The healing process of a traumatic religious experience!(part 2)

People can only give what they received”

Hey guys!

In this post I want to share more about my healing process from traumatic religious experiences, that I had been through while I was discovering my new identity as a (beloved) daughter of God!

I am not sharing this because I want to blame people or the church for my wounds, but I want you to understand that along the way, even when we are walking with Jesus for a new beginning, we can be hurted by people, by His own people, but this is not the end of the road.

There is always healing available to all of us! God will never see us like most of people do! That is a hopeful truth!

I could finally understand, after painful months of healing that, those experiences was not meant to destroy me, but to make me stronger and more confident about who I was on God’s sight.

I already shared here a little bit about my “first calling” and how I lived very intense experiences in that season, good and bad.

I want to start this story saying that I had, at the beginning of my journey, a lot of misconceptions about God and what it means to be a christian, also about what is christianity lifestyle and comunity.

When I was living in the middle of this comunity and learning about who I was and about God’s character, I did not realize that, a lot of my background was influencing how I would see things and how I would behave.

What ,I think, most people don’t realize is that our worldview is (deeply) influenced by all our childhood and family experiences and also by our traumas and wounds.

So, when I had to face the world and my whole life in a different perspective, it was hard and hurted me! And took time to me to deconstruct a mindset to build another one! That said, I had also to be honest about this: The church, as a comunity, most of the time, is not ready to deal with it!

They don’t realize that people carry this painful background and it will take time to most of us, internalize the truth of the Gospel and live accoding to it! It is not a day overnight process.

When people are not prepared to accept that, mainly the leaders, people will get hurt!

I don’t want to be unfair here, I know that people tried to be patient and inderstanding to me, at least at the beginning! But the truth is, that at some point, people get tired to try and just gave up on you.

Based on my own experiences I can tell : Along all that process, people sometimes will judge your motivations, point your mistakes and will demand things from you that you are not ready to give. And that is crushing!

What I want to point here is that: If God is so kind and patient to us, we also as His church and the Body of Christ, must to be kind and patient with the people who are beginning their walk with Jesus. Otherwise, people will just get hurted and gave it up in the niddle of the way!

I spent a lot of time trying to understand why I had to face all those painful experiences. I know now that it was part of my “training”, part of my maturity process! But to be honest, it doesn’t have to be so traumatic to everyone!

If the sons and daughters of God realize that their purpose is more than just present Jesus to the world, but actually live by His model I am sure that we will change the idea the world has about christians!

We will be seen and recognized by a people who loves with no limits and help to others get healed instead of as hypocrites who judge and hurts people all the time!

It is time for the church to wake up and fill the gaps!

Our calling is to raise up as embassors of God, sons and daughters who represents His love, truth and compassion, cause people are lost and broken out there and really need it!

If you were, like me, hurted by people along the way, I just want to encourage you to have hope again!

God has never planned to hurt you or disappointed you. Sometimes He allows it happen to us just to show us that our hope must be in Him and only Him, we are not here to put all our trust and hope on people, cause we humans are flawed!

You can and should allow yourself to trust and love again but be aware that the only One who can never let you down is the One who loved you since the beginning of times and planned you to have the fulness of life!

“Jesus returned to the Mount of Olives, but early the next morning he was back again at the Temple. A crowd soon gathered, and he sat down and taught them. As he was speaking, the teachers of religious law and the Pharisees brought a woman who had been caught in the act of adultery. They put her in front of the crowd.

“Teacher,” they said to Jesus, “this woman was caught in the act of adultery. The law of Moses says to stone her. What do you say?”

They were trying to trap him into saying something they could use against him, but Jesus stooped down and wrote in the dust with his finger. They kept demanding an answer, so he stood up again and said, “All right, but let the one who has never sinned throw the first stone!” Then he stooped down again and wrote in the dust.

9 When the accusers heard this, they slipped away one by one, beginning with the oldest, until only Jesus was left in the middle of the crowd with the woman. 10 Then Jesus stood up again and said to the woman, “Where are your accusers? Didn’t even one of them condemn you?

11 “No, Lord,” she said.

And Jesus said, “Neither do I. Go and sin no more.” John 8:1-11

*********************************************************************************

As pessoas só podem dar aquilo que receberam.

Ei pessoal!

Neste post, quero compartilhar mais sobre o meu processo de cura a partir de experiências religiosas traumáticas, pelas quais passei enquanto descobria minha nova identidade como uma filha(amada) de Deus!

Não estou compartilhando isso porque quero culpar as pessoas ou a igreja por minhas feridas, mas quero que você entenda que, ao longo do caminho, mesmo quando estamos caminhando com Jesus para um novo começo, podemos ser feridos pelas pessoas, por Seus próprio povo, mas este não é o fim da jornada.

Sempre há cura disponível para todos nós! Deus nunca nos verá como a maioria das pessoas! Essa é uma verdade esperançosa!

Finalmente pude entender, após meses dolorosos de cura, que essas experiências não foram feitas para me destruir, mas para me tornar mais forte e mais confiante sobre quem eu era aos olhos Dele.

