

Lucas 15:11-32

“Jesus continuou: “Um homem tinha dois filhos. 12 O filho mais jovem disse ao pai: ‘Quero a minha parte da herança’, e o pai dividiu seus bens entre os filhos.

13 Alguns dias depois, o filho mais jovem arrumou suas coisas e se mudou para uma terra distante, onde desperdiçou tudo que tinha por viver de forma desregrada. 14 Quando seu dinheiro acabou, uma grande fome se espalhou pela terra, e ele começou a passar necessidade. 15 Convenceu um fazendeiro da região a empregá-lo, e esse homem o mandou a seus campos para cuidar dos porcos. 16 Embora quisesse saciar a fome com as vagens dadas aos porcos, ninguém lhe dava coisa alguma.

17 Quando finalmente caiu em si, disse: ‘Até os empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu estou aqui, morrendo de fome. 18 Vou retornar à casa de meu pai e dizer: Pai, pequei contra o céu e contra o senhor, 19 e não sou mais digno de ser chamado seu filho. Por favor, trate-me como seu empregado’.

20 “Então voltou para a casa de seu pai. Quando ele ainda estava longe, seu pai o viu. Cheio de compaixão, correu para o filho, o abraçou e o beijou. 21 O filho disse: ‘Pai, pequei contra o céu e contra o senhor, e não sou mais digno de ser chamado seu filho’.[b]

22 O pai, no entanto, disse aos servos: ‘Depressa! Tragam a melhor roupa da casa e vistam nele. Coloquem-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés. 23 Matem o novilho gordo. Faremos um banquete e celebraremos, 24 pois este meu filho estava morto e voltou à vida. Estava perdido e foi achado!’. E começaram a festejar.(…)

Olá caro leitor! Como você está hoje? Espero que você esteja são e salvo!

Hoje quero compartilhar com vocês uma reflexão sobre esta famosa parábola de Jesus: O filho pródigo!

Se você é cristão, já sabe que todos fomos filhos pródigos em nossas vidas! Esta história representa você e eu, e como decidimos usar nossa “liberdade” para fazer o que queríamos! Gastamos nossos anos e energia satisfazendo nossa carne e em algum momento, descobrimos que o que o mundo chama de “liberdade” é na verdade escravidão!

Quando vivíamos como filho pródigo, nos tornamos escravos de nossos próprios desejos e da opinião das pessoas, até que isso nos consumiu completamente. Em um determinado momento, provavelmente quando estávamos no fundo do poço, nós finalmente percebemos que na Casa do nosso Pai nós costumávamos ter uma vida muito boa e a melhor comida de todas! Finalmente, recuperamos o bom senso e decidimos voltar, certo? A maioria de nós experimentou isso!

No entanto, hoje quero ir mais longe nesta história e falar sobre algo que Deus compartilhou comigo: Mais do que apenas trazer Seus filhos e filhas de volta à Sua Presença, Ele quer nos restituir!

O desejo de Deus é que tenhamos o que Ele planejou para a humanidade desde o início: Comunhão com Ele, identidade como filhos e autoridade sobre a criação!

Se você der uma boa olhada nessa história que representa a nós e a Deus, você perceberá que, quando o filho volta para casa, o Pai não está apenas feliz e satisfeito por recebê-lo de volta, ele também está disposto a restituir a posição que o filho tinha antes: Ele coloca sandálias nos seus pés, roupas novas e limpas e um anel em seu dedo! Ele está dizendo: “Você é meu filho encontrado e amado, você faz parte desta família e eu estou lhe devolvendo tudo o que você deixou para trás: Sua posição, sua identidade e a posse da autoridade como membro desta família!

Ele também lhe dá uma grande festa, para mostrar a todos que está recebendo seu filho de volta, renovando a comunhão com seu filho perdido, que agora foi encontrado! Ele está feliz e orgulhoso de tê-lo de volta à comunhão familiar.

-Comunhão:

Desde o início, o que Deus realmente queria com o homem era a comunhão! Ele criou o homem e a mulher e os colocou no jardim do Éden, onde eles tinham uma convivência diária com Deus! Eles podiam ouvi-lo claramente e falar com ele todos os dias! Após a queda, Adão perdeu a conexão direta que costumava ter com Deus. Porém, Deus já tinha um plano, e através de Jesus, Ele nos reconectou com Ele, restituindo a comunhão que tínhamos no início! Quão incrível é isso? Veja o que Paulo diz em Romanos 5:6-17:

Quando estávamos completamente desamparados, Cristo veio na hora certa e morreu por nós, pecadores. É pouco provável que alguém morresse por um justo, embora talvez alguém se dispusesse a morrer por uma pessoa boa. Mas Deus nos prova seu grande amor ao enviar Cristo para morrer por nós quando ainda éramos pecadores. E, uma vez que fomos declarados justos por seu sangue, certamente seremos salvos da ira de Deus por meio dele. 10 Pois, se quando ainda éramos inimigos de Deus nosso relacionamento com ele foi restaurado pela morte de seu Filho, agora que já estamos reconciliados certamente seremos salvos por sua vida. 11 Agora, portanto, podemos nos alegrar em Deus, com quem fomos reconciliados por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.

12 Quando Adão pecou, o pecado entrou no mundo, e com ele a morte, que se estendeu a todos, porque todos pecaram. 13 É fato que as pessoas pecaram antes que a lei fosse concedida, mas, porque ela não existia, seus pecados não foram levados em conta. 14 Mesmo assim, do tempo de Adão até o de Moisés, todos morreram, incluindo os que não desobedeceram a uma ordem explícita de Deus, como Adão desobedeceu. Na verdade, Adão é um símbolo, uma representação daquele que ainda haveria de vir. 15 Mas há uma grande diferença entre o pecado de Adão e a dádiva de Deus. Pois o pecado de um único homem trouxe morte para muitos. Ainda maior, porém, é a graça de Deus e sua dádiva que veio sobre muitos por meio de um único homem, Jesus Cristo. 16 E o resultado da dádiva de Deus é bem diferente do resultado do pecado de um único homem, pois enquanto o pecado de Adão levou à condenação, a dádiva de Deus nos possibilita ser declarados justos diante dele, apesar de nossos muitos pecados. 17 A morte reinou sobre muitos por meio do pecado de um único homem. Ainda maior, porém, é a graça de Deus e sua dádiva de justiça, e todos que a recebem reinarão em vida por meio de um único homem, Jesus Cristo.”

Essa passagem deixa muito claro que Deus já tinha um plano para a humanidade, mesmo antes da queda! Ele sabia que precisaríamos de uma grande ajuda do alto para lidar com o problema do pecado, que faz a separação entre nós e Ele. O Pai preparou e planejou toda a história para nos devolver a Ele, através da morte sacrificial de Seu Filho amado, Jesus Cristo!

Não há nada que possamos fazer para merecer ou alcançar essa salvação, mas Deus nos dá gratuitamente esse presente, por meio de Jesus Cristo, que nos liberta e restaura a nós e filhos e filhas! Tudo o que precisamos fazer para nos RECONECTAR com Deus é reconhecer Jesus como nosso Senhor e Salvador e entregar nossas vidas a Ele!

“Agora Deus nos revelou sua vontade secreta a respeito de Cristo, isto é, o cumprimento de seu bom propósito. 10 E o plano é este: no devido tempo, ele reunirá sob a autoridade de Cristo tudo que existe nos céus e na terra. 11 Além disso, em Cristo nós nos tornamos herdeiros de Deus,[c] pois ele nos predestinou conforme seu plano e faz que tudo ocorra de acordo com sua vontade.

12 O propósito de Deus era que nós, os primeiros a confiar em Cristo, louvássemos a Deus e lhe déssemos glória. 13 Agora vocês também ouviram a verdade, as boas-novas da salvação. E, quando creram em Cristo, ele colocou sobre vocês o selo do Espírito Santo que havia prometido. 14 O Espírito é a garantia de nossa herança, até o dia em que Deus nos resgatará como sua propriedade, para o louvor de sua glória.“(…)

“É o mesmo poder grandioso 20 que ressuscitou Cristo dos mortos e o fez sentar-se no lugar de honra, à direita de Deus, nos domínios celestiais. 21 Agora ele está muito acima de qualquer governante, autoridade, poder, líder ou qualquer outro nome não apenas neste mundo, mas também no futuro. 22 Deus submeteu todas as coisas à autoridade de Cristo e o fez cabeça de tudo, para o bem da igreja. 23 E a igreja é seu corpo; ela é preenchida e completada por Cristo, que enche consigo mesmo todas as coisas em toda parte.“(Efésios 1:9-14/19-23)

Isso é poderoso, não é? Apenas deixe que essas palavras se aprofundem em seu coração e peça a Deus para torná-las claras para você!

No próximo post, falarei sobre as outras 2 coisas que Deus quer restaurar em nós, através de Jesus: Nossa identidade como Seus filhos e filhas e nossa autoridade como parte de Sua família, para cumprir o propósito que todos temos nesta vida e na vida futura, como co-herdeiros com Cristo!

Bom domingo amigos!

Publicado por

The found daughter!

Brazilian woman, crazy about good music,nature and books =) I love to write since I remeber! My passion grows stronger as a walk through this crazy adventure with Jesus, my Lord and savior, redeemer and best friend! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s