Eu já compartilhei aqui um pouco sobre o meu “primeiro chamado” e como vivi experiências muito intensas naquela temporada, boas e ruins.

Quero começar esta história dizendo que eu tinha, no início de minha jornada, muitos conceitos errados sobre Deus e o que significa ser cristão, também sobre o que é estilo de vida e comunidade no cristianismo.

Quando eu estava morando no meio dessa comunidade e aprendendo sobre quem eu era e sobre o caráter de Deus , eu não entendia que grande parte da minha formação estava influenciando como eu via as coisas e como me comportava.

O que eu acho que a maioria das pessoas não percebe é que nossa visão de mundo é (muito)influenciada por todas as nossas experiências de infância e família e também por nossos traumas e feridas.

Então, quando eu tive que enfrentar o mundo e toda a minha vida através de uma perspectiva diferente, foi difícil e me machucou! E levou um tempo para eu desconstruir uma mentalidade para construir outra!

Dito isto, eu também tenho que ser honesta sobre uma coisa: a igreja, como comunidade, na maioria das vezes, não está pronta para lidar com isso!

Eles não percebem que as pessoas carregam esse pano de fundo doloroso e levará tempo para a maioria de nós, internalizar a verdade do Evangelho e viver de acordo com ele!

Quando a igreja não estão preparadas para aceitar isso, principalmente os líderes, as pessoas se machucam!

Não quero ser injusta aqui, sei que as pessoas tentaram ser pacientes e compreensivas comigo, pelo menos no começo! Mas a verdade é que, em algum momento, as pessoas se cansam de tentar e desistem de você.

Com base em minhas próprias experiências, eu posso dizer: Ao longo de todo esse processo, as pessoas às vezes vão julgar suas motivações, apontar seus erros e exigir de você coisas que você não está pronto para dar. E isso é esmagador!

O que quero destacar aqui é o seguinte: Se Deus é tão gentil e paciente conosco, também nós, como Sua igreja e Corpo de Cristo, devemos ser gentis e pacientes com as pessoas que estão começando a sua caminhada com Jesus. Caso contrário, as pessoas se machucarão e desistirão no meio do caminho!

Passei muito tempo tentando entender por que tinha que enfrentar tudo isso. Agora eu sei que fazia parte do meu “treinamento”, parte do meu processo de maturidade! Mas, para ser sincera, isso não precisa ser tão traumático para todo mundo!

Se os filhos e filhas de Deus perceberem que o objetivo deles é mais do que apenas apresentar Jesus ao mundo, mas viver de acordo com Seu modelo, tenho certeza de que mudaremos a idéia que o mundo tem dos cristãos!

Estaremos sendo vistos e reconhecidos por um povo que ama sem limites e ajuda os outros a serem curados, ao invés de de hipócritas que julgam e magoam as pessoas o tempo todo!

Está na hora da igreja acordar e preencher as lacunas!

Nosso chamado é levantar-se como embaixadores de Deus, filhos e filhas que representam Seu amor, verdade e compaixão, porque as pessoas estão perdidas e quebradas por aí e realmente precisam disso!

Se você foi, como eu, ferido por pessoas ao longo do caminho, eu só quero encorajá-lo a ter esperança novamente!

Deus nunca planejou machucá-lo ou decepcioná-lo. Às vezes, Ele permite que isso aconteça conosco apenas para nos mostrar que nossa esperança deve estar Nele e somente Nele, não estamos aqui para depositar toda nossa confiança e esperança nas pessoas, porque nós, humanos, somos falhos!

Você pode e deve se permitir confiar e amar novamente, mas esteja ciente de que o único que nunca pode decepcioná-lo é aquele que o amou desde o início dos tempos e planejou que você tivesse a plenitude de vida!

Jesus, porém, foi para o monte das Oliveiras.
Ao amanhecer ele apareceu novamente no templo, onde todo o povo se reuniu ao seu redor, e ele se assentou para ensiná-lo.
Os mestres da lei e os fariseus trouxeram-lhe uma mulher surpreendida em adultério. Fizeram-na ficar em pé diante de todos
e disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher foi surpreendida em ato de adultério.
Na Lei, Moisés nos ordena apedrejar tais mulheres. E o senhor, que diz? “
Eles estavam usando essa pergunta como armadilha, a fim de terem uma base para acusá-lo. Mas Jesus inclinou-se e começou a escrever no chão com o dedo.
Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”.
Inclinou-se novamente e continuou escrevendo no chão.
Os que o ouviram foram saindo, um de cada vez, começando com os mais velhos. Jesus ficou só, com a mulher em pé diante dele.
Então Jesus pôs-se de pé e perguntou-lhe: “Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou? “
“Ninguém, Senhor”, disse ela. Declarou Jesus: “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado”.
João 8:1-11

Publicado por

The found daughter!

Brazilian woman, crazy about good music,nature and books =) I love to write since I remeber! My passion grows stronger as a walk through this crazy adventure with Jesus, my Lord and savior, redeemer and best friend! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s